Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

15/05/2014 - 09:35

NH Hotel Group apresenta crescimento no 1T14 evidenciando forte plano de negócios

Grupo registra crescimento de 2,5% nos primeiros três meses de 2014 em comparação ao mesmo período do ano anterior.

Execução das iniciativas contempladas no plano de negócios para os próximos cinco anos está progredindo dentro do cronograma e começando a ser tangível nos resultados do grupo. Desempenho positivo nas operações do grupo comparado ao ano passado em todas as Unidades de Negócios da empresa, conseguindo manter os custos operacionais bem abaixo do crescimento da ocupação. Redução significativa das despesas de leasing -3% no primeiro trimestre. O grupo conseguiu absorver a queda de vendas resultado d a saída de alguns hotéis em 2013, alcançando um impacto relevante no Ebitda. Lucro consolidado de 7% comparado ao ano passado. O NH assinou um acordo em abril para a aquisição da participação do Intesa Sanpaolo no NH Itália, a divisão que administra os negócios do hotel na Itália, bem como operações do hotel na Alemanha, Bélgica, EUA e Holanda.

Madri - O NH Hotel Group apresentou seus resultados do primeiro trimestre de 2014, evidenciando as melhorias contínuas nos lucros impulsionados em 2013, seguindo a estratégia alinhada no plano de negócios da empresa.

Neste período, a companhia avançou nas principais estratégias estabelecidas no plano de negócios para cinco anos, que está começando a surtir efeito nos lucros do grupo. Dentre várias iniciativas que estão sendo implantadas atualmente, vale destacar:

Plano de reposicionamento – Contemplando cerca de 30 hotéis para remodelação, com trabalhos já finalizados em dois destes estabelecimentos (NH Embajada em Madri, Espanha, e NH Firenze, em Florença, Itália);

Gerenciamento de marca – A marca, cujo nome e segmentação das novas categorias foram anunciados em fevereiro, foi reposicionada para esclarecer a nova proposta de valores dirigida a cada perfil de consumidor. Além disso, sob o slogan “NH sou eu”, o grupo deu início a uma campanha publicitária global em abril em todas as unidades de negócios, com foco estratégico nos mercados espanhol, holandês, italiano e alemão. O objetivo é aumentar a percepção de marca globalmente, posicionando NH como a escolha preferida entre seu público-alvo e comunicar a nova proposta de valores da companhia;

Preço e gestão de receitas – A redefinição das várias categorias de quartos, posicionamento de estratégia de preços considerando os concorrentes e portfólio de hotéis do grupo está completa. O projeto piloto da estratégia foi testado em dez hotéis e será implementado em toda a rede entre maio e setembro;

TI - Migração dos sistemas de back office para o SAP está completa na Espanha e continuará nos outros mercados nos próximos meses. Já a migração front-office está prevista para começar em julho. Além disso, em paralelo com a campanha de marketing, o site foi reformulado e novos aplicativos móveis lançados;

Funções do suporte - Start-up de um centro de serviços compartilhados para lidar com tarefas administrativas na Espanha, que está em fase de estabilização atualmente;

Venda e Otimização de Ativos - As economias de locação fechadas sob esta estratégia já atingiram 45% da meta para o ano.

Desempenho dos lucros no primeiro trimestre de 2014 -Em termos de faturamento consolidado, é importante salientar que diversos hotéis deixaram de contribuir significativamente para a linha durante o ano de 2013, seja porque foram vendidos, ou deixaram de fazer parte do portfólio por não serem estratégicos para o grupo ou também por mudanças no tipo de contrato. Isto teve um impacto material nas receitas uma ligeira diminuição de 0,6% ao ano para €271.9 milhões.

Durante os primeiros três meses do ano, os indicadores usados para medir as operações do hotel apontaram uma boa evolução e em conformidade com as expectativas alinhadas pela companhia. Como resultado, o nível de vendas da empresa teve um aumento de 2,5% comparado ao mesmo período do ano passado , conduzido por um crescimento similar em receita por quarto disponível (RevPAR), que foi maior por todas as unidades de negócio do grupo, apesar da moeda desfavorável na América Latina.

O crescimento no RevPAR no primeiro trimestre destaca a mudança de tendência observada no primeiro trimestre (+1,8%) e no quarto (+2,7%) de 2013, atingindo um crescimento de 2,5% registrado no primeiro trimestre de 2014, bem acima do mesmo período do ano anterior (-1,5%).

O crescimento nesse início de ano se deve principalmente ao aumento da taxa de ocupação em 3,1%. Vale reforçar os consideráveis esforços feitos para conter as despesas operacionais durante o período, em que o crescimento dessa métrica-chave mais do que duplicou o crescimento das despesas.

Em outros lugares, e alinhado com as medidas implantadas sob do plano de negócios da empresa, a capacidade de gerar melhorias recorrentes nos resultados do grupo também foi tangível nas iniciativas desenvolvidas para cortar despesas de locação. O NH Hotel Group continua a reduzir esse tipo de custo em 2014 renegociando alguns contratos e abandonando outros acordos deficitários, compensando o impacto dos anos anteriores e os ajustes de inflação.

Dessa maneira, o Ebitda recorrente do primeiro trimestre do grupo diminuiu ligeiramente em relação ao ano passado (redução de cerca de € 0.6 milhões), resultado da desconsolidação de diversos hotéis, que representavam cerca de € 1,2 milhões. No entanto, o grupo amorteceu 67% da queda de vendas. Assim, ainda que o resultado tenha sido negativo, o resultado líquido, incluindo a atividade não-recorrente apresentou uma melhoria de7%.

Performance de lucro por Unidade de Negócios -A evolução na Espanha nos primeiros três meses do ano confirma as perspectivas do grupo para este mercado; O crescimento da ocupação e preços médios geraram uma melhora na performance do RevPAR maior do que os últimos quatro trimestres do ano de 2013. Os mercados de Madri e Valência inverteram a tendência que seguiam e estão mostrando claros sinais de recuperação. O bom comportamento das operações da unidade juntamente a reação positiva às políticas estratégicas de preço, além do considerável esforço de custos com locação, permitiu que a unidade registrasse o crescimento de 41% no Ebitda.

O mercado italiano estendeu a tendência positiva vista em 2013, registrando crescimento de quase 3% nos preços em uma base de comparação, conduzida pela forte demanda e ligeiro crescimento na taxa média diária. Janeiro foi um mês particularmente forte, graças às excelentes performances em cidades como Milão e Roma, ao passo em que os resultados de março não podem ser comparados devido à data em que a Páscoa caiu esse ano comparado ao ano passado e a escolha do novo Papa no primeiro trimestre do ano passado.

A Europa Central vem mantendo seu crescimento de RevPAR desde o 2º trimestre do ano passado, conduzido pelo crescimento da ocupação e preços. As principais cidades da Alemanha revelaram performances irregulares, dado ao período de feiras de negócios. Cidades como Colônia, Düsseldorf e Nuremberg foram fortes, graças principalmente à quantidade de feiras e congressos, ao passo que outras cidades, como Berlim, Frankfurt e Munique, foram mais fracos, marcados por uma lentidão em janeiro.

Benelux, Reino Unido, França e África apresentaram um crescimento de RevPAR muito maior do que o trimestre anterior, com comportamentos diferentes entre ocupação e preços. A taxa de ocupação nesta unidade vem aumentando desde o 2º trimestre de 2013, compensando a tendência de baixa no preço médio. Esta diminuição é resultado do fraco desempenho em janeiro, embora a evolução no mês de fevereiro e março ter sido positiva. Destaca-se o excelente desempenho de cidades como Amsterdã e Londres, com o crescimento das vendas de 7,5%.

As Américas registraram uma expansão de 38% no RevPAR comparado ao mesmo período, graças ao crescimento de 16% na taxa de ocupação e aumento de 19% nos preços médios em moeda constante.

O crescimento na ocupação e preços médios no México foi conduzido pela resegmentação da estratégia seguida nos últimos meses, juntamente com o saudável crescimento econômico local. O aumento no RevPAR na Argentina, enquanto isso, foi o maior dentre toda a companhia em termos de moeda constante, o que é particularmente notável, já que o primeiro trimestre foi marcado pelos feriados e uma lacuna de grandes feiras ou congressos.

Atividade imobiliária -A atividade imobiliária registrou um faturamento de € 3,2 milhões no 1º trimestre de 2014, frente aos € 2,1 milhões do mesmo período no passado. Em 2014 foram doadas uma casa e um ancoradouro. Além disso, por meio da participação na sociedade do Residencial Marlin, tem ações para um total de dois apartamentos, totalizando € 0,69 M, em comparação com um total de 2 casas no valor de € 1,05 M de no mesmo período de 2013.

. Destaques do 1º trimestre de 2014:

. Tendências nas principais métricas dos negócios do hotel por trimestre em 2013 e 2014:

Outros desenvolvimentos relevantes em 2014.: NH Itália: O NH Hotel Group assinou um acordo em abril para a aquisição das ações do Intesa Sanpaolo no NH Itália, divisão que administra os negócios hoteleiros do grupo na Itália, bem como na Alemanha, Bélgica, EUA e Holanda. A aquisição será realizada por um aumento de capital na NH Hotel Group por meio de uma contribuição não monetária do 44,5% nas mãos do Intesa. A operação implicará a emissão de 42 milhões de novas ações ao preço de emissão de € 4,70 (valor nominal de € 2,00 e um prêmio de emissão de € 2,70). Tanto a questão da equidade e da nomeação de um novo diretor para representar Intesa será submetida à aprovação na próxima Assembléia Geral Ordinária. Quando o acordo entrar em vigor, o NH Hotel Group deterá 100% da NH Itália, dando-lhe maior autonomia de decisão e flexibilidade no que diz respeito aos estabelecimentos operados por esta investida.

O NH Hotel Group está entre as 25 maiores redes do mundo, totalizando 396 hotéis (60 mil quartos) espalhados por 26 países da América, da África e da Europa. O grupo espanhol começou sua história com a abertura do primeiro estabelecimento na cidade de Pamplona, capital de Navarra, na Espanha, em 1978. Quatro anos depois, o grupo foi além da região de Navarra e incorporou seu primeiro hotel em Barcelona. Em menos de uma década já tinha estabelecimentos nas principais regiões espanholas, como Madri, Barcelona e Zaragoza. Em 2013, o NH Hotel Group registrou um aumento do EBITDA, o que acarretou em uma melhora progressiva por trimestre de 2,9% alcançando, € 121,6 milhões.

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2021 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira