Portal Fator Brasil 
Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

18/11/2014 - 07:54

Mudança no PLD pode gerar despesa de R$ 12 bilhões para consumidor

Estudo da Abraceel pede adoção imediata de bandeiras tarifárias para normalizar o setor elétrico.

São Paulo – A Associação Brasileira dos Comercializadores de Energia (Abraceel) alerta que a redução do teto do Preço de Liquidação das Diferenças (PLD), em debate pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), pode gerar um prejuízo de R$ 12 bilhões para os consumidores. Esse será o valor do Encargos de Serviços dos Sistemas (ESS) para cobrir os custos de geração.

Segundo a entidade, o teto proposto pela Aneel ao PLD de R$ 388,04 limita a representatividade do preço ao valor cobrado efetivamente por apenas 70% das termelétricas disponíveis, o que vai na contramão das melhores práticas de mercado. “Entendemos que deve ser mantido o atual tratamento de cobrança do ESS por restrição operativa”, afirma Reginaldo Medeiros, presidente da Abraceel.

A entidade propõe a adoção imediata das bandeiras tarifárias em lugar de se mexer no teto do PLD. Para a associação, o programa deveria começar em 2015 com valores originais de R$ 20,00 / MWh para a bandeira amarela e de R$ 50,00 / MWh para a bandeira vermelha. “Essa política é suficientemente eficaz para reduzir o descasamento de caixa das distribuidoras por meio da ampliação dos sinais de preços ao mercado cativo”, conclui Medeiros.

Abraceel - Fundada no ano 2000, a Associação Brasileira dos Comercializadores de Energia (Abraceel) conta com 65 empresas participantes, responsáveis por 98% dos contratos contabilizados no âmbito do mercado livre, que provêem a energia de 60% do PIB Industrial do Brasil.

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2020 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira