Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

29/05/2014 - 07:01

Governo federal anuncia aumento do percentual de biocombustível no diesel


A presidente da Petrobras, Maria das Graças Silva Foster, participou no dia 28 de maio (quarta-feira), da cerimônia de anúncio de medidas de fomento à produção e ao consumo de biodiesel, no Palácio do Planalto. Durante a solenidade, a presidenta da República, Dilma Rousseff, assinou a Medida Provisória que determina o aumento da mistura de biodiesel no diesel, e homenageou a presidente da Petrobras.

Dilma destacou que o avanço na produção de biodiesel só foi possível devido ao trabalho realizado pela atual presidente da Petrobras, quando conduziu a implantação do Programa Nacional de Produção e Uso do Biodiesel no Ministério de Minas e Energia, há dez anos. Na época, Dilma Rousseff era ministra de Minas e Energia e Graça Foster era secretária de Petróleo, Gás Natural e Energias Renováveis do MME.

“Foi a Graça Foster que, comigo, iniciou este desafio de fazer com que um programa que não existia passasse a existir. Em dez anos, todos os agentes envolvidos no programa estão de parabéns, porque eu acho difícil, neste período, estabilizar um processo e assegurar que ele tenha totais garantias para o consumidor”, afirmou a presidenta Dilma.

A cerimônia contou com a participação do vice-presidente da República, Michel Temer; dos ministros da Casa Civil, Aloízio Mercadante; de Minas e Energia, Edison Lobão; do Desenvolvimento Agrário, Miguel Rossetto; da Agricultura, José Gerardo Fontelles (interino); do Trabalho e Emprego, Manoel Dias; e do Desenvolvimento, Indústria e Comércio, Mauro Borges; de Ciência e Tecnologia, Clelio Campolina Diniz. Também estiveram presentes o presidente da Petrobras Biocombustível, Alberto Fontes Júnior, e o presidente da Petrobras Distribuidora, José Lima de Andrade Neto.

A Medida Provisória assinada no dia 28 de maio (quarta-feira), eleva a adição obrigatória de biodiesel ao diesel, dos atuais 5%, para 6% (B6) a partir de 1º de julho e 7% (B7) a partir de 1º de novembro deste ano.

Segundo o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, com a mudança será possível reduzir as importações de diesel em 1,2 bilhão de litros ao ano. Ele ainda ressaltou que, mesmo que a soja seja o principal insumo da produção de biocombustível, o avanço criará oportunidades para uso de novas matérias primas.

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2021 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira