Portal Fator Brasil 
Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

12/06/2012 - 11:38

Brasil domina o QS University Rankings: América Latina 2012

As universidades brasileiras confirmam seu domínio na segunda edição do QS University Rankings: Latin America publicado no dia 11 de junho (segunda-feira). A Universidade de São Paulo (USP) lidera a lista, seguida pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) que aparece em terceiro lugar.

.QS University Rankings: Latin America 2012 - Top 10:

Com 65 universidades entre as melhores, as instituições brasileiras representam um impressionante 26% do total de universidades ranqueadas entre os 19 países da região.

Top 10 Universidades do Brasil:

O forte posicionamento do Brasil no QS rankings pode ser atribuído a um esforço nacional em aumentar o acesso ao Ensino Superior – com o número de matrículas triplicado na última década - e com políticas objetivando aumentar a qualidade e quantidade de pesquisas acadêmicas.

Um estudo da US National Science Foundation aponta que o Brasil também triplicou sua produção de trabalho científico entre os anos de 1993 e 2003, número que só vem aumentando desde então. Em 2008 o Brasil gastou $22 bilhões em pesquisa, enquanto México, Argentina e Chile gastaram $5.8 bilhões, $2.7 bilhões e $1.2 bilhões respectivamente. A UNESCO coloca o Brasil entre os 15 melhores países do mundo em performance de pesquisa e de desenvolvimento.

“ O QS rankings mostra a extensão em que o Brasil tem priorizado a pesquisa”, afirma Danny Byrne, editor do TopUniversities.com “O Brasil tem nove universidades, entre as dez latinas com mais trabalhos acadêmicos por docentes, e tem nove do total de dez com maiores proporções de docentes com PhD.”

Os resultados reforçam o números publicados pela OECD (Organisation for Economic Co-operation and Development) em setembro de 2011, que mostraram que a proporção do PIB investido em educação cresceu mais no Brasil do que em qualquer outra nação do OECD de 2000-2008.

“ Um Ensino Superior de nível mundial é fundamental para manter o desenvolvimento e atingir as ambições econômicas brasileiras ”, pontua Ben Sowter, chefe de pesquisa da QS intelligence Unit. “No QS World University Rankings do ano passado vimos três universidades brasileiras entre as top 400. O que indica que há um crescimento do reconhecimento mundial, enquanto este ranking nos mostra uma indiscutível liderança regional”.

“A decisão do governo brasileiro de criar quarto novas universidades públicas até o ano de 2014 e mais 250,000 vagas para estudantes – em um país onde mais de 75% dos universitários estão em universidades privadas – demonstra o compromentimento em expandir o acesso a universidade e investir no futuro” comenta Byrne. “Iniciativas com o objetivo de promover a mobilidade internacional também demonstram um aumento na percepção de que capital em recursos humanos e em pesquisa são a solução para a competitividade global”. O rankings é compilado pelos especialistas em pesquisa por trás do QS World University Rankings®, que utilizando um nova metodologia baseada em sete indicadores.

Número de universidades no top 250 por país: Brasil (65), México (46), Colômbia (34), Chile (30), Argentina (26), Peru (10), Equador (6), Venezuela (6), Cuba (5), Uruguai (4), Costa Rica (3), Paraguai (3), República Domenicana ( 3) Bolívia (2) El Salvador ( 2) Panamá (2) Guatemala (1) Nicarágua (1), Porto Rico (1).

QS Quacquarelli Symonds -Criada em 1990, a QS é a provedora líder de informação e de pesquisa para o Ensino Superior e Escolas de Negócios. Produtora de pesquisas inovadoras, do QS World University Rankings®, e de diversos eventos, a QS oferece sempre as melhores soluções para garantir às universidades novos caminhos de contato com os estudantes mais brilhantes do mundo. [ *© QS Quacquarelli Symonds 2011-2012 [ www.topuniversities.com].

QS World University Rankings® -O QS World University Rankings ® é produzido anualmente, com as 600 Top universidades do mundo, e é indiscutivelmente, o ranking mais divulgado e respeitado de sua categoria. Compilado pelo QS Intelligence Unit em conjunto com seu conselho de líderes acadêmicos mundiais, o QS World University Rankings ® é extensamente utilizado como referência por atuais e futuros universitários, profissionais acadêmicos e governos de todo o mundo. Os rankings são sustentados por quatro pilares; pesquisa, ensino, empregabilidade e internacionalização, e tem como finalidade reconhecer universidades como instituições diversificadas, oferecendo uma comparação do sucesso global e o ideal de permanencer ou se tornar uma instituição com um nível de qualidadade mundialmente reconhecido.

Ben Sowter é o chefe de pesquisa da QS Intelligence Unit, formado em Ciência da Computação pela Universidade de Nottingham, onde foi premiado com o Union Prize, por sua extraordinária contribuição à união estudantil e nomeado presidente do Nottingham University Debating Society. Ben é responsável pelo gerenciamento operacional de todos os principais projetos de pesquisa da QS, e desde seu início em 2004, está ativamente envolvido em todo o processo de pesquisa do QS World University Rankings®, da coleta à tabulação dos dados. Ben é também, um frequente colaborador da imprensa, e sua opinião em educação global é regularmente dividida com as mais importantes publicações mundiais.

Scopus Database from Elsevier -Os QS Rankings utilizam a base de dados de citações Scopus, que é a maior base de dados de artigos científicos e citações. Seu banco de dados contém referências com mais de 18,000 títulos de mais de 5,000 editores internacionais, assegurando assim, uma vasta cobertura interdisciplinar. O Scopus oferece uma base de dados para análise bibliométrica extremamente confiável, utilizado por diversas outras organizações incluindo: o OECD, Australian Research Council, iFQ (Institut für Forschungsinformation und Qualitätssicherung) e ISTEP (National Institute of Science and Technology Policy of Japan).

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2019 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira

 Consulta inválida: