Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

19/04/2013 - 10:03

Radial Química atua no revestimento do Maracanã

Empresa acelera obra aplicando tecnologia inovadora com o revestimento em polyureia; nenhum tipo de impermeabilização atualmente utilizado no Brasil serviria para cumprir o prazo estipulado.

A Radial Química, empresa especializada na fabricação e aplicação de revestimentos, foi contratada para fazer a impermeabilização do estádio do Maracanã para a Copa do Mundo de 2014. São 100 mil m² de área para ser finalizada até 14 de abril, data estipulada para a entrega do estádio, sendo que 90% da reforma já foi concluída.

Para obedecer ao prazo, a empresa optou pelo revestimento em polyureia, a tecnologia mais utilizada no exterior em grandes obras, e conta com 60 funcionários e três máquinas aplicadoras no local. Cada uma dessas máquinas consegue cobrir 1.000 m² por dia. Além de aplicar a polyureia, a Radial Química prepara toda a superfície com seus produtos, garantindo um resultado de excelente qualidade.

A empresa começou o trabalho há dois meses e os anéis superior e inferior do estádio já estão finalizados, restando somente arremates finais. "O prazo será cumprido graças à escolha da tecnologia de impermeabilização por revestimento em polyureia", destaca Marcelo Lui, diretor da Radial Química.

Entenda como é feita a aplicação -A polyureia é um material leve, de alto rendimento e rápida secagem (50 segundos). Sua aplicação é feita por um trailer, ou unidade de controle de aplicação, composto por compressores, secadores de ar, unidades de projeção bicomponente hot-spray e mangueiras aquecidas com 94 metros de comprimento. O maquinário ainda permite o controle da umidade relativa do ar, da umidade do substrato, da viscosidade do produto e da espessura do revestimento aplicado. Outro equipamento utiliza 70.000 Voltz para a detecção de possíveis falhas no revestimento. Todos os dados de aplicação das máquinas são coletados em um Datalog e repassados à empresa para análise técnica em tempo real.

A escolha da polyureia para as obras no Maracanã não foi determinada apenas por sua rápida aplicação, mas também por ela ser elástica e de altíssima resistência à abrasão e ao intemperismo. "Outros materiais são rígidos demais e não atendem a solicitação de movimentação da estrutura, e também não costumam apresentar bom comportamento em situação de intemperismo", explica Lui. "Ao contrário de outros produtos, a polyureia não necessita de proteção mecânica sobre o material (ou seja, recobrir a impermeabilização com argamassa ou concreto), o que aliviou a estrutura do suporte de milhares de toneladas."

A Radial Química já empregou com sucesso o mesmo método em outra obra no Rio de Janeiro. Trata-se da impermeabilização do Estádio do Remo, na Lagoa Rodrigo de Freitas, para a Olimpíada de 2016. Nesse caso, foi exigido um revestimento a prova de falhas e de rápida aplicação para que as obras do Complexo Lagoa - um espaço embaixo das arquibancadas com restaurantes, bares e salas de cinema - pudessem ser concluídas a tempo.

Radial Química -Situada em Guarulhos, na Grande São Paulo, a Radial Química é um dos principais players do mercado de poliuretano e polyureias da América Latina. A empresa é voltada para o ramo da construção civil, atuando principalmente no desenvolvimento e na produção de polyureias, tintas, vernizes, pisos industriais, isolamento térmico, impermeabilizantes e colas à base de poliuretano, epóxi, acrílico e PVA. Diante da carência de produtos e serviços mais confiáveis e ágeis aos métodos construtivos que empregam alta tecnologia no Brasil, a Radial Química investiu nesse mercado e preencheu essa lacuna técnica, tornando-se referência nacional e sendo solicitada para grandes obras em todo o país. [www.radialquimica.com.br].

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2022 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira