Portal Fator Brasil 
Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

28/08/2012 - 08:07

EU Montage eleva participação em projetos de energia eólica no Brasil a partir de sede em Fortaleza

A empresa dinamarquesa, há cinco anos no país, detém hoje projetos consolidados no Ceará e em andamento no, Rio Grande do Norte, Bahia e Rio Grande do Sul

Há 20 anos no mercado, a EU Montage South América (EUM), empresa Dinamarquesa com sede em Fredericia, atua em todo a Europa, China, Japão, Coreia do Sul ,Paquistão, Nicarágua, África do Sul, Burkina Faso, México e Estados Unidos e escolheu Fortaleza como sede para administração do atendimento à América do Sul.

Com quase cinco anos de atuação no Brasil, a empresa foi pioneira no mercado de energia eólica do país e responde por um portfólio de cerca de 50 projetos, a maioria na região Nordeste, que desponta como um dos maiores pólos de produção de energia eólica da América Latina.

A empresa já desenvolveu trabalhos em Canoa Quebrada, Lagoa do Mato, Foz de Rio Choro, Icaraizinho, Camocim, Taiba, Paracuru, Aracati, Gravatá, Santa Maria, Xavante, Gargau, Alegria e Mangue Seco. Atualmente, possui projetos em andamento no Rio Grande do Norte, na Bahia e no Rio Grande do Sul .

A empresa atua mundialmente com a oferta de serviços voltados à indústria eólica e conta com equipe especializada de colaboradores, capacitados pela empresa na instalação, supervisão, operação, manutenção e comissionamento em projetos de energia eólica onshore e offshore.

A EUM, que possui certificado ISO 9001, oferece constantemente aos seus colaboradores treinamento e contato com os mais novos e modernos padrões de qualidade. Com isso, a empresa fortalece seu diferencial competitivo pelo fator humano, garantindo, além de preparação técnica, toda a infra-strutura necessária para uma boa execução de atividades aos profissionais que fazem parte da companhia.

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2020 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira

 Consulta inválida: