Portal Fator Brasil 
Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

31/10/2014 - 08:54

EDP: receita líquida cresce 20% no 3T14

Companhia registrou Ebitda de R$ 318 milhões e lucro líquido de R$ 143 milhões de julho a setembro.

São Paulo -A EDP, empresa que atua na área de geração, comercialização e distribuição de energia elétrica, registrou receita operacional líquida1 de R$ 1,98 bilhão no terceiro trimestre de 2014, incremento de 20% no comparativo com o mesmo período de 2013 (R$ 1,65 bilhão). Esse bom desempenho foi registrado em todas as unidades de negócios da EDP: 13,6% na distribuição, 12,3% na geração e 55,8% na comercialização. No consolidado do ano, a receita alcançou R$ 5,8 bilhões, 15,4% superior ao mesmo período do ano anterior.

De acordo com o comunicado da companhia, esse terceiro trimestre, a EDP registrou Ebitda (lucro antes de impostos, resultados financeiros, depreciação e amortização) de R$ 318 milhões, redução de 49,7% em relação ao obtido no mesmo período de 2013. O resultado é reflexo, principalmente, dos altos custos da energia, que elevaram em R$ 600 milhões os gastos não gerenciáveis entre julho e setembro deste ano. A queda do Ebitda teve impacto no lucro líquido da Companhia, que totalizou R$ 143 milhões, redução de 28,3% na comparação com os números de 2013.

Por outro lado, o resultado foi minimizado pela melhora de R$ 71,6 milhões na participação societária, decorrente da evolução operacional da UTE Pecém I entre os trimestres comparados, além da recontabilização pela CEEE dos ressarcimentos devidos desde o início da operação comercial.

Outro destaque do terceiro trimestre do ano foi o Reajuste Tarifário da EDP Escelsa com o efeito médio de 23,58% na percepção do consumidor, aplicado em 7 de agosto de 2014.

Investimentos - De julho a setembro de 2014, foram investidos pela EDP R$ 117,9 milhões, aumento de 6% na comparação com o apurado no mesmo período do ano passado. O valor desconsidera os investimentos nas UHEs Santo Antônio do Jari e Cachoeira Caldeirão e está distribuído entre os segmentos de geração (15%), distribuição (84%) e outros (1%). No acumulado do ano, os investimentos totalizaram R$ 290,6 milhões, 18,9% acima do resultado dos nove primeiros meses de 2013.

Em todas as áreas de negócio da Empresa houve crescimento no valor investido no terceiro trimestre deste ano. Na geração, o aumento foi de 3,4%, com total de R$ 17,8 milhões. Já na distribuição, os investimentos atingiram R$119,2 milhões, crescimento de 3,3% em relação ao registrado mesmo período do ano passado. Do total das distribuidoras, R$ 73,6 milhões (61,8%) foram destinados à expansão de linhas, subestações e redes de distribuição.

UHE Santo Antônio do Jari -Em 17 de setembro, a UHE Santo Antônio do Jari recebeu a Declaração Comercial de Operação (DCO) da Agência Nacional de Energoia Elétrica (ANEEL) para iniciar a exploração comercial da primeira unidade geradora com capacidade instalada de 123,33 MW e garantia física de 104 MW médios. A operação teve início três meses e meio antes do previsto, o que reforça o compromisso da EDP na execução de seus projetos.

No terceiro trimestre de 2014, a capacidade instalada de geração da EDP alcançou 2.257 MW, já considerando a participação de 45% da companhia nos ativos eólicos da EDP Renováveis Brasil e 50% na UTE Porto do Pecém I. Com a entrada em operação das outras duas unidades geradoras da UHE Santo Antônio do Jari, dos parques eólicos Baixa do Feijão I, II, III e IV em 2016, da UHE Cachoeira Caldeirão em 2017, da UHE São Manoel e dos parques eólicos Aroeira, Jericó, Umbuzeiros e Aventura I em 2018, a capacidade instalada prevista para 2018 será de 2.830 MW. |1 Exclui receita de construção.

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2020 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira

 Consulta inválida: