Portal Fator Brasil 
Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

24/04/2015 - 07:55

Porto de Santos estabelece novo recorde para o trimestre de 2015


Contêiner foi o destaque no mês de março e no acumulado do trimestre com aumento na casa de dois dígitos.

O primeiro trimestre do ano marca novo recorde para o período ao somar 26.361.263 t, um incremento de 4,9% sobre o mesmo período do ano passado (25.140.334 t). As importações se destacaram, totalizando 8.190.718 t, um crescimento de 7,2% sobre as descargas de 2014 (7.637.124 t). As exportações somaram 18.170.5545 t, apresentando crescimento de 3,8% sobre o primeiro trimestre de 2014 (17.503.210 t).

O ministro da Secretaria de Portos da Presidência da República, Edinho Araújo, afirmou que a movimentação no Porto de Santos “é um termômetro importante na economia nacional”. Segundo o ministro, a expectativa é que no próximo balanço as exportações sejam maiores que as importações. “Ai sim teremos mais um motivo para comemorar”, disse Edinho Araújo.

O diretor-presidente da Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp), Angelino Caputo, destacou o desempenho da carga conteinerizada, que apresentou significativo crescimento tanto no movimento mensal (20,5%), quanto no acumulado do trimestre (10,3%). Foram 335.424 teu em março e 898.259 teu no acumulado nos três primeiros meses do ano. Em tonelagem esse aumento foi ainda maior, chegando a 26,5% no mês março e 18,1% no acumulado do ano. Segundo Caputo, a infraestrutura disponibilizada pelo Porto de Santos para atender esse segmento de cargas, tem propiciado excelentes índices de produtividade e o aumento na movimentação de contêineres.

O farelo de soja, com 1.029.737 t, foi um dos destaques na pauta das exportações por Santos. A soja em grãos, apesar de apresentar redução de 16,8%, foi o produto de maior movimento no trimestre, atingindo 4.233.968 t. O açúcar ocupou a segunda posição entre as principais cargas movimentadas. Foram embarcadas 3.724.166 t, um volume 3,6% acima do registrado nesse período do ano passado (3.596.044 t). Os embarques do produto acondicionado em contêineres cresceram 73,4% neste ano, saltando de 199.395 t para 345.773 t.

Os embarques de celulose surgem como a terceira carga mais movimentada, chegando a 856.452 t, superando em 1,4% o volume desembarcado em 2014 (845.023 t). As exportações de milho também encabeçam as cargas mais movimentadas no período, totalizando 777.010 t, 2,5% acima do ano passado (758.072 t). Os embarques de café em grãos totalizaram 402.565 t, registrando um crescimento de 31,3% sobre o primeiro trimestre de 2014 (306.661 t).

Nas exportações de líquidos a granel se destacam o óleo combustível, com 711.669 t (+67,0%), óleo diesel e gasóleo, com 608.669 t (+18,2%), sucos cítricos, com 487.082 t (+19,1%), e gasolina, com 341.396 t (+23,3%).

Nas importações o destaque foi para o minério de ferro, com 221.130 t, 475,5% a mais que o mesmo período do ano passado (38.427 t). As importações desse produto são destinadas à empresa Usiminas, para utilização no processo siderúrgico de fabricação do aço.

No período ocorreram 1.296 atracações de navios, resultado 0,3% superior ao verificado em 2014 (1.292).

Balança comercial—O valor das cargas movimentadas no primeiro trimestre do ano totalizou US$ 25,2 bilhões, cerca de 26,1% da Balança Comercial (US$ 96,7 bilhões). Desse total, US$ 12,0 bilhões se referem às cargas de exportação e US$ US$ 13,2 bilhões às de importação.

Os três países que mais exportaram para o Brasil, através do Porto de Santos no trimestre foram a China, com US$ 3,2 bilhões (24,7%), os Estados Unidos, com US$ 2,0 bilhões (15,4%); seguido pela Alemanha, com US$ 1,1 bilhão (8,7%). As cargas mais importadas, quanto ao valor, foram caixas de marchas, com US$ 166,2 milhões (1,26%); partes e acessórios de carroçarias para veículos automóveis, com US$ 129,5 milhões (0,98%); e partes para aviões ou helicópteros, com US$ 126,5 milhões (0,96%)..

Já os três países que mais importaram mercadorias brasileiras através do Porto de Santos foram os Estados Unidos, com US$ 1,7 bilhão (14,2%); a China, com US$ 1,4 bilhão (11,8%) e a Argentina, com US$ 788,0 milhões (6,6%). As cargas mais exportadas foram o Café em grãos, com US$ 1,3 bilhão (11,2%); o açúcar, com US$ 1,0 bilhão (8,8% e a soja, com US$ 920,2 milhões.

Movimento do mês de março—Os embarques e descargas de mercadorias no Porto de Santos durante o mês de março totalizaram 10.312.506 t, a segunda melhor marca para o período, ficando atrás somente de março do ano passado (-1,3%), quando foram movimentadas 10.444.475 t. As importações estabeleceram novo recorde para esse mês, ao somar 2.908.722 t, 3,3% acima de 2014 (2.815.313 t). Já as exportações, ao totalizarem 7.403.784 t, ficaram 3,0% abaixo do recorde de 7.629.162 t, registrado no ano passado. As importações responderam por 28,2% do volume total do porto, enquanto que as exportações responderam por 71,8%.

Entre as cargas de importação destacaram-se o minério de ferro, com 83.453 t (+117,2%), e a amônia, com 31.936 t (+10,8%). A redução nas exportações foi determinada, principalmente, pela diminuição dos embarques de soja em grãos (-24,6%).

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2019 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira

 Consulta inválida: