Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

25/05/2013 - 08:38

Brasil vai aumentar investimentos na Etiópia, diz ministro

A presidente Dilma Rousseff cumprimenta o primeiro-ministro da Etiópia, Hailemariam Desalegn, em Adis-Abeba, na Etiópia.

Adis-Abeba - O Brasil assinou acordos de cooperação com a Etiópia no dia 24 de maio (sexta-feira), e as empresas brasileiras pretendem aumentar os investimentos no país do Chifre da África que cresce rapidamente, disse um ministro etíope.

O chanceler da Etiópia, Berhane Gebrekristos, afirmou que a delegação brasileira em visita ao país assinou memorandos de entendimento e acordos em educação, agricultura, ciência e tecnologia e transporte aéreo.

Gebrekristos disse que as empresas brasileiras estão mostrando interesse nos setores de mineração e infraestrutura da Etiópia. Representantes da estatal Petrobras e do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) fazem parte da delegação brasileira em Adis-Abeba.

"Há um desejo por parte das empresas brasileiras de se envolverem aqui e o governo brasileiro e nós estamos prontos para informar as empresas brasileiras a se engajar na Etiópia, já que há uma grande oportunidade aqui", disse Gebrekristos a jornalistas em Adis-Abeba, à margem de uma cúpula da União Africana.

"Em termos de financiamento, há um compromisso político por parte do governo brasileiro de que vamos trabalhar em projetos específicos no futuro", disse ele.

O Brasil lançou uma campanha para expandir seus laços econômicos com a África, um sinal de como a crise no mundo desenvolvido tem estimulado economias emergentes a negociar e investir entre si, dizem economistas.

A presidente brasileira Dilma Rousseff, que está na Etiópia para participar do Jubileu de Ouro da União Africana, disse nesta sexta-feira que o Brasil quer uma cooperação que "não seja opressiva" com a África. Ela manteve um encontro bilateral com o primeiro-ministro etíope, Hailemariam Desalegn.

Os países dos Brics, grupo formado por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul, são agora os maiores parceiros comerciais da África e formam o novo grupo de maiores investidores no continente.

O comércio entre os Brics e a África deve exceder 500 bilhões de dólares até 2015, de acordo com o Standard Bank. |. Aaron Maasho/Reuters.

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2021 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira