Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

02/08/2014 - 07:50

Embraer alcança lucro líquido de R$ 319,8 milhões no 2T14, e o lucro por ação de R$ 0,4365

Permanecem inalteradas as estimativas da Companhia para 2014, publicadas em fevereiro, relativas à performance financeira e às entregas de aeronaves comerciais e executivas.

São José dos Campos (SP) - (BM&FBovespa: EMBR3, NYSE: ERJ) anunciou os resultados no dia 31 de julho(quinta-feira), e os destaques são para a entrega de 29 aeronaves comerciais e 29 aeronaves executivas (sendo 22 jatos leves e 7 jatos grandes) no segundo trimestre de 2014.A carteira de pedidos firmes (backlog) fechou o trimestre em US$ 18,1 bilhões. Como resultado das entregas de aeronaves bem como da crescente receita na área de Defesa & Segurança, a receita líquida atingiu R$ 3.928,5 milhões no 2T14, um crescimento de 21% em relação ao 2T13. No acumulado do primeiro semestre de 2014 (1S14), a receita líquida atingiu R$ 6.857,3 milhões, representando um crescimento de 27% em relação ao primeiro semestre de 2013 (1S13); . As margens EBIT1 e Ebitda² atingiram 10,6% e 14,8% respectivamente no 2T14 e no 1S14 foram de 9,2% e 13,7%, respectivamente. O lucro líquido atribuído aos acionistas da Embraer foi de R$ 319,8 milhões no 2T14, e o Lucro por ação foi de R$ 0,4365. No 1S14 esses valores atingiram R$ 578,5 milhões e R$ 0,7895, respectivamente. Permanecem inalteradas as estimativas da Companhia para 2014, publicadas em fevereiro, relativas à performance financeira e às entregas de aeronaves comerciais e executivas.

Receita líquida e margem bruta - No 2T14, a Embraer entregou 29 aeronaves comerciais e 29 executivas [22 jatos leves e 7 jatos grandes], ante 22 aeronaves comerciais e 29 executivas (23 jatos leves e 6 jatos grandes) entregues no 2T13. Durante o 1S14, a Companhia entregou 43 aeronaves comerciais e 49 executivas (39 jatos leves e 10 jatos grandes), comparado com 39 aeronaves comerciais e 41 executivas (31 jatos leves e 10 jatos grandes) no 1S13. A receita no 2T14 totalizou R$ 3.928,5 milhões, representando crescimento de 21% em relação ao 2T13. Tal crescimento se deu principalmente devido à combinação de um maior número de entregas de jatos comerciais com um crescimento de 23% na receita do segmento de Defesa & Segurança. No 1S14, a Receita líquida totalizou R$ 6.857,3 milhões ficando 27% maior que no mesmo período de 2013. Apesar do maior número de entregas de jatos em comparação ao ano passado, o mix de entrega de jatos comerciais contribuiu para a queda na Margem bruta de 23,1% no 2T13 para 21,9% no 2T14, já que os jatos E175 e E170 representaram 55% das entregas no 2T14, comparado a uma participação de 9% nas entregas do 2T13. A Margem bruta no 1S14 foi de 21,8% e de 22,8% no 1S13.

Resultado operacional e margem operacional -No 2T14, a rentabilidade operacional da Companhia continuou a apresentar melhoria e o lucro operacional e a Margem operacional atingiram R$ 416,8 milhões e 10,6% respectivamente, comparados ao lucro operacional de R$ 285,2 milhões e Margem operacional de 8,8% registrados no 2T13, apesar da ligeira queda na margem bruta em comparação ao mesmo período do ano passado. O aumento das receitas no trimestre levou a uma maior alavancagem operacional quanto às despesas operacionais fixas, ajudando a compensar o mix de produtos menos favorável na Aviação Comercial e o aumento de 8% nos salários em relação ao 2T13. As despesas administrativas totalizaram R$ 118,0 milhões no 2T14, um pequeno aumento em relação aos R$ 110,5 milhões relatados no 2T13, devido principalmente ao aumento salarial ocorrido no período, porém em linha com o compromisso contínuo da Empresa com a eficiência e gestão enxuta. As despesas comerciais foram de R$ 256,8 milhões e permaneceram relativamente estáveis no 2T14 quando comparadas aos R$ 250,1 milhões do 2T13. Outro fator de alavancagem da Margem operacional no trimestre foi o declínio nas despesas com Pesquisa, de R$ 62,6 milhões no 2T13 para R$ 25,5 milhões no 2T14. Essa queda ocorreu principalmente devido ao lançamento do programa dos E-Jets E2 em junho de 2013, a partir do qual as despesas relativas ao programa passaram a ser capitalizadas como custos de desenvolvimento em Ativos intangíveis. A rubrica Outras receitas (despesas) operacionais, líquidas apresentou despesa tanto no 2T14 quanto no 2T13, de R$ 42,3 milhões e R$ 39,8 milhões, respectivamente.

Resultado líquido -No 2T14, o lucro líquido atribuído aos Acionistas da Embraer foi de R$ 319,8 milhões e o Lucro por ação foi de R$ 0,4365. A Margem líquida alcançou 8,1% no 2T14, comparada a uma margem negativa de 0,3% no mesmo período do ano passado, principalmente devido ao melhor resultado operacional aliado ao imposto de renda de R$ 93,5 milhões no 2T14, comparado a uma despesa de R$ 236,6 milhões no 2T13. A queda dessa despesa no 2T14 se deu principalmente em razão do efeito da variação cambial ocorrida no período, que gerou uma menor despesa de imposto de renda e contribuição social sobre itens não monetários em relação ao mesmo período do ano anterior. O lucro líquido ajustado no 2T14, excluindo o imposto de renda e a contribuição social diferidos, foi de R$ 287,2 milhões, o que representa uma margem líquida ajustada de 7,3% no trimestre.

Perfil - A Embraer S.A. (BM&FBOVESPA: EMBR3; NYSE: ERJ) é uma empresa líder na fabricação de jatos comerciais de até 120 assentos e uma das maiores exportadoras brasileiras. Com sede em São José dos Campos, no Estado de São Paulo, mantém escritórios, instalações industriais e oficinas de serviços ao cliente no Brasil, China, Estados Unidos, França, Portugal e Singapura. Fundada em 1969, a Embraer projeta, desenvolve, fabrica e vende aeronaves e sistemas para os segmentos de Aviação Comercial, Aviação Executiva e Defesa & Segurança. A Empresa também fornece suporte e serviços de pós-vendas a clientes em todo o mundo. Para mais informações, visite o site www.embraer.com.br

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2022 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira