Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

18/07/2013 - 08:23

Empresas do setor automobilístico estão entre as maiores altas da bolsa

“Marcopolo teve valorização de 81,9%, Randon de 48,9%, Iochpe de 11,82%, contra 7,40% do Ibovespa, em 2012”.

A produção de automóveis no mês de junho atingiu a marcar de 320.823 de unidades entre comerciais leves, caminhões e ônibus, demonstrando uma queda de 7,8% nas produções, na comparação com maio. Já na comparação com o mesmo período do ano passado a houve uma alta de 15,5%.

Considerando apenas automóveis e comerciais leves, a produção em junho chegou a 299.549 unidades, baixa de 8,6% ante o mês anterior e alta de 12,8% sobre junho do ano passado. Já a produção de caminhões atingiu 17.192 unidades - aumento de 4,8% ante maio, e alta de 94,3% sobre junho de 2012. No caso dos ônibus, foram produzidas 4.082 unidades em junho, aumento de 4,9% sobre o mês anterior e de 18,9% ante junho do ano passado.

Um estudo que analisou os indicadores das Séries Econômicas Automóveis acompanhadas pela CMA, empresa líder em sistemas de informações, análises e negociação em tempo real para os mercados financeiro e de commodities, revela que a participação do setor automobilístico na economia cresceu de forma rápida e acelerada.

No ano passado, o setor respondeu por 9,8% do PIB Industrial contra 7,3% em 2011. Este aumento da participação no PIB Industrial encorajou a equipe econômica do governo a prorrogar mais uma vez o desconto do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) para veículos em abril até o fim deste ano. Esta prerrogativa possibilitou que maio de 2013 fosse o melhor mês de vendas de veículos na historia do setor.

Para Raphael Juan, Diretor de Produtos e Mercados da CMA, “as informações deste setor são de vital importância para a economia, mas também vejo total sinergia para os investidores do mercado de capitais interessados em ações do segmento, principalmente neste momento de incertezas”. De acordo com o executivo, mesmo com a conjuntura política e econômica em turbulência, o setor vem demonstrando força e isso está sendo traduzido pelos interesses dos investidores nestes papéis.

“Apenas para se ter uma ideia: em 2012 empresas como Marcopolo tiveram valorização de 81,9%, Randon valorização de 48,9%, Iochpe Maxion valorização de 11,82%, contra 7,40% do Ibovespa (principal índice de ações do mercado). Obviamente, existem outras opções e também deve ser feita diversas outras análises antes do investimento”, afirma o diretor. Por fim, Juan vê condições favoráveis para 2013, não apenas para o segmento de produção e venda de veículos, mas, também, para setores importantes desta cadeia econômica como aço, setor de transporte, autopeças, entre outros.

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2021 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira