Portal Fator Brasil 
Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

27/02/2015 - 09:05

AES Eletropaulo fecha o ano com investimento de R$ 583 milhões

No ciclo 2015-2019, concessionária investirá R$ 3,2 bilhões. Desempenho do FEC foi 12,7% melhor. Redução de 34% no número de acidentes com a população.

Em 2014, a Companhia investiu R$ 583 milhões, principalmente em serviços aos clientes, manutenção, expansão do sistema e aporte de tecnologia. No acumulado do ano, foram adicionados 153,4 mil novos clientes, com investimento de R$ 152,5 milhões. Mais de R$ 129 milhões foram destinados à expansão do sistema, com obras que beneficiam aproximadamente 534 mil pessoas. No período, R$ 143,6 milhões foram para outros projetos, incluindo manutenção preventiva, e R$ 33,5 milhões em iniciativas de tecnologia da informação.

Já no quarto trimestre, R$ 130 milhões foram investidos. Deste total, R$ 43,6 milhões para a adição de 32,5 mil novos clientes e R$ 4,3 milhões em expansão do sistema. O destaque do período foi a inauguração da subestação Esplanada, acrescentando 120 megawatts ao sistema. O Complexo Esplanada contempla os municípios de Embu das Artes, Cotia, Itapecerica da Serra, Osasco, parte de São Paulo e Taboão da Serra, beneficiando 114 mil pessoas. A obra reúne um Ramal Aéreo de Estação (RAE), Linha de Distribuição Subterrânea (LDS) e Linha de Distribuição Aérea (LDA), além de 12 circuitos de distribuição de energia com 80 km de extensão e tecnologia Space Cable.

Ainda no trimestre, cerca de R$ 29 milhões foram destinados à manutenção preventiva e modernização da subtransmissão e redes subterrâneas. Já em tecnologia da informação, foram destinados R$ 12,2 milhões, visando melhorias no armazenamento, transmissão e segurança nas informações da Companhia.

Em 2015, a Companhia pretende investir R$593,6 milhões em manutenção, operação, ampliação, serviço ao cliente, modernização da rede, TI e outros. A previsão para o ciclo 2015-2019 é de R$ 3,2 bilhões.

Indicadores - A AES Eletropaulo obteve redução de 12,7% no FEC (Frequência Equivalente de Interrupção por Unidade Consumidora) dos últimos 12 meses, fechando o ano com índice de 3,81 vezes. Já o DEC (Duração Equivalente de Interrupção por Unidade Consumidora) atingiu 8,86 horas em 2014, resultado da maior incidência de ventos climáticos intensos, principalmente nos últimos dias do ano.

Desde 2010, o DEC e FEC da companhia apresentaram melhorias de 16% e 30%, respectivamente.

Consumo de energia -No ano passado, o mercado total na área de concessão da Companhia cresceu 0,4% em relação ao ano anterior. Esse número positivo é resultado, principalmente, do desempenho da classe residencial, comercial total, e demais classes que cresceram 0,8%, 3,8% e 1,7%, respectivamente.

O crescimento da classe residencial foi influenciado pelo aumento de 2,5 graus, em média, nas temperaturas máximas registradas no 1º trimestre de 2014. O avanço da classe comercial deve-se ao uso de aparelhos de climatização e ar condicionado e bom desempenho do comércio no Estado de S. Paulo. Já a classe industrial total registrou retração de 5,1% no ano passado, refletindo a menor produção industrial na área de concessão da AES Eletropaulo.

Perdas de energia -As perdas totais da distribuidora apresentaram redução de 0,34 pontos percentuais em comparação a 2013. E, encerraram o ano em 9,66%, sendo 6,13% em perdas técnicas 3,53% para as não técnicas. O resultado das perdas não técnicas reflete as iniciativas da distribuidora voltadas ao segmento baixa renda, com a regularização de 58,7 mil ligações informais. Além disso, a concessionária realizou 403,9 mil inspeções de fraude, contra 379,7 mil em 2013, com 19,3% de taxa de assertividade. O programa de recuperação de instalações teve ainda um resultado anual de 50 mil instalações religadas.

Já no quarto trimestre de 2014, foram regularizadas 13,8 mil ligações, 100 mil inspeções foram realizadas e 9,8 mil instalações, recuperadas. As iniciativas de combate às perdas contribuíram com aproximadamente R$ 44,5 milhões no resultado da Companhia e acrescentaram 164,2 GWh ao mercado faturado, ante 158,9 GWh no mesmo período de 2013. No total do ano, foram 633,2 GWh de acréscimo de energia.

Atendimento - O foco no cliente e a excelência no atendimento fazem parte do Planejamento Estratégico da AES Eletropaulo. E, com o objetivo de aprimorar o relacionamento com os clientes, mais de 8 mil colaboradores foram capacitados com o Programa Jeito AES de Atender (JAAT) em 2014.

No ano passado também foi implantado no call center a RTI – Real Time Impact, que automatiza procedimentos e agiliza os serviços. Com essa ferramenta, o tempo médio de atendimento reduziu em 20% e houve melhoria de 83% para 91% no FCR (First Call Resolution). Outra novidade no call center foi a implantação da ouvidoria 24x7 para casos de emergência e demandas comerciais. Com isso, os clientes conseguem registrar solicitações em qualquer horário, em qualquer dia da semana.

Ambiental - A concessionária fechou o ano com mais de 59 mil famílias beneficiadas com ligações regulares de energia por meio do Programa Transformação de Consumidores em Clientes. A AES Eletropaulo contribuiu ainda com a economia de 55.345,02 MWh no consumo de energia de clientes, 44% a mais do que em 2013, incluindo iniciativas em prédios públicos, reformas internas de instalações e substituições de geladeiras e lâmpadas.

Já a gestão de resíduos sólidos resultou na reciclagem ou reaproveitamento de 60% do total de resíduos gerados pela Companhia. Em 2014, as emissões de CO² totalizaram 635,2 mil toneladas.

Além disso, há dez anos, a distribuidora integra a carteira do ISE (Índice de Sustentabilidade Empresarial), que reúne as empresas que apresentam o melhor desempenho na área de sustentabilidade.

Social - O foco em segurança permitiu à AES Eletropaulo reduzir em 34% o número de acidentes com a população. Foi o melhor resultado dos últimos anos, refletindo as campanhas da empresa sobre os riscos com a rede elétrica.

Reconhecimentos - A AES Eletropaulo foi reconhecida com o 3º lugar no Prêmio Eloy Chaves (prêmio latino americano), que reconhece a excelência nos programas de gestão de segurança da empresa. Ainda, o Índice de Satisfação com Qualidade Percebida (ISQP) foi de 78,6% em 2014, superior ao índice registrado em 2013, de 78,3%.

No total do ano, o IDF (Índice de Desempenho de Fornecedores) da distribuidora foi de 78,31, acima da meta anual estabelecida, de 75,00, resultado importante para a Companhia na busca da disciplina na execução e eficiência no uso de recursos.

A AES Eletropaulo também recebeu o Troféu Transparência pelo reconhecimento da Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade (Anefac) pela qualidade e transparência de suas demonstrações financeiras. Ainda foi 1º lugar do setor de energia no ranking “Empresas Mais Admiradas do Brasil”, premiada pela Carta Capital e a 13ª empresa mais sustentável, segundo a mídia, pela PR Newswire.

Já a AES Brasil foi eleita a empresa modelo em sustentabilidade no setor de energia elétrica, pelo Guia Exame de Sustentabilidade 2014. Também foi destaque no tema Relações com Cliente, reconhecendo os resultados do programa Jeito AES de Atender.

A Companhia ainda recebeu o Prêmio ECO 2014, na categoria ELIS – Estratégia, Liderança e Inovação para a Sustentabilidade, pela Amcham Brasil e, o prêmio IBEF de Sustentabilidade na categoria Governança Corporativa.

Pentágono: Financeiro A receita líquida cresceu 17,1% no ano, totalizando R$ 10.557,3 milhões em 2014, as despesas não gerenciáveis subiram 35,4% no período e o PMSO (Pessoal, Material, Serviços e Outros) reduziu em 2,3%. O Ebitda ajustado atingiu R$ 1,5 bilhão e o lucro líquido ajustado foi de R$ 379,0 milhões, contra R$ 228,3 milhões em 2013.

Já no 4º trimestre de 2014, a receita líquida foi de R$ 3.169,4 milhões, um aumento de 35,1%, quando comparado ao mesmo período do ano anterior e, o PMSO (Pessoal, Material, Serviços e Outros) teve redução de 20,4%. O Ebitda do período foi de R$ 503,9 milhões e lucro líquido ajustado de R$ 186,3 milhões.

Em 2014, as despesas com a energia comprada para revenda de energia totalizaram R$ 7.483,8 milhões, um aumento de 41,3% em comparação a 2013. No 4º trimestre, o aumento foi de 35,4%, resultado do crescimento de 41,8% no preço médio da energia comprada e do aumento de 5,0% no volume de energia comprada.

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2020 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira

 Consulta inválida: