Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

22/08/2012 - 11:35

Lideranças do setor de combustíveis abrem a Expopostos & Conveniência 2012


Solenidade contou com a presença do Secretário Estadual de Desenvolvimento Econômico, Energia, Indústria e Serviços, Júlio Bueno, o diretor da ANP, Alan Kardec, e os presidentes da Abieps, Volnei Pereira, da Fecombustíveis, Paulo Miranda, e do Sindicom, Alisio Vaz, e da jornalista Míriam Leitão.

Dia 21 de agosto (terça-feira), teve início no no Riocentro, a ExpoPostos & Conveniência 2012 – Feira e Fórum Internacional de Postos de serviços, equipamentos, lojas de conveniência e food service. Neste ano, o evento comemora 10 anos, além de 25 anos do mercado de Conveniência e 100 anos de revenda de combustíveis. A feira é realizada pela ABIEPS, Fecombustíveis e Sindicom e conta com a organização da Fagga I GL exhibitions.

A solenidade de abertura teve início com um pronunciamento do presidente do Sindicato Nacional das Distribuidoras de Combustíveis e de Lubrificantes (Sindicom), Alisio Vaz. O executivo chamou a atenção para o período de grandes desafios que o crescimento do mercado está impondo aos agentes do setor. Para fazer frente a este cenário, tanto a revenda como as distribuidoras estão redobrando esforços para coibir fraudes, sonegação, garantir o pleno abastecimento e a concorrência saudável no mercado.

“A demanda por gasolina cresceu mais de 57% nos últimos três anos. Este ano, já estamos crescendo 13% em relação a 2011, são taxas maiores do que as da China. O Diesel também registrou um crescimento substancial no mesmo período, algo em torno de 27%. Neste contexto, o S-50 já é uma realidade na revenda nacional, com 2.800 postos dispondo do produto, que possui 5% de biodiesel em sua constituição”, ressaltou Vaz.

Em seguida, o presidente da Fecombustíveis, Paulo Miranda Soares, também destacou o crescimento do setor, alertando para as questões relativas ao etanol, como sonegação. De acordo com ele, há dados das secretarias de fazenda de diversos estados brasileiros que revelam que 30% do etanol comercializado no último ano tinha algum tipo de sonegação. “Todo o setor precisa se engajar no combate a esta prática, pois, mesmo em um mercado pujante, todos sofrem com a sonegação, inclusive os governos”, alertou o presidente. Paulo Miranda chamou a atenção, ainda, para os desafios que a implantação do diesel S-10 trará ao mercado, em 2013.

O setor de equipamentos também apresenta perspectivas de crescimento. Só no primeiro semestre de 2012, o avanço do setor de equipamentos foi de 3%. De janeiro a julho, o segmento fechou com faturamento de R$ 1.442 bilhão, recolheu R$ 243.080 milhões em impostos e registra 515 empresas. Em 2011, o faturamento foi de R$ 1,4 bilhão, o valor pago em impostos foi de R$ 236 milhões e 515 empresas cadastradas. O presidente da ABIEPS, Volnei Pereira, que responde por este segmento ressaltou em seu discurso que as empresas vêm se esforçando para oferecer ao mercado soluções em resposta às novas tecnologias que estão entrando no mercado brasileiro de combustíveis. Estas soluções têm como objetivo tornar as atividades do setor mais sustentáveis, como o uso do diesel S-50 com o Agente Redutor Líquido Automotivo, o Arla 32, que, juntos, diminuem a emissão de gases que causam o efeito estufa. “Todos nós em maior ou menor grau estamos envolvidos neste processo, somos elos de uma cadeia responsável por grande parte da matriz energética brasileira.”

O diretor da Agência Nacional de Petróleo (ANP), Allan Kardec, destacou a importância das discussões no mercado de combustíveis e disse que nos últimos quatro anos a Agência tem buscado trabalhar em parceria com todas as partes do mercado de combustíveis. “Existe uma agenda de mudanças no mercado e estamos nos adequando”, afirmou. Kardec falou também que a grande variedade de combustíveis existente no Brasil deve dar o direito de escolha ao consumidor sobre qual combustível quer usar.

Fechando a solenidade de abertura, o secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Energia, Indústria e Serviços, Júlio Bueno, anunciou que na próxima semana o governador Sérgio Cabral vai assinar um decreto para reduzir os tributos do etanol no Rio de Janeiro. “Queremos aumentar o competitividade do etanol em relação aos outros combustíveis”, declarou. Bueno disse ainda que o Governo pretende que o etanol seja commoditie internacional.

Após a solenidade de abertura, a jornalista Miriam Leitão abriu o Fórum de debates com o tema “A conjuntura Econômica do Brasil e Perspectivas” . Miriam traçou um panorama econômico nacional e global e destacou que o desafio do mercado de combustíveis é conviver com a instabilidade econômica atual, gerada por um mundo em transição. “O mundo muda muito, o Brasil muda muito e é em um ambiente de surpresas que vocês têm que fechar negócios”, observou a jornalista.

Para Miriam, o Brasil entrou com convicção e força no século XXI, mas é preciso proteger o patrimônio nacional. Ela falou sobre o potencial do país em produção energética e destacou alguns pontos de atenção para os empresários do setor: as mudanças tecnológicas definirão o mercado do futuro, a redução da pegada ambiental deve estar na agenda de negócios, é preciso conhecer o novo quadro social do Brasil, a instabilidade econômica global será prolongada. “Tudo o que parece muito estável, pode mudar”, comentou.

A ExpoPostos recebeu mais de mil expositores e 140 mil visitantes nos últimas nove edições. Em 2012, a previsão é receber 170 expositores e 15 mil visitantes nos três dias de feira, que terá, ainda, uma área de 14.500 m² (4 mil a mais do que no ano passado) e uma área exclusiva para exposição de fornecedores de lojas de conveniência e food service. A feira é realizada pela ABIEPS, Fecombustíveis e Sindicom e conta com a organização da Fagga I GL exhibitions.

Fórum -Paralelo a ExpoPostos & Conveniências 2012, acontecerá também o Fórum Internacional de Postos de Serviços, Equipamentos, Lojas de Conveniência e Food Service, que debaterá as tendências do mercado e as oportunidades de negócios na visão dos stakeholders do setor.

Fagga ? GL exhibitions: solidez e experiência no mercado nacional -Com quase meio século de experiência no setor de promoção e organização de feiras, conferências internacionais e eventos corporativos, a Fagga ? GL exhibitions segue o modelo de negócios da francesa GL events, uma das maiores empresas do mundo no setor.

A Fagga - pioneira no mercado de feiras de negócios no Rio de Janeiro - se tornou subsidiária do Grupo GL events em 2006, mas sua experiência no mercado nacional vem desde 1964 e ultrapassa a marca de 3 mil eventos realizados no Brasil e 250 no exterior.

Com escritórios no Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais e Salvador, a Fagga ? GL exhibitions é responsável pela realização de mais de 20 feiras anuais no Brasil. O grupo tem consolidado posições de destaque em muitos destinos do Brasil, especialmente os de apelo regional, como Minas Gerais, Bahia, Distrito Federal, Manaus e Paraná.

Entre os segmentos e produtos de maior destaque estão: o setor de moda e beleza, com a realização das principais feiras do segmento, entre elas a Première Brasil, realizada em São Paulo, edição latino-americana da francesa Première Vision, maior evento mundial do mercado têxtil; o setor de construção, saneamento e infraestrutura, com as três feiras Construir (Rio, Minas e Bahia), Fitabes e Rio Infraestrutura e Máquinas; o setor cultural, com amplo destaque para quatro Bienais do Livro: a da Bahia, Minas, Manaus e do Rio de Janeiro. A Bienal do Rio é o maior evento literário do País, que chegou à cidade em 1983, promovida e organizada pela Fagga.

Na área esportiva, promove a Footecon; além de outras feiras como a Interseg, de Segurança Pública; a Rio Franchising, de franquias; e a Brasil Brau, feira internacional de tecnologia em cerveja.

.[ExpoPostos & Conveniência 2012, dias 21, 22 e 23 de agosto (terça,quarta e quinta-feira),no Riocentro (Pavilhão 4), Av. Salvador Allende, 6555, Barra da Tijuca. Inscrições: www.expopostos.com.br | Dia 22 -Fórum, de 9h às 11h, e de 11h às 13h.Visitação, de 13h às 21h. |Dia 23 -Fórum, de 9h às 11h, e de 11h às 13h, com visitação, de 13h às 21h].

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2021 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira