Portal Fator Brasil 
Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

13/12/2012 - 06:09

Filizola fornece 14 balanças rodoviárias ao Brasil Terminal Portuário


Únicas no mercado, as balanças se destacam pela não utilização de vigas metálicas.

A Filizola, primeira indústria nacional de balanças, forneceu 14 balanças rodoviárias à empreiteira Andrade Gutierrez, responsável pelas obras do BTP - Brasil Terminal Portuário. Localizado no bairro da Alemoa, em Santos, São Paulo, o Terminal é considerado o mais modernos do Brasil.

Segundo José Eduardo Paes, gerente comercial do segmento industrial da Filizola, este é o maior fornecimento para uma aplicação extremamente importante dentro de um terminal. “Isso comprova a confiança dos nossos clientes nas soluções desenvolvidas pela Filizola”.

As balanças possuem 18mx3m com capacidade para 80 toneladas. Sete foram instaladas na entrada de caminhões e as outras sete na saída. Com isso, o terminal poderá operar com até 600 caminhões por hora, sendo 300 na entrada e o restante na saída. Dessa forma, será mais ágil o recebimento e expedição dos contêineres; evitando os gargalos que ocorrem neste tipo de operação e pondo fim às longas filas que reduzem a eficiência de qualquer terminal que opere desta forma.

Todas as balanças já foram instaladas e estão aptas para início das operações, previstas para o primeiro trimestre de 2013. Paes comenta que a forma construtiva das balanças rodoviárias da Filizola é muito inteligente e única no mercado. “A ponte de pesagem é toda feita em concreto armado que, após a secagem, é elevada para colocação das células de carga, caixa de junção e ligação com o indicador de peso. Após este procedimento, a balança está pronta para uso”.

Por serem constituídas de concreto armado, as balanças são resistentes à corrosão. E sem a necessidade da utilização de vigas metálicas na construção tornando este modelo da Filizola único no mercado. Há modelos que utilizam vigas metálicas na estrutura. Elas estão sujeitas à corrosão, e isso afeta a sua resistência. E se não forem cuidadas com regularidade, podem interferir na exatidão das pesagens. Por isso a empresa optou pela estrutura de concreto, para evitar estes transtornos.

O terminal multiuso da BTP deve elevar a movimentação do porto de Santos em até 30%. Serão 490.000 m² de área total (sendo 230.000 m² operacional), incluindo os quatro berços de atracação e as áreas em aterro, e 1.108 m de cais. Dentro do terminal haverá oito contêineres, 26 transtêineres, sete empilhadeiras para contêineres vazios, 40 terminais tractors e portões de entrada e saída automatizados. A capacidade estática será de 34.600 de TEUs, enquanto que a movimentação anual prevista será de 1,2 milhão de TEUs e 1,4 milhão de toneladas de granéis líquidos.

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2019 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira

 Consulta inválida: