Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

01/11/2012 - 08:19

Alunos cariocas que participaram do “PUC por um semestre” conquistam oito medalhas na Olimpíada Brasileira de Química

Programa de aulas exclusivo e gratuito da PUC-Rio dobrou o número de medalhas do RJ entre alunos do 2º ano do Ensino Médio.

Oito medalhas e sete menções honrosas. Com este resultado, 15 dos 23 estudantes do 2º ano do ensino médio, preparados pelo projeto PUC por um semestre para a Olimpíada Brasileira de Química (OBQ), colocaram os cariocas em um novo patamar de competitividade na mais importante prova do país, ficando em segundo lugar no total de medalhas, perdendo apenas para o Ceará, tradicional estado campeão na competição. Os números confirmam o dobro de medalhas conquistadas em 2011 e indicam que os cinco meses de aulas fizeram toda a diferença para este resultado inédito.

De março a julho deste ano, professores do Departamento de Química do Centro Técnico Científico da PUC-Rio (CTC/PUC-Rio), do Colégio Pedro II e do IFRJ (Instituto Federal do Rio de Janeiro) prepararam gratuitamente para a competição os melhores colocados na Olimpíada de Química do Rio de Janeiro (OQRJ) de 2011. Foram oferecidas aulas teóricas, palestras e aulas práticas nos laboratórios do Departamento de Química da PUC-Rio, reunindo alunos do ensino médio dos colégios IFRJ, Pedro II, São Bento e Cruzeiro.

Entre os cinco medalhistas de prata, Paulo Rogério Postigo, 16 anos, do 2º ano do Colégio Pedro II do Engenho Novo, foi um dos mais entusiasmados, pois participou do projeto nos dois semestres de 2012 e se tornou monitor ao final das aulas. “O curso vai muito além do que um livro pode oferecer. Aqui a gente vê todas as áreas da química dadas na faculdade e foi isso fez com que eu fosse tão bem na prova. Defendo, inclusive, que o PUC por um semestre vire PUC por um ano”, revela Paulo.

Matheus Matsukawa, 16 anos, aluno do 2º ano do Colégio Pedro II de Niterói, foi um dos três cariocas que conquistaram uma medalha de bronze. Com notas sempre acima de 9,0 nas provas de Química, Matheus é um craque: “Estou muito feliz com o resultado. Se não fosse pelo PUC por um semestre, onde aprendi coisas diferentes do que via na escola, não teria conseguido este resultado”.

“Me surpreendi, foi a prova mais difícil que já fiz na vida. O PUC por um semestre me ajudou muito a ver matérias novas e a rever coisas que acabaram caindo, foi super importante”, revela João Victor Moraes, 17 anos, alunos do 2º ano do IFRJ (Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro), Menção Honrosa na OBQ e ouro na OQRJ em 2011.

O Prof. André Pimentel, coordenador do PUC por um Semestre, professor e coordenador de graduação do Departamento de Química do CTC/PUC-Rio, já esperava o sucesso dos alunos: “O que diferenciou a turma deste semestre foi a competitividade dos estudantes. Logo no primeiro dia de aula, alguns já mostravam o desejo de colocar o Rio de Janeiro nas primeiras colocações da Olimpíada Brasileira de Química.” Os oito cariocas medalhistas participarão a partir de janeiro de 2013 da segunda etapa da OBQ, que vai selecionar os estudantes que representarão o Brasil na Olimpíada Internacional de Química e na Olimpíada Ibero-americana de Química, previstas para os meses de julho e setembro de 2013, respectivamente.

.Relação dos alunos cariocas da Modalidade A (alunos do 2º ano do Ensino Médio) vencedores da OBQ: P r a t a: .Arthur Duarte de Marins Costa |.Douglas Igor Santos de Oliveira |.Nathan de Souza Mateus |. Paulo Rogério Moritz Postigo |. Pedro Henrique Fonseca Duque.

B r o n z e: Luis Guilherme Gomes Aguiar |Matheus Souza Matsukawa | Thiago Silva Viana.

M e n ç ã o H o n r o s a: Alexandre Marchesini dos Santos Lemos | Everton de Araújo Franco|Gabriel Fernandes de Andrade | Giovani Florencio Scarpelli Junior | João Victor de Moraes Silva| Thaisa Gabriele da Silva Belan| Thiago Henrique Brasileiro Pedrosa.

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2021 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira