Portal Fator Brasil 
Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

01/11/2014 - 08:27

Leilão de Energia de Reserva contrata usinas eólicas e solares, com deságio médio de 9,94%

Certame marca a primeira comercialização da fonte solar em leilões regulados, com 1 GW de potência viabilizados; inicio de suprimento será em 1º de outubro de 2017.

São Paulo - O 6° Leilão de Energia de Reserva, realizado pela Agência Nacional de Energia Elétrica - Aneel e operacionalizado pela Câmara de Comercialização de Energia Elétrica – CCEE nesta sexta-feira (31/10), contratou 1.658,7 MW* em novos projetos de parques eólicos e usinas, totalizando 62 empreendimentos. O certame teve um deságio médio de 9,94%, o que representa uma economia de R$ 1,75 bilhão para os consumidores de energia brasileiros.

As usinas solares concentraram a maior parte da contratação, com 889,7MW em usinas (considerando-se a energia injetada na rede**), e destacaram-se pelo alto deságio de 17,9 % em relação ao preço-teto de R$ 262/MWh estabelecido para o leilão, tendo preço médio final de R$ 215,12/MWh. A contratação dos parques eólicos teve deságio de 1,5% frente ao máximo de R$ 144/MWh estabelecido pelo governo, fechando em uma média de R$ 142,34/MWh . Foram contratados 769,1 MW em empreendimentos de geração eólica no certame.

O leilão durou 8 horas, sendo dividido entre rodada uniforme e discriminatória. No total, foram 104 rodadas – um recorde em leilões operacionalizados pela CCEE. O estado da Bahia concentrou a maior parte dos projetos. Os demais se espalham pelos estados de São Paulo, Rio Grande do Norte, Ceará, Minas Gerais, Pernambuco, Piauí e Goiás. A movimentação financeira ao longo da duração dos Contratos de Energia de Reserva (CER) que serão firmados entre os geradores e a CCEE alcançará a cifra de R$ 15,9 bilhões.

No leilão foram negociados três produtos em contratos por quantidade de energia, com início de suprimento em 1º de outubro de 2017 e prazo de 20 anos; além das eólicas e solares, cadastraram-se usinas movidas a resíduos sólidos ou biogás de aterro e biodigestores, mas a fonte, com preço-teto de R$169/MWh, não chegou a negociar energia.

A Empresa de Pesquisa Energética - EPE cadastrou 1.034 empreendimentos interessados em participar do Leilão de Energia de Reserva, com uma oferta total de 26.297 MW de capacidade instalada. A fonte com mais projetos inscritos foi a eólica, com 626, seguida de perto pela energia solar, com 400 empreendimentos; estavam inscritas, ainda, oito térmicas a biomassa.

Perfil - A Câmara de Comercialização de Energia Elétrica - CCEE (www.ccee.org.br) é responsável por viabilizar e gerenciar a comercialização de energia elétrica no país, garantindo a segurança e o equilíbrio financeiro deste mercado. A CCEE é uma associação civil sem fins lucrativos, mantida pelas empresas que compram e vendem energia no Brasil. O papel da CCEE é fortalecer o ambiente de comercialização de energia - no ambiente regulado, no ambiente livre e no mercado de curto prazo - por meio de regras e mecanismos que promovam relações comerciais sólidas e justas para todos os segmentos do setor (geração, distribuição, comercialização e consumo). A CCEE atua em conjunto com outras instituições e órgãos governamentais que compõem a governança do setor para assegurar um modelo sustentável de energia no país, capaz de estimular o crescimento da economia do Brasil e, ao mesmo tempo, garantir um preço acessível ao consumidor.

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2020 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira

 Consulta inválida: