Portal Fator Brasil 
Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

18/04/2014 - 05:26

109 mil toneladas de pneus inservíveis foram coletados em todo o país pela Reciclanip no 1T14

A entidade, criada pelos fabricantes brasileiros de pneus recolhe e dá destinação correta aos pneus descartados, evitando que possam se tornar criadouros da dengue ou causar outros problemas, num trabalho em parceira com prefeituras.

A Reciclanip, entidade que é parte do Sistema ANIP – Associação Nacional da Indústria de Pneumáticos, coletou e destinou de forma ambientalmente correta mais de 109 mil toneladas de pneus inservíveis durante o primeiro trimestre deste ano. Esta quantia equivale a 21,8 milhões de unidades de pneus de carros de passeio. Um pneu é considerado inservível quando não há mais condição de ser utilizado para circulação ou reforma.

“Nestes três meses, os fabricantes de pneus do país já investiram cerca de R$ 25 milhões no trabalho de coleta e destinação. A previsão de investimento para 2014 é de R$ 99 milhões”, enfatiza Alberto Mayer, presidente da ANIP e da Reciclanip. Ele afirma que hoje a entidade retira o produto inservível em 819 pontos de coleta, a maioria estabelecida numa parceria com as prefeituras de municípios com mais de 100 mil municípios ou consórcios de municípios.

Para realizar o recolhimento e a destinação, há uma média de 70 caminhões transitando diariamente, em todos os dias do ano, cobrindo todos os estados do país. “Toda essa complexa operação logística é comandada pela Reciclanip, que já tem experiência acumulada desde 1999, quando começou a coleta pelos fabricantes e até hoje já coletou e destinou o equivalente 2,79 milhões de toneladas de pneus inservíveis, o equivalente a 558 milhões de pneus de passeio”,diz Mayer.

Existem pontos de coleta em todos os estados e no Distrito Federal, que foram criados em parceria com as prefeituras. Estas cedem os terrenos dentro das normas especifica de segurança e higiene para receber os pneus inservíveis vindos de origens diversas. O responsável pelo Ponto de Coleta comunica a Reciclanip sobre a necessidade de retirada do material quando atinge a quantidade de 2.000 pneus de passeio ou 300 pneus de caminhões. A partir daí, a Reciclanip programa a retirada do material com os transportadores conveniados. Para saber onde levar os pneus inservíveis é só consultar a lista com todos os pontos de coleta que está no site [www.reciclanip.com.br].

Reaproveitamento ou queima -No Brasil, os pneus inservíveis recolhidos pela Reciclanip são reaproveitados de diversas formas. Depois de moído o pneu, a borracha é separada dos demais componentes, especialmente do aço e o tecido, que também são reutilizados. Entre os produtos que reutilizam a borracha estão solados de sapato, materiais de vedação, dutos pluviais, pisos para quadras poliesportivas, pisos industriais e tapetes para automóveis. A borracha moída e separada também é misturada ao asfalto para uso em pavimentação, gerando o asfalto borracha, que apresenta importantes vantagens de segurança e durabilidade.

A maioria dos inservíveis é, no entanto, queimada como combustível alternativo nas indústrias de cimento, pelo seu alto poder calorífico, num processo cercado de todos os cuidados ambientais necessários, que envolve o uso de sistemas especiais de filtração e retenção.

Todas estas destinações são aprovadas pelo IBAMA como destinações ambientalmente adequadas.

“É muito importante que o consumidor tenha a consciência de não levar pneus velhos pra casa. Sempre que ele comprar um pneu novo, ele deve deixar seu pneu inservível na loja, que tomará as providências necessárias para que o pneu chegue até nosso ponto de coleta. Os pneus inservíveis descartados de forma errada contribuem para entupimentos de redes de águas pluviais e enchentes, poluição de rios e ocupam um enorme volume nos aterros sanitários e podem ainda ser foco para o mosquito da dengue. Se queimados de forma errada, geram poluição atmosférica”, diz Mayer.

ANIP e Reciclanip: a ANIP - Associação Nacional da Indústria de Pneumáticos (www.anip.org.br), fundada em 1960, representa a indústria de pneus e câmaras de ar instalada no Brasil, que compreende onze empresas e 20 fábricas instaladas nos Estados de São Paulo (nove), Rio de Janeiro (duas), Rio Grande do Sul (duas), Bahia (três), Paraná (três) e Amazona (uma). Ao todo, responde por 27 mil empregos diretos e 120 mil indiretos. O setor é apoiado por uma rede com mais de 5 mil pontos de venda no Brasil com 40 mil empregos. Em 2007 a ANIP criou a Reciclanip, voltada para a coleta e destinação de pneus inservíveis no País. Originária do Programa Nacional de Coleta e Destinação de Pneus Inservíveis, de 1999, a Reciclanip é considerada uma das principais iniciativas na área de pós-consumo da indústria brasileira, por reunir mais de 800 pontos de coleta no Brasil. Desde 1999, quando começou a coleta pelos fabricantes, 2,79 milhões de toneladas de pneus inservíveis foram coletados e destinados adequadamente, o equivalente a 558 milhões de pneus de passeio.

Seguindo o modelo de gestão de empresas européias, com larga experiência na coleta e destinação de pneus inservíveis, a Reciclanip é diferente no quesito remuneração. Em outros países, as empresas são pagas pelos vários agentes da cadeia produtiva para cobrir as despesas operacionais e garantir a destinação de pneus inservíveis. Os consumidores europeus, quando compram novos pneus para seus veículos, por exemplo, são obrigados a pagar uma taxa para a reciclagem dos pneus velhos. Aqui no Brasil, os fabricantes de pneus novos, representados pela ANIP, arcam com todos os custos de coleta e destinação dos pneus inservíveis, como transporte, trituração e destinação.

O programa é desenvolvido por meio de parcerias com as prefeituras, que cedem os terrenos dentro de normas específicas de segurança e higiene para receber os pneus inservíveis vindos de origens diversas. Forma-se então, o Ponto de Coleta. São 819 em todo país, de onde a Reciclanip recolhe e transporta os pneus até as empresas de trituração ou de reaproveitamento.

Prêmio - E: o trabalho de coleta e destinação de pneus inservíveis realizado pela ANIP/ Reciclanip recebeu um reconhecimento da Unesco, o Prêmio-E na categoria “Economia”, entregue durante a durante a Rio+20, realizada em junho de 2012 no Rio de Janeiro.

A premiação, em sua 1ª edição, integrou a programação oficial da Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, com o objetivo de reconhecer as iniciativas socioambientais mais representativas dos últimos 20 anos, executadas após a ECO-92. Idealizada por Oscar Metsavaht, embaixador da Boa Vontade da Unesco, o prêmio é uma parceria do Instituto-E [www.institutoe.org.br/premioe], Prefeitura do Rio de Janeiro e Unesco.

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2019 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira

 Consulta inválida: