Portal Fator Brasil 
Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

23/08/2014 - 07:59

Companhia Docas do Rio empossa novos diretores

Três dos quatro novos diretores, inclusive o presidente, são funcionários de carreira da empresa.

O ministro-chefe interino da Secretaria de Portos, Antonio Henrique Silveira empossou, no dia 21 de agosto (quinta-feira), os novos diretores da Companhia Docas do Rio de Janeiro (CDRJ). A cerimônia fechada foi realizada na sala de reuniões da presidência da empresa. A Companhia administra os portos do Rio de Janeiro, Itaguaí, Angra dos Reis e Niterói.

Os empossados são: o diretor-presidente Helio Szmajser; o diretor de Administração, Finanças e Recursos Humanos, Airton Amaral; o diretor de Engenharia e Gestão Portuária, Heraldo Kremer; e o diretor de Planejamento e Relações Comerciais, Claudio Soares. Durante a solenidade, eles assinaram quatro termos: de Posse, de Adesão, de Desimpedimento e de Declaração. Márcio Libério, que deixa a Diretoria de Engenharia e Gestão Portuária também participou da cerimônia.

O ministro interino declarou que esse momento é muito importante, pois a diretoria da CDRJ chega a uma configuração estável: "Vamos procurar manter e aprimorar essa convivência construtiva entre o corpo dirigente e o quadro funcional, ainda mais agora que, pela primeira vez em muito tempo, o diretor-presidente vem do quadro de pessoal."

Segundo Antonio Hernrique, "Jorge Luiz de Mello, o ex-presidente da CDRJ, deixou um legado na companhia, pois tinha boas ideias para canalizar as demandas necessárias da forma mais adequada". Sobre os desafios de longo e curto prazos que virão, citou a "necessidade de agilizar os arrendamentos e o processo de dragagem", e colocou a SEP à disposição para ajudar.

Em seu discurso de posse, o novo diretor-presidente da CDRJ, Helio Szmajser, afirmou que os desafios são grandes e que dará continuidade à gestão de Jorge Luiz de Mello, da qual fez parte: "Vamos revisar e modernizar os processos operacionais e de gestão da CDRJ, trabalhar para que o processo de dragagem seja agilizado e preparar os portos da companhia a partir do novo marco regulatório."

Para Szmajser, "a responsabilidade é grande, pois desde 1993, a CDRJ não tem um presidente e dois diretores do seu quadro de carreira na gestão da companhia". Mas completou: "Sei que posso contar com o apoio dos trabalhadores da CDRJ, do Sindicato dos Portuários, da Associação dos Profissionais de Nível Superior e da Associação da Guarda Portuária. E agradeço a confiança do secretário-executivo Antonio Henrique Silveira e do ministro Cesar Borges na nomeação de técnicos da CDRJ para ocupar a diretoria."

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2019 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira

 Consulta inválida: