Portal Fator Brasil 
Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

19/04/2012 - 09:43

CPFL Energia deve investir R$8,3 bi de 2012 a 2016

Rio de Janeiro- A CPFL Energia pretende investir 8,3 bilhões de reais entre 2012 e 2016, informou o vice-presidente financeiro e de Relações com Investidores da companhia, Lourival Luz. Em 2012, os investimentos deverão ser da ordem de 2,94 bilhões de reais.

O segmento de distribuição de energia será responsável pelo investimento de 4,983 bilhões no período, numa média de 1 bilhão de reais por ano, segundo Luz. "Parte dos recursos é para um projeto grande de modernização da rede", disse o executivo em reunião com analistas e investidores nesta quarta-feira.

No segmento de geração serão investidos 3,1 bilhões de reais no mesmo intervalo, com grande parte dos recursos aplicados neste e no próximo ano.

Já o segmento de comercialização e serviços receberá 230 milhões de reais entre 2012 e 2016.

O executivo acrescentou que em 2012 entrarão em operação comercial 283 megawatts (MW). Outros 348 MW entram em 2013 e 254 MW em 2014.

Em 2012, duas usinas à biomassa estão previstas para iniciar atividades no segundo semestre, somando 95 MW, e um parque eólico de 188 MW entrará no terceiro trimestre.

Cinco usinas começam a operar em 2013 -uma pequena central hidrelétrica (PCH), duas térmicas à biomassa e duas eólicas.

Já em 2014, dois parques eólicos que negociaram energia no mercado livre em contratos de cerca de 20 anos devem entrar em operação.

"Temos usinas contratadas tanto no mercado regulado quanto no mercado livre", completou Luz.

Concessões e aquisições -Apenas 1 por cento do parque gerador atual de 2,8 mil MW da CPFL tem concessões que vencem em 2015, segundo Luz.

Na distribuição, cinco empresas têm contratos de concessão com vencimento em 2015. São elas: Jaguari, Mococa, Santa Cruz, Leste Paulista e Sul Paulista.

Essas distribuidoras representaram 6 por cento do Ebitda (lucro antes de juros, impostos, amortizações e depreciações) do segmento de distribuição da CPFL em 2011. Já o segmento de distribuição como um todo representa 62 por cento do Ebitda do grupo.

Questionado sobre uma possível aquisição de empresas do Grupo Rede Energia, o executivo disse que a CPFL "tem ou pode ter interesse em empresas que fazem sentido pela oportunidade", como as companhias próximas da área de concessão das distribuidoras da CPFL.

O Grupo Rede Energia tem as distribuidoras Bragantina, Vale Paranapanena, Nacional e Caiuá atuando no Estado de São Paulo.

O executivo disse que a CPFL está sempre de olho em possíveis aquisições de outras empresas. "As análises estão dentro de um plano estratégico e as negociações esquentam ou esfriam de acordo com as partes vendedoras."

Ele acrescentou que as distribuidoras da CPFL não estão sobrecontratadas além do limite de 103 por cento da demanda, até o qual o custo pode ser repassado à tarifa dos consumidores.|Fabio Couto/Reuteers.

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2020 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira

 Consulta inválida: