Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

05/02/2015 - 07:46

Comissão de segurança para os Jogos de 2016 é criada


Centro de Comando e Controle vai monitorar áreas estratégicas.

O Ministério da Justiça vai investir R$ 350 milhões na segurança pública do estado do Rio de Janeiro. O anúncio foi feito no dia 4 de fevereiro (quarta-feira), na cerimônia que formalizou a integração das ações do setor e da Defesa Civil para os Jogos Olímpicos e Paralímpicos de 2016.

—Os balões que captam e transmitem imagens em alta resolução para os centros de operações, em tempo real, estão entre os investimentos tecnológicos. A expectativa é de que estes equipamentos já estejam funcionando antes dos Jogos—antecipou Andrei Augusto Passos Rodrigues, secretário Extraordinário de Segurança para Grandes Eventos.

A Comissão Estadual de Segurança Pública e Defesa Civil (COESRIO 2016) será Coordenada pela Secretaria Extraordinária de Segurança para Grandes Eventos do Ministério da Justiça. O grupo funcionará nos moldes de um fórum deliberativo no qual se definirão parâmetros da atuação integrada dos órgãos federais, estaduais e municipais de segurança e de Defesa Civil, bem como de outras instituições relacionadas aos Jogos.

—A comissão vai aproveitar as experiências exitosas da integração dos órgãos de segurança durante a Jornada Mundial da Juventude e das copas das Confederações e do Mundo. Vamos elaborar estratégias de forma lógica e organizada sob a coordenação do Governo Federal — afirmou o secretário de Segurança, José Mariano Beltrame.

O grupo vai se reunir a cada 15 dias e já deverá executar ações práticas nos eventos testes que serão realizados em julho.

Efetivo para os Jogos pode chegar a 62 mil policiais: Beltrame antecipou que a meta é chegar a um efetivo de 62 mil policiais civis e militares até 2016.

— Certamente teremos um efetivo voltado para os Jogos Olímpicos, assim como temos um específico para o Carnaval e o Réveillon. Vamos determinar esse número junto com a comissão— disse Beltrame.

O secretário da Defesa Civil e comandante do Corpo de Bombeiros, coronel Sérgio Simões, disse que o trabalho do órgão será focado em medidas preventivas e na elaboração da gestão de risco.

– A integração entre todos estes órgãos facilita a análise dos projetos e a verificação das exigências de segurança para as áreas que vão receber jogos – observou Simões.

Cerca de 30 instituições vão integrar o COESRIO 2016. Entre elas, as polícias Federal e Rodoviária Federal, a Força Nacional, as agências Nacional de Inteligência, Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) e Aeroportuária, e o Ministério das Relações Exteriores. | Isabel Araujo.

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2021 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira