Portal Fator Brasil 
Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

04/12/2012 - 08:25

EDP e MPX iniciam operação comercial de usina no Ceará

Energia Pecém recebeu autorização da Aneel para geração da primeira unidade geradora.

São Paulo- A EDP, empresa do Grupo EDP Energias de Portugal, e a MPX, empresa de energia do Grupo EBX, do empresário Eike Batista, anunciam que a Usina Termelétrica Energia Pecém recebeu a autorização da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) para iniciar a operação comercial de sua primeira unidade geradora, com capacidade instalada de 360 MW, em 1º de dezembro. As empresas são sócias no empreendimento, que representa um investimento de R$ 3 bilhões. Localizada em São Gonçalo do Amarante (CE), a usina tem capacidade total de 720 MW, o que equivale à metade do parque gerador de energia do estado.

“A entrada em operação da Energia Pecém enfatiza a já comprovada capacidade da MPX no desenvolvimento de projetos greenfield e marca a transição da companhia para uma empresa operacional, de grande porte e com destacado papel no setor de energia brasileiro”, ressalta Eduardo Karrer, CEO e Diretor de Relações com Investidores da MPX. “Iremos ainda fornecer energia adicional para suportar o crescimento da economia brasileira, com o início de operação da segunda unidade geradora da Energia Pecém e das usinas termelétricas Itaqui, Pecém II e Parnaíba, fases I e II”, completa. Com a adição dessas plantas, a capacidade comercial da MPX atingirá 1.920 MW em 2014 – considerando a capacidade proporcionalmente à participação da empresa em cada empreendimento.

“Sempre buscamos oportunidades para crescer e continuar com nosso plano de ampliar o portifólio em geração de energia. Energia Pecém é resultado disso, já que com a entrada em operação da primeira unidade geradora da Usina, a EDP no Brasil alcança a marca de 2.012 MW de capacidade instalada”, afirma Luiz Otávio Henriques, vice-presidente de Geração e Comercialização de Energia da EDP no Brasil.

Receita fixa-A primeira unidade geradora da Energia Pecém começou a fornecer energia ao Sistema Interligado Nacional (SIN) em 15 de outubro, em caráter de testes, sendo remunerada pelo Preço de Liquidação de Diferenças (PLD) sobre a energia efetivamente gerada neste período. Com a aprovação da Declaração de Operação Comercial para a primeira turbina, o empreendimento passa a ser remunerado segundo os termos do Contrato de Comercialização de Energia no Ambiente Regulado (CCEAR) assegurado no leilão de energia A-5 de 2007. O contrato garante uma receita anual mínima de R$ 567,2 milhões, indexada ao IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo – IBGE) e, adicionalmente, uma receita variável destinada a cobrir os custos ??(combustível, operação e manutenção) incorridos quando a planta for despachada pelo Operador Nacional do Sistema (ONS).

Segurança energética e competitividade-Em sua capacidade plena, a UTE Energia Pecém acrescenta ao sistema elétrico 720 MW – que equivale a mais de 50% do parque gerador do Ceará, de 1.396 MW, de acordo com o Anuário 2011 da Empresa de Pesquisa Energética (EPE) – contribuindo para o reforço da segurança energética no país com a geração térmica de base. A segunda unidade geradora de Energia Pecém está em fase avançada de comissionamento.

A Energia Pecém se posiciona ainda como a terceira usina térmica mais barata do subsistema Nordeste, com custo variável unitário (CVU) de R$ 104,62, segundo o ONS. A competitividade da usina se reflete também na comparação com toda a relação de térmicas do Sistema Interligado Nacional, cujo custo médio é de R$ 406,33, quase quatro vezes maior.

Geração de empregos e investimento socioambiental-Durante a construção da usina, foram gerados 20 mil empregos diretos em diversas áreas, como construção civil, montagem eletromecânica, soldagem e mecânica industrial. Para estimular o aproveitamento de mão de obra local, ao longo da construção a Energia Pecém proporcionou em torno de 400 vagas em cursos de capacitação profissional.

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2020 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira

 Consulta inválida: