Portal Fator Brasil 
Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

18/09/2012 - 06:52

Sindicondomínio está otimista quanto à redução do valor da conta de luz para os condôminos

Pacote anunciado pelo governo federal prevê redução entre 16,2% e 28% nas tarifas de energia elétrica.

Brasília – O presidente do Sindicondomínio/DF, José Geraldo Dias Pimentel, vê com otimismo a redução da carga tributaria de energia elétrica, a partir de janeiro de 2013, anunciada pelo governo federal. “A redução das tarifas de energia elétrica vai interferir diretamente na vida da população. Os síndicos e as administradoras de condomínio, ao fazerem as planilhas orçamentárias para o próximo ano, irão subtrair dos cálculos, no item energia elétrica, nada menos que o percentual de 16%, o que vai baratear os valores das taxas pagas pelos condôminos”, acredita Pimentel.

A redução dos custos de energia elétrica poderá cair mais ainda para os condôminos, “pois estamos orientando os síndicos no sentido de procurarem utilizar tecnologias de ponta, que ampliem ainda mais redução do consumo de energia”, ressalta Pimentel.

Além disso, a redução na tarifa de energia elétrica anunciada terça-feira 4 pelo governo federal poderá ser ainda maior do que os percentuais entre 16,2% e 28%. Conforme a presidente Dilma Rousseff, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) concluirá em março um estudo detalhado sobre cada empresa do setor, quando só então os cortes serão definidos.

A redução de custos anunciada pelo governo no setor de energia elétrica deverá ser de 16,2% para os consumidores residenciais e entre 19,7% e 28% para os consumidores industriais. “O Sindicondomínio vê a atitude do governo federal com a esperança de que o país possa finalmente investir na infraestrutura e aquecer o mercado de trabalho, além de baixar o preço da energia elétrica pago pela população em geral”, comenta José Geraldo Pimentel.

O Sindicondomínio/DF – Fundado em 1995, o Sindicondomínio/DF representa condomínios comerciais e residenciais, de casas e apartamentos, no relacionamento com governos, Câmara Legislativa do Distrito Federal e Congresso Nacional. Atua também com foco no meio ambiente, relações sociais dentro dos condomínios, surgimento de novas categorias de condomínios e a necessidade de se ter mão de obra qualificada para gerir condomínios, razão pela qual se empenhou pela criação do Curso Superior de Tecnologia em Gestão de Condomínio, no Centro Universitário do Distrito Federal (UDF), do qual surgiu a figura do gestor condominial, com foco no meio ambiente; na sociabilização do condomínio; manutenção predial; valorização do imóvel; e taxa justa para os condôminos, entre outras questões que envolvem o setor.

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2020 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira

 Consulta inválida: