Portal Fator Brasil 
Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

15/11/2014 - 08:49

Rolls-Royce e Hispano-Suiza assinam acordo para criação de joint venture

Empresa conjunta dará suporte a acessórios de transmissão de energia para motores de aeronaves civis.

A Rolls-Royce, empresa global de sistemas de energia, presente no Brasil há 55 anos, assinou um acordo com a Hispano-Suiza (Safran) para a criação de uma joint venture. O contrato dá sequência ao Memorando de Entendimento (MoU, da sigla em inglês) anunciado pelas duas empresas em 4 de julho de 2014. A nova companhia projetará, desenvolverá, produzirá e dará suporte a acessórios de transmissão de energia (ADT, da sigla em inglês) para todos os futuros motores de aeronaves civis da Rolls-Royce.

A joint venture aproveitará a experiência e expertise combinada de suas empresas-mãe: a projeção e sistemas de propulsão de motores da Rolls-Royce, e a concepção e produção de acessórios de transmissão de energia pela Hispano-Suiza.

Baseada em um contrato exclusivo inicial de 25 anos, a empresa conjunta cobrirá toda a área de aviação civil, de jatos executivos a jatos comerciais de fuselagem larga. O acordo também representa um avanço para o Airbus A330neo, aeronave que vai operar com os motores Trent 7000 da Rolls-Royce, conforme contrato fechado em julho de 2014.

A nova joint venture será sediada na matriz da Hispano-Suiza, em Colombes, área metropolitana de Paris, e também irá funcionar nas instalações da Rolls-Royce em Derby (Reino Unido) e em Dahlewitz (Alemanha).

A unidade de produção será construída a partir de 2015, com o objetivo de iniciar as operações no final de 2016 ou início de 2017. A joint venture terá cerca de 180 funcionários, incluindo pessoal de suas empresas-mãe.

"Com cada empresa-mãe contribuindo com suas habilidades de classe mundial a esta joint venture, demos um grande passo à frente em desempenho”, afirma Francisco Itzaina, presidente da Rolls-Royce para a América Latina. “Nosso objetivo é atender as necessidades de nossos clientes, tanto as montadoras de aeronaves quanto as companhias aéreas, dando-lhes produtos de custo competitivo em circulação”, conclui.

Hélène Moreau-Leroy, Chairman e CEO da Hispano-Suiza, acrescenta: “Tanto para a Rolls-Royce quanto para a Hispano-Suiza, a criação desta joint venture representa um passo importante para a consolidação da nossa relação histórica dentro de uma parceria de longo prazo. A união nos permite demarcar uma posição sobre novos programas de aeronaves, e também irá oferecer novas oportunidades para nossos funcionários".

Sujeita à aprovação do acordo pelas autoridades reguladoras, a joint venture deve iniciar suas operações em 2015.

Perfil- A visão da Rolls-Royce é criar energia melhor para um mundo em mudança por meio de dois principais segmentos: Aeroespacial e Terra & Mar. Eles têm papel fundamental na estratégia da empresa de ir ao mercado por meio de duas fortes plataformas tecnológicas: as turbinas a gás e os motores reciprocantes.

A divisão Aeroespacial é composta por Aviação Civil e Aviação de Defesa, enquanto Terra & Mar inclui Naval, Nuclear, Energia e Sistemas de Energia (RRPS). Em 6 de maio de 2014, a Rolls-Royce anunciou a assinatura de um acordo para vender seu negócio de turbina a gás e compressor da divisão de Energia à Siemens por um montante de £785 milhões, oferta em dinheiro. Após a conclusão, prevista para antes do fim de dezembro de 2014, a Rolls-Royce vai receber um adicional de £200 milhões por um acordo de licenciamento de 25 anos.

A Rolls-Royce tem clientes em mais de 120 países, que somam mais de 380 companhias aéreas e empresas de leasing, 160 forças armadas, 4 mil clientes do setor naval (incluindo 70 marinhas) e 1.600 clientes de energia e energia nuclear.

Nosso negócio é focado nos 4Cs: .Cliente – colocar o cliente no centro do nosso negócio |.Concentração – decidir onde crescer e onde não crescer |. Custo – buscar continuamente aumentar a eficiência |.Caixa – melhorar o desempenho financeiro.

A receita global de 2013 foi de cerca de £15,5 bilhões, com cerca de metade proveniente do fornecimento de serviços. Já a carteira de encomendas firmes e anunciadas ficou em aproximadamente £70,4 bilhões em 30 de junho de 2014.

Em 2013, a Rolls-Royce investiu cerca de £1,1 bilhão em pesquisa e desenvolvimento. O Grupo também dá suporte a uma rede global de 31 Centros Universitários de Tecnologia, que conectam os engenheiros da empresa com a vanguarda da pesquisa científica.

A Rolls-Royce emprega mais de 55.000 funcionários em mais de 45 países, entre eles o Brasil. Desses, mais de 17.000 são engenheiros.

8. O Grupo possui forte compromisso com o recrutamento de aprendizes e jovens graduados e com o desenvolvimento profissional avançado dos seus funcionários. Em 2013, empregamos 379 graduados e 288 aprendizes em nossos programas em todo o mundo. Globalmente, temos mais de 1.000 embaixadores Rolls-Royce STEM (Ciência, Tecnologia, Engenharia e Matemática, na sigla em inglês) que estão ativamente envolvidos em programas de educação e atividades. Nossa meta é chegar a seis milhões de pessoas por meio de nossas atividades complementares de STEM até 2020.

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2020 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira

 Consulta inválida: