Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

26/01/2013 - 08:28

Salão Bike Show

Triumph expõe sua linha de motos que acaba de ser lançada no Brasil. Futura concessionária do Rio de Janeiro deverá responder por 15% das vendas da Triumph no Brasil a partir deste ano.

A Triumph Motorcycles, uma das mais antigas e tradicionais marcas do mundo no segmento de duas rodas, participará do Salão Bike Show 2013, que acontecerá até o dia 27 de janeiro (domingo) no Riocentro, Rio de Janeiro (RJ). Em seu estande, a fabricante inglesa vai expor toda a sua linha de motocicletas lançada no mercado brasileiro no final do ano passado: Triumph Tiger 800 XC, Triumph Bonneville T100, Triumph Speed Triple, Triumph Tiger Explorer, Triumph Rocket III Roadster e Triumph Thunderbird Storm.

A empresa também mostrará sua coleção de roupas masculinas e femininas, como jaquetas, camisetas e calças. Na Inglaterra, a linha completa de roupas, calçados, objetos de uso pessoal e acessórios para motos soma perto de 35.000 itens. As roupas, por exemplo, são modernas e casuais e seguem as mais modernas tendências da moda, com muita qualidade. Estes produtos também estão disponíveis no Brasil.

“Será a primeira participação da Triumph numa feira do setor no Brasil e será importante para aproximar a marca do consumidor carioca”, afirma Marcelo Silva, gerente geral da Triumph Motorcycles Brazil. A segunda revenda da marca no Brasil será inaugurada justamente no Rio de Janeiro (RJ), em abril. Será a Rio Triumph, localizada na Avenida das Américas, 1.650, no bairro da Barra da Tijuca.

Neste ano, a Triumph planeja comercializar 2.000 motos no mercado brasileiro. Cerca de 15% desse volume deve ser vendido na nova concessionária carioca. O público interessado em adquirir os modelos da marca inglesa já poderá se cadastrar para reservas no estande da Triumph no Salão Bike Show.

A Triumph investiu, em 2012, cerca de R$ 19 milhões para se instalar no Brasil com um escritório em São Paulo (SP) e uma fábrica em Manaus (AM). Na capital paulista também opera, desde novembro, a primeira revenda da marca, a Triple Triumph. A Triumph Motorcycles Brazil é a 10ª subsidiária da empresa pelo mundo.

“A Triumph aposta muito no potencial do Brasil para motocicletas premium. Acreditamos que o mercado brasileiro a médio e longo prazos tenha condições de absorver cerca de 4.000 motos da Triumph por ano. Num prazo de três anos esperamos já posicionar o Brasil entre os cinco maiores mercados do mundo para a Triumph, atrás somente de Estados Unidos, Inglaterra, França e Alemanha”, afirma Silva.

A linha atual de motocicletas Triumph no Brasil inclui três modelos nacionais - a tradicional Bonneville T100 (R$ 29.900,00), a super naked Speed Triple (R$ 42.900,00) e a Tiger 800XC (R$ 39.900,00). Além disso, mais três motos importadas estão à venda: Thunderbird Storm (R$ 49.900,00), Tiger Explorer (R$ 62.900,00) e Rocket III Roadster (R$ 69.900,00). Todos os modelos, com exceção apenas da Bonneville T100, vêm de série equipados com o sistema de freios ABS.

Por volta de julho deste ano, dois novos modelos deverão ser incorporados à linha no Brasil: a Street Triple, que foi reformulada na Inglaterra no final de 2012, e a esportiva Daytona, totalmente remodelada e exposta com destaque na última edição do Salão de Milão. Ambas também serão produzidas na linha de montagem de Manaus.

A fábrica da Triumph em Manaus está localizada em um condomínio industrial, ocupando uma área de 2.000 m² e empregando diretamente 38 pessoas. Sua capacidade atual de produção é de 5.000 motocicletas por ano, entre os diversos modelos. Em 2013, com o aumento da produção, a quantidade total de trabalhadores na fábrica deverá chegar a 50 profissionais.

Um dos pilares estratégicos da Triumph no mundo todo é a sua rede de concessionárias e, consequentemente, a qualidade do seu serviço de pós-vendas. As próximas concessionárias - em Porto Alegre e Ribeirão Preto - serão inauguradas até abril. A meta da Triumph é abrir oito revendas até o final de 2013 e chegar a uma rede com 12 distribuidores até dezembro de 2014.

“A Triumph está empenhada em selecionar uma rede de concessionárias capacitada a oferecer um excelente padrão de atendimento em pós-vendas. O corpo técnico das concessionárias está sendo treinado pela montadora e terá acesso à melhor tecnologia para reparar as motocicletas”, afirma Marcelo Silva.

Outra preocupação da empresa é com o centro de armazenamento de peças, instalado em Louveira (SP), que abriga motocicletas (nacionais e importadas), peças e a linha de roupas, calçados, objetos de uso pessoal e acessórios para motos. “A Triumph está investindo cerca de R$ 8 milhões neste estoque, com o objetivo de atender aos clientes no menor prazo possível”, explica o executivo. O estoque inicial tem 4.000 itens diferentes, quantidade que deve chegar aos 10 mil itens até o final de 2013 com o lançamento dos novos modelos.

A Triumph no mundo-A Triumph Motorcycles é uma empresa global, atuando diretamente em dez países, por meio de suas filiais, e indiretamente em mais 21 mercados, através de distribuidores independentes. A Triumph é a marca de motocicletas que mais cresce no segmento acima de 500 cc nos 10 países nos quais está presente. Atualmente, a Triumph tem um market share mundial de 5,8% dentro do segmento de motocicletas acima de 500 cc. O faturamento mundial da empresa gira em torno de R$ 1,1 bilhão.

Para se ter ideia, nos últimos 10 anos, nestes 10 mercados, as vendas acima de 500 cc caíram 4%, enquanto os negócios da Triumph apresentaram alta de 146% no mesmo período. Em 2011, as vendas no varejo atingiram um volume de 48.062 unidades no mundo todo. Atualmente, a marca oferece 23 modelos de motocicletas – em 2009, por exemplo, eram 16 modelos, o que comprova a constante renovação pela qual passa a marca. O modelo mais vendido é a Tiger 800, com cerca de 8.000 unidades por ano.

No mundo todo, a Triumph possui 726 concessionárias e quase 2.000 funcionários – sendo 700 em Hinckley, na Inglaterra, onde fica sua sede mundial. Somente no Centro de Design da marca, em Hinckley, trabalham perto de 240 profissionais, representando um crescimento de 40% nos últimos três anos, numa clara demonstração da Triumph de investir permanentemente em tecnologia e novos produtos. Uma das principais explicações para o crescimento expressivo da empresa nos últimos anos é este investimento pesado em novas motocicletas.

A empresa conta, hoje em dia, com duas unidades de produção em Hinckley (Fábricas 1 e 2) e mais três instalações fabris em Chonburi, na Tailândia (Fábricas 3, 4 e 5), uma localização estratégica pela facilidade de acesso ao mercado asiático. As motos são montadas 50% na Fábrica 2 e 50% na Fábrica 3. As demais unidades produzem componentes, como câmbios e motores, para abastecer a linha de montagem das motocicletas. Toda a parte de engenharia e chassi das motocicletas é desenvolvida internamente pela própria Triumph.

Em geral, as motos mais novas são montadas na Fábrica 2 e, com o tempo - em torno de 18 meses depois do lançamento -, passam a ser produzidas na Fábrica 3. Além dessas cinco fábricas, a Triumph começou sua montagem de motocicletas no Brasil e planeja dar início a uma operação similar na Índia, no primeiro trimestre deste ano. Outros mercados estão sendo avaliados para receber este tipo de investimento. Os três principais mercados mundiais da marca são, na ordem de importância, Estados Unidos, Inglaterra e França. Nos Estados Unidos, para se ter ideia, são comercializadas cerca de 11.000 motocicletas por ano.

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2021 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira