Portal Fator Brasil 
Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

01/08/2012 - 10:06

Neoenergia lucra R$ 668,5 milhões no primeiro semestre de 2012

A Neoenergia, controladora das distribuidoras de energia elétrica COELBA, CELPE e COSERN, de geradoras hidrelétricas e térmicas, de transmissoras e da comercializadora NC Energia, lucrou R$ 668,5 milhões no primeiro semestre de 2012, 15,9% inferior ao lucro líquido do mesmo semestre do ano anterior de R$ 795,6 milhões. O lucro líquido apurado no segundo trimestre de 2012 foi de R$ 278,8 milhões, 35,9% inferior ao resultado do mesmo período do ano anterior, quando registrou R$ 435,3 milhões.

Em 2012, o fornecimento consolidado de energia elétrica das distribuidoras totalizou 14.699 GWh, representando um aumento de 1,76% em relação ao mesmo período do ano anterior quando atingiu 14.444 GWh. O número consolidado de consumidores das três distribuidoras cresceu 2,38% em relação ao mesmo período do ano anterior, o que significou um incremento de 221 mil novos clientes, totalizando 9,502 milhões de clientes. O acréscimo no número de clientes da classe Rural está fomentado pela implantação do Programa Luz para Todos, que já somou um total de 683 mil novas ligações desde 2004.

A receita operacional bruta do primeiro semestre de 2012 somou R$ 7.717 milhões, 18,5% superior à apurada no exercício anterior que foi de R$ 6.513 milhões. A receita operacional líquida em 2012 somou R$ 5.398,8 milhões, sendo 20,2% maior que os R$ 4.489,7 milhões de 2011.

O Ebitda/LAJIDA (Lucro antes dos juros, impostos, depreciação e amortização) da companhia em 2012 foi de R$ 1.353,4 milhões, 5,5% inferior em relação ao ano anterior, que foi de R$ 1.431,9 milhões.

Os principais fatores que impactaram o resultado da Neoenergia no primeiro semestre de 2012 da em relação a 2011 são oriundos, nas distribuidoras, principalmente do aumento da tarifa, do aumento do mercado, descontado do incremento da provisão de créditos de liquidação duvidosa. As mudanças nas regras comerciais estabelecidas pela Resolução Normativa ANEEL nº 414/10, que implicaram em restrição nas ações de cobrança contribuíram para o aumento da inadimplência dos consumidores residenciais e rurais.Também tiveram influência relevante os novos critérios fixados pela Lei nº 12.212/10 para aplicação da tarifa social, que determinou que os consumidores passem a estar inscritos no Cadastro Único do Governo Federal para ter acesso a essa tarifa subsidiada. Neste período o Grupo Neoenergia recadastrou 725 mil consumidores, dos quase 2 milhões descadastrados do incentivo desde dezembro de 2011. Esta ação reflete o empenho do Grupo na recuperação dos créditos, percebido na melhoria do índice de arrecadação, que atingiu 100,6% até junho de 2012, frente ao índice de 98,1% apurado no ano de 2011.

Os investimentos no primeiro semestre de 2012 atingiram o valor total de R$ 1.475,1 milhões, sendo R$ 850,3 milhões em distribuição e R$ 624,8 milhões em Geração. Os principais investimentos em Geração foram realizados nos empreendimentos de geração eólica, Teles Pires e Norte Energia.

O lucro líquido apurado no primeiro semestre de 2012 pelas geradoras foi de R$ 177 milhões, e o EBITDA/LAJIDA (Lucro antes dos juros, impostos, depreciação e amortização) foi de R$ 336,4 milhões.

São 22 Unidades Geradoras em operação e 13 Unidades em construção, que correspondem a um total de 1.556 MW e 2.494 MW de Capacidade Instalada, respectivamente.

A Neoenergia encerrou o período com R$ 7,37 bilhões em dívidas, e com o total de disponibilidades de R$ 4,89 bilhões, o que garante solidez confortável para fazer frente aos investimentos em geração e distribuição.

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2020 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira

 Consulta inválida: