Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

16/04/2014 - 09:53

Nissan consolida polo automotivo do Rio de Janeiro


Japonesa inaugurou sua montadora no País, com investimentos de R$ 2,6 bilhões e pelo menos dois mil empregos gerados.

A japonesa Nissan inaugurou no dia 15 de abril (terça-feira), seu Complexo Industrial em Resende, região do Médio Paraíba Fluminense, com um dos maiores investimentos já realizados no País nesse setor, de R$ 2,6 bilhões. O início das operações da montadora no mercado consolida o Estado do Rio de Janeiro como importante polo automotivo do Brasil, contribuindo diretamente para a economia dos municípios onde as empresas do setor estão instaladas.

A cerimônia de inauguração contou com a presença governador Luiz Fernando Pezão, do diretor geral da Nissan, o brasileiro Carlos Ghosn, do diretor da Nissan na América Latina, José Luis Valls, do presidente da Nissan do Brasil, François Dossa, entre outros executivos da empresa, autoridades, funcionários da fábrica e convidados.

O governador Luiz Fernando Pezão destacou que o Estado do Rio está a um passo de se consolidar como um dos polos automotivo do Brasil.

“O Estado sempre foi o farol do país e tínhamos perdido esta referência. Somamos forças que geram renda e riqueza. A Nissan vai gerar ainda 1,2 mil empregos, com cinco fornecedores. Vamos fazer ainda muitas parcerias”, afirmou o governador.

“Costumo dizer que a segurança, que é uma marca do nosso governo, provê a liberdade, mas o que realmente liberta é o desenvolvimento econômico, porque gera emprego e renda. A Nissan, que negociou conosco em 2011, fez sua fábrica em tempo recorde e implantou provavelmente o mais importante empreendimento da área automotiva dos últimos anos no Brasil”, enfatizou o secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Julio Bueno, durante a abertura oficial da fábrica.

A unidade tem capacidade para produzir 200 mil veículos - com expectativa de expansão para 400 mil veículos - e 200 mil motores por ano. A operação terá início com a fabricação do modelo New March e do motor 1.6 16v flexfuel, que equipa o automóvel. Com previsão de geração de dois mil empregos diretos, a montadora preparou uma área ao lado da unidade para receber fornecedores importantes para a sua operação. Esse parque já conta com quatro fabricantes de autopeças, além de outros dois que operam dentro da fábrica de veículos. Outros cinco deverão ser instalados em breve. No total, esses fornecedores geram mais dois mil empregos.

“A Nissan começou as operações no Brasil em 2000 e, com o início de atividades do complexo de Resende, consolida sua presença lançando uma nova fase de crescimento no país. A nova unidade industrial de Resende vai contribuir para entregarmos modelos de última geração e ainda com mais qualidade e tecnologia”, explica François Dossa, presidente da Nissan do Brasil.

Além da fábrica em Resende, os planos da Nissan preveem ainda a construção de um centro de desenvolvimento e pesquisa e de uma fábrica de carros elétricos, entre outras etapas de expansão da unidade. No total, os investimentos deverão chegar a R$ 5,8 bilhões.

Na avaliação do diretor-geral da Nissan, Carlos Ghosn, o Complexo Industrial da Nissan é fundamental para o crescimento da marca no Brasil. “O país é nosso quarto maior mercado do mundo e peça-chave para o nosso desenvolvimento na América Latina. Nossa meta é atingir 5% de participação de mercado, ser a primeira entre as marcas japonesas e líder em qualidade de produtos e serviços no Brasil até 2016”, afirmou o executivo.

Qualificação - Todos os funcionários da nova unidade passaram por formação no Senai de Resende e também dentro da Nissan. Além disso, mais de 300 deles tiveram treinamento de até três meses fora do país, em fábricas da Nissan no Japão, México, Estados Unidos e Inglaterra. A equipe de avaliação dos veículos, que faz o controle final dos carros e motores produzidos na fábrica, recebeu formação especial, de seis meses, no Japão e no México. Apenas no último ano, para a realização da capacitação técnica dos funcionários, a Nissan investiu R$ 9 milhões.  

Consolidação do polo automotivo do Rio - O Estado do Rio de Janeiro conta hoje com outras quatro montadoras – Man Latin America, PSA Peugeot Citroen, Neobus e Hyundai Heavy Industries – além da Jaguar Land Rover, prevista para entrar em operação em 2016, com investimento de R$ 750 milhões. Concentrado no Médio Paraíba Fluminense, em especial em Resende, Porto Real e Itatiaia, o polo automotivo da região já gerou cerca de 20 mil empregos.

Por conta da Peugeot, por exemplo, Porto Real alcançou a maior renda per capita do País, pelo segundo ano consecutivo. Em 2012, a renda média foi de R$ 8.782, enquanto no restante do Estado, a média registrada foi de R$ 2.525.

Diretamente influenciada pelo crescimento do polo automotivo, a receita total dos municípios da região aumentou 53,2% entre 2007 e 2012. Especificamente em Porto Real, a receita total atingiu R$ 187 milhões, o dobro do que era em 2007. Já Resende, sede da Man e agora também da Nissan, teve um salto de 60%, chegando a R$ 354 milhões de receita total em 2012.

“Os investimentos das grandes montadoras cria um círculo vicioso, pois elas atraem mais fornecedores especializados e contribuem para a qualificação da mão de obra nesse setor”, diz o secretário Julio Bueno.

De acordo com o secretário, as principais vantagens apontadas pelos investidores para se instalarem no Estado são a proximidade do mercado consumidor do País (São Paulo, Minas Gerais e o próprio Rio de Janeiro); a excelente logística de escoamento, com portos à disposição e localização estratégica próxima à rodovia Presidente Dutra; além da mão de obra qualificada e o parque de fornecedores em formação.

Do total de veículos produzidos em 2012 no país (3,4 milhões), o Rio de Janeiro foi responsável por 4,4%, de acordo com a edição 2013 do Anuário da Indústria Automobilística Brasileira, da Anfavea. A fabricação de veículos automotores no Rio responde por 10% da produção industrial do Estado.

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2021 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira