Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

05/08/2014 - 09:51

A dois anos dos Jogos Rio 2016, prefeito apresenta balanço da organização para as olimpíadas


O prefeito Eduardo Paes apresentou, na tarde do dia 04 de agosto (segunda-feira), ao lado de representantes do Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016 e dos governos Federal e Estadual, o balanço do andamento da organização do evento esportivo. O encontro foi parte da programação do Comitê Rio 2016 para lembrar o marco de dois anos para a realização dos Jogos, a ser comemorado nesta terça-feira, com lançamento da identidade visual da competição.

Paes afirmou que os Jogos de 2016 ficarão marcados como o primeiro da história da competição em que mais se utilizou recursos privados, através de consórcio e parcerias público-privadas. Além disso, ele anunciou que a Prefeitura do Rio estuda a implantação do projeto “Cariocas Olímpicos” para beneficiar alunos da rede municipal de ensino com ingressos para assistir às competições: “Pretendemos subsidiar cerca de 1,2 milhões de tíquetes, uma vez que é nas escolas públicas que estão aqueles que dispõem de menos recursos para comprar ingressos. Como serão muitas competições, temos a oportunidade maior de conceder isso. Já que as competições vão ocorrer em quase todo o território municipal, trata-se de uma iniciativa que vai permitir que a população participe mais”, disse o prefeito, que também falou sobre o desafio de se organizar um evento dessa magnitude:

“ Fomos muito questionados quanto à nossa capacidade de entregar as coisas no prazo. Por isso, a credibilidade adquirida durante a Copa do Mundo e a maneira com que a organização dos Jogos Olímpicos está sendo conduzida provam que somos capazes de cumprir com os compromissos assumidos. As obras de legado, por exemplo, ou estão prontas ou com obras a pleno vapor. Os BRT’s Transoeste e Transcarioca já foram entregues. Além disso, temos as obras na Praça da Bandeira e da Perimetral bem avançadas. Ou seja, essa é a maior oportunidade que teremos de mostrar que o Brasil pode entregar as coisas no prazo, com planejamento e organização. Posso afirmar que não haverá, na história das Olimpíadas, uma cidade tão impactada positivamente como é o caso do Rio de Janeiro”, emendou o prefeito.

A união das três esferas de governo também foi destacada por Paes como “fundamental” para o sucesso da organização dos Jogos Olímpicos. Para ele, a prefeitura não teria a mesma capacidade de investimento se não fosse, por exemplo, o apoio do Governo Federal.

O governador Luiz Fernando Pezão também exaltou este apoio e afirmou que as principais intervenções de seu governo para os Jogos, como obras do Metrô, das quadras de aquecimento e das instalações do Maracanãzinho estão em andamento:

“O mais importante era deixarmos garantidos os recursos para as obras do Metrô, e conseguimos. Também garantimos as quadras de aquecimento, que ficarão como legado para a cidade, e as instalações do Maracanãzinho. Os projetos foram aprovados e licenciados pela prefeitura. Além isso, o nosso maior programa, de despoluição da Baía de Guanabara, que envolve R$ 2,2 bilhões, está em execução”.

Hoje, 55% das instalações esportivas para os Jogos estão prontas e todos os projetos de infraestrutura para a cidade estão em curso.

Para presidente do Comitê Organizador Rio 2016, Carlos Arthur Nuzman, a cidade já começou a “viver os Jogos”, acompanhando cada progresso e sua organização. Para ele, a oportunidade de sentir todas as transformações faz com que o Comitê Organizador atenda prontamente cada demanda:

“A competição começa a ganhar forma. Volto a dizer que faremos os melhores Jogos Olímpicos da história”, disse Nuzman. Ao seu lado, o secretário-executivo do Ministério do Esporte, Luiz Fernandes, se mostrou impressionado com o avanço das obras:

“O que marca esse momento é a aceleração das obras, o que nos dá a certeza de que tudo será testado e aprovado com bastante antecedência. Se nossa preocupação eram as obras de Deodoro, hoje já podemos ver as intervenções com um mês de avanço. Também digo o mesmo do Laboratório de Controle de Dopagem, em parceria com a UFRJ e técnicos que atuaram nos Jogos de Londres”, aplaudiu.

O presidente da Autoridade Pública Olímpica, Gal. Fernando Silva, também fez questão de dizer que esse avanço não teria sido possível se não houvesse um empenho conjunto. Para ele, a integração entre os entes envolvidos foi fundamental para que o planejamento do orçamento e da matriz de responsabilidade evoluísse de forma “significativa”.

Além da infraestrutura, os Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016 também estão voltados para a educação e a cidadania. O Programa de Educação do Comitê Rio 2016, o "Transforma", está sendo estendido de 52 para 162 escolas municipais. Incorporado desde julho nas políticas públicas da Prefeitura do Rio, o programa tem como objetivo promover os valores olímpicos entre os alunos do ensino básico, apresentando-os às modalidades olímpicas e paralímpicas.

Durante todo o dia de hoje, cerca de 300 jornalistas participaram do Encontro de Mídia Nacional, também na sede do Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016, na Cidade Nova.| Flávia David.

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2021 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira