Portal Fator Brasil 
Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

23/08/2013 - 08:40

Trade Energy avalia leilões de energia nova que serão realizados em 2013

Estão previstos para ocorrer em 2013 dois leilões A-5, o primeiro em 29 de agosto e o segundo em 13 de dezembro, conforme anunciado pela Empresa de Pesquisa Energética (EPE). "O primeiro leilão, contará com apenas uma hidrelétrica, a UHE Sinop, e usinas térmicas a gás, biomassa e carvão, combustível que retorna aos leilões de energia nova porque seu preço é competitivo, e a expansão do parque térmico no Sul é considerada importante pelo ONS, por razões não só energéticas, como elétricas", afirma Regina Pimentel, assessora de gestão de risco na Trade Energy, comercializadora independente de energia. A executiva ainda acrescenta que "a opção mais ambientalmente correta, que seria a energia eólica, não é despachável e, portanto, não atende plenamente as necessidades operativas".

Como já aconteceu em certames anteriores, o leilão de energia de agosto permitirá a participação de autoprodutores dentro de consórcios candidatos, desde que utilizem pelo menos 20% da energia produzida pelo empreendimento. Para o mercado cativo, nesses casos, devem ser destinados no mínimo 70% da energia. No caso de consórcios sem participação de autoprodução, no mínimo, 90% da energia produzida deve ser destinada ao mercado cativo, percentual que sobe para 97% no caso de projetos de ampliação de UHEs existentes. "Para o mercado livre, como de hábito, será destinado um percentual muito pequeno da energia nova", observa Regina.

Já em dezembro, o governo espera viabilizar a UHE São Manoel, no rio Teles Pires, hidrelétricas de pequeno porte na região Sul e, novamente, as termelétricas.

Leilão A-3-Para 18 de novembro, está previsto um leilão A-3, que deverá, pela primeira vez, incluir geração solar, resíduos sólidos urbanos e/ou biogás de aterro sanitário, ou biodigestores de resíduos vegetais ou animais, assim como lodos de estações de tratamento de esgoto. "A inclusão dessas fontes é um ensaio de competitividade, já que o preço internacional vem caindo. Ainda não há indicativo de preço máximo por parte da EPE.", finaliza Regina Pimentel.

Trade Energy: é uma comercializadora independente com foco nos consumidores livres de energia elétrica e produtores independentes de energia. Tem grande experiência no setor, onde existe a possibilidade de gestão sobre este insumo, resultando custos menores e previsibilidade de preços futuros, o que garante economia e segurança com a contratação de energia elétrica. Fundada em 1998, a empresa foi uma das primeiras comercializadoras autorizadas pela ANEEL para atuar no mercado livre de energia e a ingressar na Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE). [ www.tradeenergy.com.br].

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2020 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira

 Consulta inválida: