Portal Fator Brasil 
Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

30/11/2013 - 07:34

JBS Ambiental garante a reciclagem e descontaminação de quase 30 mil lâmpadas

O material recolhido nos últimos dois anos foi encaminhado para a Apliquim Brasil Recicle. A ABR realiza coletas periódicas em oito unidades da JBS no Brasil.

Entre os resíduos gerenciados pela JBS Ambiental, como plásticos, metais e papelão, estão as lâmpadas fluorescentes, que são encaminhadas exclusivamente para a Apliquim Brasil Recicle. "A Apliquim Brasil Recicle é a empresa para a qual destinamos nossas lâmpadas, porque é a única empresa brasileira que recupera o mercúrio. Outras empresas apenas descartam o material em aterros. Para nós, ter certeza da destinação correta das lâmpadas é fundamental, porque temos o compromisso de certificar a destinação de nossos resíduos", explica Rodrigo Ferrareze, Coordenador de Projetos da JBS Ambiental. "Outro ponto determinante para nossa escolha pela ABR, é que ela atende as diferentes geografias da JBS, possibilitando realizar a coleta em diversas regiões do país", afirma Andressa de Mello, Diretora da JBS Ambiental.

Andressa destaca ainda que a empresa procura evitar grandes acúmulos de lâmpadas. "Contratamos com a Apliquim Brasil Recicle um volume mínimo de lâmpadas que viabiliza a coleta. Quando alcançamos esse número em nossas unidades, marcamos o recolhimento. Preferimos não deixar esse material perigoso armazenado por muito tempo", explica. "Ao longo do ano, realizamos no mínim o duas coletas em cada uma das oito unidades com as quais trabalhamos ", completa. Nos últimos dois anos, 29.345 lâmpadas foram destinadas pela JBS Ambiental para a reciclagem e descontaminação com a Apliquim Brasil Recicle.

A JBS é a maior empresa em processamento de proteína animal do mundo, e tem a logística reversa como um valor fundamental. Por isso, há dois anos reestruturou a JBS Ambiental, objetivando especialmente o gerenciamento dos resíduos das outras unidades da JBS no Brasil, além de receber material de terceiros. O parque industrial da JBS Ambiental, que conta com 170 colaboradores, fica em Lins (SP) e recebe resíduos de outras sete unidades: Andradina, Barretos e Presidente Epitácio em São Paulo, Campo Grande 1, Campo Grande 2 e Naviraí, no Mato Grosso do Sul, além de Ituiutaba em Minas Gerais.

Cuidado com as lâmpadas -A JBS Ambiental realiza o controle do recebimento das lâmpadas em suas unidades. Elas são acondicionadas em caixas específicas com carvão ativado e apontadas diariamente pela equipe das Centrais de Gerenciamento de Resíduos. A partir disso, existe uma linha limite do estoque de acordo com o mínimo para viabilização da coleta. O passo seguinte é a programação da mesma. No momento do carregamento a liderança da unidade anexa a Ficha de Emergência, Envelope de Emergência e o MTR (Manifesto para Transporte de Resíduos) e, por fim, a NF é emitida. Os colaboradores são devidamente treinados para acondicionar as lâmpadas, para que elas não se quebrem liberando o mercúrio no ambiente. "A JBS Ambiental se preocupa n& atilde;o só com a destinação das lâmpadas, mas com o tratamento e recuperação do mercúrio para reutilizá-lo no mercado consumidor", assegura Andressa.

Riscos do Mercúrio -O mercúrio (Hg) é considerado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como uma das dez substâncias mais perigosas para o ser humano. Uma única lâmpada fluorescente (aproximadamente 0,15 miligramas) pode contaminar até 15 mil litros de água. O Hg é facilmente absorvido pelas vias respiratórias quando está sob a forma de vapor ou em poeira em suspensão e também é absorvido pela pele.

A exposição ao mercúrio pode ocorrer principalmente ao se respirar ar contaminado ou por ingestão de água e alimentos contaminados. A ingestão ocasional do mercúrio metálico na forma líquida não é considerada grave, porém quando inalado sob a forma de vapores aquecidos, seja de uma única vez em grande volume ou em exposição contínua a pequenos volumes, torna-se muito perigoso. Dessa forma o Hg atinge diretamente o cérebro, podendo causar irritabilidade, tremores, distorções da visão e da audição, e problemas de memória.

Além disso, pode causar problemas nos pulmões, náuseas, vômitos, diarréia, elevação da pressão arterial e irritação nos olhos, pneumonia, dores no peito, dispnéia e tosse, gengivite e salivação. Em altos teores, o Hg pode prejudicar o c&e acute;rebro, o fígado, o desenvolvimento de fetos, e causar v& aacute;rios distúrbios neuropsiquiátricos.

Perfil - A JBS Friboi atua nas áreas de Alimentos, Couro, Biodiesel, Colágeno e Latas. A companhia está presente em todos os continentes, com plataformas de produção e escritórios no Brasil, Argentina, Itália, Austrália, EUA, Uruguai, Paraguai, México, China, Rússia, entre outros países. A JBS possui 140 unidades de produção no mundo e mais de 120 mil colaboradores. A internacionalização da companhia começou em 2005, com a aquisição da Swift Argentina. Em 2007 a JBS abriu o capital, tornando-se a primeira companhia no setor frigorífico a negociar suas ações em bolsa de valores.

Estão incorporados à gestão da JBS princípios como a busca pela modernização, qualidade dos produtos e matérias-primas, construção de mais e melhores relações com parceiros, clientes, colaboradores e sociedade, a satisfação de seus acionistas e o compromisso com questões de responsabilidade socioambiental.

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2019 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira

 Consulta inválida: