Portal Fator Brasil 
Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

15/12/2012 - 14:10

Mizumo oferece soluções eficientes para núcleos urbanos e rurais


Empresa implanta sistemas isolados para tratamento de esgoto doméstico, que facilitam o atendimento de núcleos urbanos ou rurais não contemplados por esse serviço.

O difícil acesso a pequenos núcleos e comunidades urbanas e rurais tem dificultado a universalização dos serviços de saneamento básico. Milhares de brasileiros são afetados pela falta de tratamento de água e esgoto por viverem em regiões onde o custo de implementação destes serviços é muito elevado. A Mizumo, entretanto - referência nacional em estações pré-fabricadas para tratamento de esgoto sanitário (ETEs) - dispõe de know-how para implantar sistemas isolados de saneamento, uma solução acessível para esses locais.

Os sistemas isolados são destinados ao tratamento de esgoto doméstico em locais de difícil acesso. Também são indicados para bacias hidrográficas nas quais a instalação de redes coletoras tronco pode ser técnica ou economicamente inviável. Além disso, atendem a empreendimentos cujos projetos necessitam de tratamento de esgoto por razões legais e/ou financeiras e o cronograma de investimento da concessionária não contempla execução no prazo.

Os núcleos e comunidades – sejam empreendimentos habitacionais, industriais e comerciais, vilas, bairros, colônias de fazendas ou pequenos distritos - podem ser beneficiados pelas ETEs da Mizumo, com vazões de até 50L/s, com possibilidade de ampliação de acordo com cada caso.

Facilidade de instalação-Com uma estrutura completa de atendimento, do projeto à manutenção, a Mizumo espera ampliar sua participação junto a concessionárias de serviços de água e esgoto em 40% nos próximos anos, incluindo soluções para locais isolados. Para isso, oferece flexibilidade industrial para produzir soluções personalizadas e completas, que permitem a reutilização da água tratada, o que favorece a redução de custos e do consumo de água e a preservação dos recursos hídricos.

A formulação de um projeto de sistema isolado é feita por uma equipe de engenheiros e técnicos capacitados da empresa, que faz um atendimento personalizado, levando em conta o destino da água tratada, a população atendida, o volume de esgoto gerado, carga orgânica, qualidade de tratamento, entre outras informações necessárias para dimensionamento do equipamento. “Um aspecto que torna a ETE pré-fabricada ainda mais vantajosa para essas comunidades é sua baixa complexidade, com facilidade de instalação num curto prazo e baixo custo operacional”, afirma o gestor da unidade de negócios da Mizumo, Giovani Toledo.

Basicamente, os sistemas isolados são compostos de pré-tratamento, tratamento em nível secundário composto por etapas anaeróbias e aeróbias ou ambas, seguidas ou não por decantação e desinfecção. Os projetos são estudados e possuem garantia de prazo para execução. A empresa é responsável pela entrega e implantação completa da solução. Além disso, as ETEs são transportáveis, podendo ser removidas e instaladas em outros locais, caso haja necessidade de mudança.

Potencial de crescimento-A pesquisa “Perfil dos Municípios Brasileiros”, realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), com dados de 2011, indica que somente 23% dos municípios brasileiros com até 20 mil habitantes contam com políticas de saneamento básico e somente 8% das cidades contam com plano municipal de saneamento básico.

O Plansab – Plano Nacional de Saneamento Básico – e o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) do Saneamento contemplam a ampliação do atendimento a esta população nos próximos anos. O PAC prevê investimentos de R$ 5 bilhões em projetos nos municípios de até 50 mil habitantes até 2014, o que aproximará o País das metas estabelecidas no Plansab. O Plano prevê o atendimento por serviços de saneamento básico, até 2030, de 98% dos domicílios urbanos ou rurais e 88% em relação a esgotamento sanitário. Com isso, buscará reverter também a degradação ambiental dos cursos de água, alcançando, em 2030, o índice médio de tratamento de 90% do total de esgotos coletados.

Para melhorar estes índices, alguns núcleos habitacionais têm investido em sistemas isolados. Entre os que foram implantados pela Mizumo podem ser citados o Distrito de Esmeralda, no município de Rubnéia (SP), onde a ETE da empresa tem capacidade de tratamento com vazão de 85 m³/dia, beneficiando mais de 400 habitantes; já em Itaquaquecetuba (SP), o projeto Guatambu - elaborado para tratar o esgoto de uma bacia isolada e que faz parte do Projeto Tietê - tem vazão de 2.800 m³/dia, atendendo uma população de 18 mil pessoas, sendo que ambos são por meio da Sabesp – Companhia de Saneamento Básico de São Paulo. Há ainda o projeto Antonina, para 600 habitantes, em Antonina (PR), com vazão de 120 m³/dia, coordenado pela COHAPAR – Companhia de Habitação do Paraná; bem como a implantação de 25 unidades de tratamento de esgoto no Estado de Minas Gerais, por meio da COPASA – Companhia de Saneamento de Minas Gerais. [www.mizumo.com.br].

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2019 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira

 Consulta inválida: