Portal Fator Brasil 
Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

23/04/2015 - 09:47

O Brasil sozinho detém 20% da Biodiversidade Mundial


Conservação, Uso Sustentável, importância para a Nutrição e Valoração são discussões centrais do Green Rio. Biodiversidade será um dos pilares da mais importante plataforma de negócios dos orgânicos e da Economia Verde do Rio de Janeiro: o Green Rio acontecerá nos dias 20 e 21 de maio no Espaço Tom Jobim no Jardim Botânico, em formato de palestras e expositores, e o evento é aberto ao público. Nutricionistas, profissionais ligados a restaurantes e faculdades de gastronomia terão grande interesse em descobrir a importância da biodiversidade para a alimentação e melhoria da nutrição atual

Rio de Janeiro—O Brasil abriga 20% do total de espécies na Terra e, está cotada como a principal Nação entre as 17, de maior biodiversidade do mundo. O país possui também uma rica sociobiodiversidade, representada por mais de 200 povos indígenas e por diversas comunidades tradicionais que detêm um vasto conhecimento sobre a conservação da natureza. Este capital natural e os serviços ecossistêmicos a ele vinculados, como o abastecimento de água, a polinização de culturas ou a proteção contra eventos climáticos extremos, são de grande importância para a sociedade e economia brasileira, como também para o equilíbrio ecológico e o bem-estar das sociedades em nível global.

“Há reconhecimento sobre a importância da biodiversidade e de ecossistemas saudáveis para o desenvolvimento econômico e social sustentável do país, mas existem poucas ações que ainda não refletem plenamente na construção e implementação de políticas e decisões empresariais. O tema Biodiversidade estará presente nas palestras da Conferência Green Rio, assim como nos expositores participantes”, relata Maria Beatriz Martins Costa, organizadora do Green Rio* e fundadora do Planeta Orgânico*.

Agenda Brasileira do The Economics of Ecosystems and Biodiversity, o TEEB Global—No Painel Bioeconomia e Biodiversidade da Conferência Green Rio 2015, que acontece no dia 21/05, a agência de cooperação alemã GIZ apresentará o Projeto TEEB Regional-Local que está integrado a Iniciativa Capital Natural do Brasil. Esta é uma iniciativa conjunta do MMA, do Ministério da Fazenda (MF), do Ministério da Ciência, Tecnologia e Informação (MCTI), do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), da Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência (SAE/PR), do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA).

E também da CNI e da Conservação Internacional do Brasil (CI) em parceria com a GIZ, que visam juntos identificar e ressaltar os benefícios oriundos da conservação e do uso sustentável da biodiversidade e dos serviços ecossistêmicos no país, bem como avaliar os custos de sua perda. Além do componente Regional e Local, a Iniciativa integra ainda os componentes de Políticas Nacionais e Negócios. A Iniciativa Capital Natural do Brasil está enquadrada no âmbito do TEEB global (do inglês The Economics of Ecosystems and Biodiversity).

A importância da Biodiversidade para a Alimentação e Nutrição—Outro ponto importante que será debatido na quarta edição do Green Rio, conforme explica a organizadora do evento, Maria Beatriz Martins Costa, é o tema Bioeconomia e Biodiversidade relacionado a nutrição. A questão da nutrição é de extrema importância para toda a agenda do evento, outro pilar desta edição. O Ministério do Meio Ambiente apresentará o projeto “Conservação e Uso Sustentável da Biodiversidade para Melhoria da Nutrição e do Bem Estar Humano”, conhecido como Biodiversidade para Alimentação e Nutrição – “BFN” (sigla em inglês).

“O Projeto BFN refere-se a um compromisso internacional assumido pelo Brasil junto ao Fundo para o Meio Ambiente Mundial – GEF , e ao Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente – PNUMA , Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura – FAO , Bioversity International e a Convenção sobre Diversidade Biológica – CDB. Todos estão unidos em uma força-tarefa para demonstrar a importância da ligação da biodiversidade com a alimentação e a nutrição, bem como a importância de sua conservação e uso sustentável, por meio da valorização de seus componentes e irão apresentar dados do projeto”, ressalta Maria Beatriz Martins Costa, a organizadora do Green Rio. Em março de 2015, a convite do Ministério de Relações Exteriores da Alemanha, Maria Beatriz Martins Costa, diretora do Planeta Orgânico e organizadora do Green Rio, participou de delegação brasileira que esteve em Berlim, Dusseldorf e Colônia para discutir estratégias e potenciais parcerias Brasil-Alemanha no tema Bioeconomia.

Entre as potenciais parcerias Brasil-Alemanha envolvendo Bioeconomia e Biodiversidade serão apresentados no Green Rio 2015 o Programa Cultivando Água Boa/Itaipu e o Programa Rio Rural/Secretaria de Agricultura RJ.

Green Rio/ Planeta Orgânico—Fundada em 1985, com sede no Rio de Janeiro, a 2 A 2 Marketing & Eventos / Planeta Orgânico foi responsável por várias ações de marketing, entre elas o desenvolvimento do website www.planetaorganico.com.br, publicado na internet no ano 2000. Desde então, o Planeta Orgânico tornou-se uma das principais referências para informações sobre os setores orgânicos e sustentáveis no Brasil . De 2003 a 2010, Planeta Orgânico co-organizou, em parceria com Nuremberg Messe, as Feiras Biofach América Latina e ExpoSustentat e já realizou mais de 100 Seminários no Brasil, na América Latina, nos Estados Unidos , na Dinamarca e na Alemanha.

O Planeta Orgânico participou ativamente do desenvolvimento dos espaços de negócios chamados “ Sala Amazônia” (2005 e 2006), “Sala Andes-Amazônia” (2007 a 2009),” Sala Nordeste” (2006), “Sala Caatinga-Cerrado” (2007 a 2009), “Praça da Sociobiodiversidade” (2010). O Planeta Orgânico organizou os eventos “Rio Orgânico” e “MesaTur”, que promoveu a aproximação do turismo e da gastronomia com o setores orgânico e sustentável através de circuitos culturais e gastronômicos, aproximando hotéis e restaurantes de produtores rurais, com objetivo de incentivar uma relação sustentável de oferta e demanda. As informações e a rede de contatos armazenadas ao longo de doze anos permitiram ao Planeta Orgânico desenvolver um banco de dados qualificado que permite o planejamento de ações estratégicas de acesso a mercado e prospecção de negócios e investidores. Em 2012, o Planeta Orgânico realizou a primeira edição do evento Green Rio no Centro de Convenções Bolsa do Rio, durante a Semana da Rio+20, que contou com a presença da Ministra do Desenvolvimento Social, Tereza Campello.

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2019 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira

 Consulta inválida: