Portal Fator Brasil 
Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

23/01/2015 - 07:45

Abraceel e alemã GIZ querem desenvolver projetos de energia solar no mercado livre do Brasil

Comercializadores brasileiros buscam trazer know-how da Alemanha para viabilizar grandes empreendimentos fotovoltaicos.

Brasília – A Associação Brasileira dos Comercializadores de Energia (Abraceel) e a Deutsche Gesellschaft für Internationale Zusammenarbeit (GIZ) GmbH pretendem trazer conhecimento alemão para desenvolver projetos de energia solar no mercado livre de eletricidade do Brasil. “A Alemanha é um dos países que mais utiliza energia solar, com 30% da capacidade instalada no mundo”, explica Reginaldo Medeiros, presidente da Abraceel.

Em reunião realizada na sede da entidade em Brasília, os técnicos alemães decidiram estabelecer uma cooperação para levantar regras gerais, oportunidades e barreiras para a criação de usinas fotovoltaicas, diminuindo os custos para a implantação da energia solar no Brasil. Atualmente, o custo da energia solar varia entre R$330 e R$550 por MW/hora, enquanto o custo da hidrelétrica é entre R$80 e R$150 MW/hora.

Foram discutidas também a venda de excedentes da micro e minigeração fotovoltaica, o prolongamento do desconto da TUSD de 80% para energia solar, a isenção da penalidade por insuficiência de lastro de potência para a fonte solar e as possibilidades de financiamento de projetos voltados para o mercado livre.

O Brasil, devido aos altos índices de radiação solar, poderia chegar a ter uma capacidade 40% maior do que a Alemanha, o que equivaleria a dizer que uma região do tamanho de Brasília poderia suprir todo o consumo energético nacional. Isso porque, no país europeu, a taxa de insolação é de aproximadamente 3.500 Wh/m², enquanto no Brasil essa taxa varia de 4.500 a 6.000 Wh/m².

Abraceel - Fundada no ano 2000, a Associação Brasileira dos Comercializadores de Energia (Abraceel) conta com 65 empresas participantes, responsáveis por 98% dos contratos contabilizados no âmbito do mercado livre, que proveem a energia de 60% do PIB Industrial do Brasil.

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2020 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira

 Consulta inválida: