Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

11/02/2012 - 08:40

Nissan Frontier 2013: ainda mais forte e mais econômica


Novo motor turbodiesel 2.5 ganha mesma tecnologia de ponta empregada na Europa para melhorar desempenho, consumo e emissões.

São José dos Pinhais – A Nissan Frontier, picape mais forte da categoria, está ainda mais forte na linha 2013, disponível nas concessionárias da marca em todo o país. E também mais econômica e emitindo menos poluentes. A Nissan buscou a tecnologia de ponta utilizada pela marca no continente europeu para atualizar o motor turbodiesel 2.5 16V e, assim, atender às novas exigências brasileiras de emissões. Os preços do novo ano-modelo começam em R$ 90.990.

Esta terceira geração do motor YDK 2.5 turbodiesel tem potência até 32% maior e o torque cresceu até 26%. A estratégia da Nissan foi oferecer um propulsor com muito mais força e potência para todas as versões 4x4. As opções XE 4x4 e SE Attack 4x4, por exemplo, passaram de 144 cavalos a 4 mil rpm para 190 cv a 3.600 rpm, enquanto a LE 4x4 e a LE Attack 4x4, com 172 cv a 6 mil rpm, também foram para 190 cv. As outras versões da linha, que desenvolviam 144 cv a 4 mil rpm (XE 4x2 e SE 4x2), pularam para 163 cv a 3.600 rpm.

O torque aumentou na XE 4x4 e na SE Attack 4x4 de 36,3 kgfm a 2 mil rpm para 45,8 kgfm a 2 mil rpm, mesma força das versões LE 4x4 e LE Attack 4x4 - 26% a mais. Na XE 4x2 e na SE 4x2, o novo motor passa a entregar 41,09 kgfm a 2 mil rpm, 13% a mais. Ou seja: a picape mais forte do segmento ficou ainda mais forte e potente.

Mesmo com a performance melhorada, a Nissan Frontier ficou mais econômica. Em comparação com o motor anterior, a economia de combustível é de até 10%, resultado direto da tecnologia empregada na construção do novo propulsor. As inovações também reduziram as emissões, fazendo com que a picape da Nissan seja a primeira do segmento a atender às normas do PROCONVE L6 no Brasil.

Mas não foi apenas o motor que mudou. A Nissan Frontier 2013 passa a oferecer airbag e freios ABS com distribuição eletrônica de frenagem (EBD) para todas as versões como item de série. Assim, a opção de entrada da linha, a XE, conta também com os dois equipamentos, tanto com tração traseira como tração 4x4.

As novidades da linha 2013 confirmam o investimento que a Nissan vem fazendo na picape. Em 2011, ela ganhou novos itens de série e o retorno da série especial Attack, que voltou como versão de acabamento. “Visamos sempre oferecer o melhor custo-benefício. Os incrementos do ano passado nos ajudaram a elevar as vendas em 59%. Isso mostra que estamos oferecendo cada vez mais o que nossos clientes desejam”, afirma Tiago Castro, Gerente de Marketing e Produto. “E garanto que não vamos parar aqui, pois vamos nos manter fiéis aos objetivos de entregar sempre mais e de nos posicionar como um dos melhores produtos do segmento”.

Tecnologia de ponta-Para reduzir os níveis de emissões de gases produzidos pelo motor da picape Frontier, a Nissan do Brasil buscou o que a marca tem de melhor no mundo. Desta forma, trouxe para o País o que é oferecido atualmente aos consumidores europeus de veículos comerciais leves, mercado com um dos maiores níveis de exigência na redução de emissões por parte dos automóveis. Assim, o novo motor 2.5 turbodiesel atinge índices 26% menores, em média, em relação à geração anterior (YDK2).

Entre as modificações estão a troca de componentes para reduzir a fricção das partes móveis da unidade principal do motor e também no cabeçote, que recebeu uma nova geração do sistema de injeção eletrônica de combustível de alta pressão. A Frontier passa a contar com o filtro de partículas de diesel (DPF, em inglês), que está diretamente relacionado ao controle de emissões do veículo. O sistema de tratamento de gases do escapamento também foi incrementado e a parte estrutural passou por aprimoramentos para acomodar o novo propulsor.

Estas modificações não contribuíram apenas para a redução na emissão de gases poluentes, mas também trouxeram outros benefícios, como aumentos da potência e do torque. Além de ficar ainda mais valente para enfrentar terrenos acidentados e fora de estrada, habilidade que ajudou a torná-la uma referência em seu segmento, a Nissan Frontier 2013 oferecerá mais conforto no dia a dia.

O condutor do Nissan Frontier 2013 notará que o aumento do torque facilita muito o rodar, principalmente nas cidades. Com mais torque pleno em rotações baixas (2 mil rpm), a picape produzida no Paraná oferece menos trocas e reduções de marchas. Esse detalhe faz muita diferença para o motorista, que não precisará, por exemplo, reduzir a velocidade da caixa de câmbio ao passar em uma lombada. Em alguns casos é possível fazer isso com a quinta marcha engatada. E o menor uso do câmbio significa maior eficiência no consumo de combustível: o novo motor é até 10% mais econômico na estrada e até 9% na cidade.

Na comparação com o YDK da segunda geração, o novo motor 2.5 16V é superior em aceleração e na recuperação de velocidade. A aceleração está mais forte desde a imobilidade e nas ultrapassagens e houve melhora na capacidade de manter a velocidade em trechos íngremes. O YDK3 também ficou suave para os ocupantes enfrentarem o anda e para do tráfego por conta do bom casamento as transmissões manual e automática.

Qualidades reconhecidas-A Nissan Frontier 2013 não é uma das melhores opções do segmento apenas pelas modificações do motor e por seu custo-benefício. A picape também mantém qualidades que a tornaram referência como o sistema de tração Shift-on-the-Fly para as situações de off road. Com ele, a tração 4x4 pode ser facilmente acionada por meio de um botão no painel, com o carro em movimento a até 80 km/h. Este acionamento eletrônico está disponível em três modos: 4x2, 4x4 e 4x4 com reduzida, sendo o último o mais indicado para superar terrenos excessivamente irregulares, arenosos ou lamacentos.

As medidas off road mostram que a Nissan Frontier é uma picape de verdade, criada para encarar qualquer desafio. O ângulo de ataque é de 32º, enquanto o de saída é de 24º. A capacidade máxima de subida de rampa é de 39º e a altura livre do solo é de 220 mm, oferecendo uma condução segura e sem sustos nos pisos off road. As versões Attack contam de série de pneus de uso misto, que não alteram o conforto para os passageiros nem aumentam os ruídos e ampliam ainda mais a capacidade do fora de estrada da Frontier.

Apesar de ter no seu DNA a capacidade para enfrentar qualquer tipo de terreno acidentado, a Nissan Frontier não dispensa o conforto para os passageiros. Com 5.230 mm de comprimento, sua distância entre-eixos é a maior do segmento de picapes médias: 3.200 mm. Desta forma, o espaço interno é excelente. Além disso, o banco traseiro tem inclinação de 23° no encosto, o que proporciona mais comodidade para quem viaja no banco de trás. A Frontier mede ainda 1.850 mm de largura e 1.780 mm de altura. Sua suspensão foi desenvolvida para ser resistente nos terrenos fora de estrada e, ao mesmo tempo, confortável. O conjunto dianteiro é independente, com braços triangulares duplos, mola helicoidal e barra estabilizadora. Já o traseiro possui eixo rígido com feixes de mola.

Para o transporte de cargas, a Nissan Frontier oferece 454 mm de altura na caçamba, solução que aumenta a capacidade de transportar mais objetos – o comprimento é de 1.513 mm e a largura, 1.494 mm. Com essas dimensões, a Frontier tem capacidade de carga para até 1.030 quilos.

Sempre uma das principais preocupações da Nissan, a segurança dos passageiros é um dos destaques da Frontier. Na ativa, a picape conta com freios a disco nas rodas dianteiras e com os sistemas antitravamento ABS e distribuição eletrônica da força de frenagem (EBD) nas quatro rodas; freios traseiros a tambor autoajustáveis, com válvula sensível à carga (LSV). Cintos de segurança dianteiros de três pontos com pré-tensionadores, airbag duplo frontal e barras de proteção nas quatro portas atuam na segurança passiva.

Crescimento “Bendito”-A constante introdução de novidades e aperfeiçoamentos na linha da picape Nissan Frontier é resultado da atenção que a marca dá a seus consumidores e concessionários, pois ouve o que eles têm a dizer. Em 2011, por exemplo, a linha Frontier ganhou para-choque traseiro cromado em toda a linha, novos padrões de tecido, acabamento interno em tom mais escuro, protetor de radiador de aço e vidros elétricos de série em todas as versões. E a aclamada série especial Attack, lançada em 2006, voltou às ruas, mas desta vez como uma versão da linha.

A picape Frontier também foi muito comentada em 2011 por conta da campanha “Pôneis Malditos”, que quebrou todos os recordes. Um deles foi o de visualizações na rede social You Tube. O vídeo foi visto por mais de 14 milhões de pessoas em todo o mundo, figurando entre os 10 mais vistos no ano passado dentro do site de hospedagem de vídeos. No Brasil foram 13 prêmios importantes da comunicação, entre eles o ‘Yahoo! Big Idea Chair 2011’. E ajudou a Nissan a receber o prêmio ‘Caboré’ na categoria ‘Anunciante’, considerado o ‘Oscar’ da publicidade brasileira.

“A Nissan Frontier é uma referência no segmento e já se estabeleceu como uma das picapes mais confiáveis do Brasil. Tanto que vendemos muitas para instituições governamentais como a Polícia Federal. Com um motor mais potente e forte e que emite menos, vamos fazer com que ela fique ainda mais marcada no coração dos consumidores”, afirma Tiago Castro, gerente-chefe de Marketing e Produto.[ www.nissan.com.br/sala].

Nissan no Brasil – No Brasil, a Nissan tem crescido significativamente nos últimos anos. A empresa pretende atingir 5% de participação de mercado até 2014. Para isso, a Nissan deve lançar dez novos produtos no mercado brasileiro até 2016. O Nissan March e o Nissan Versa, lançados em 2011, marcaram a entrada da marca nos dois segmentos de maior volume do mercado brasileiro, o de compactos e o de sedãs compactos. A expansão da rede de concessionárias da Nissan no Brasil também vai contribuir muito para a maior competitividade. A Nissan opera hoje com 130 lojas em todo o País e tem planos de aumentar esse número para mais de 239, até 2016. A Nissan também anunciou a construção de uma nova fábrica no País, em Resende, estado do Rio de Janeiro, prevista para entrar em operação em 2014 e com capacidade de produzir 200 mil carros por ano. O investimento é de R$ 2,6 bilhões e serão criados 2 mil postos de trabalho diretos.

Perfil- A Nissan Motor Co. Ltd., segunda maior empresa automotiva japonesa por volume, está situada na cidade de Yokohama e compõe a Aliança Renault-Nissan. Operando com mais de 248 mil funcionários no mundo, a Nissan forneceu aos seus clientes mais de 4,1 milhões de veículos em 2010, gerando uma receita de 8,77 trilhões de yens (US$ 102,37 bilhões). Fortemente comprometida com o desenvolvimento de produtos atraentes e inovadores para todos, a Nissan oferece uma ampla gama de 64 modelos sob as marcas Nissan e Infiniti. Pioneira no conceito de mobilidade com zero emissão, a Nissan fez história ao lançar o Nissan LEAF, o primeiro veículo 100% elétrico desenvolvido para o mercado de massa, vencedor de vários reconhecimentos internacionais, como o prestigiado prêmio Carro Europeu do Ano 2011.[www.nissan-global.com/EN].

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2021 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira