Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

01/02/2012 - 09:29

África do Sul reuniu lideranças globais no Fórum Econômico Mundial de Davos

Desenvolvimento de infraestrutura, engajamento e empreendedorismo dos jovens e uma maior vontade política foram identificados como os principais impulsionadores da transformação da África.

Davos-No último Fórum Econômico Mundial (FEM) realizado em Davos, Suíça, a Brand South Africa (Instituto de Marketing do Governo da África do Sul) reuniu os principais líderes globais da esfera política, econômica e do desenvolvimento internacional para explorar como integrar e sustentar lideranças nos setores privado e público para apoiar a integração econômica regional. Os principais temas discutidos no encontro foram os fatores impulsionadores do crescimento futuro, como o desenvolvimento de infraestruturas, engajamento, empreendedorismo de jovens e uma maior vontade política.

Organizado pela Brand South Africa em parceria com a Africa Investor (AI), líder internacional em iniciativas de pesquisa e comunicação de investimentos, o evento teve início com um discurso do Ministro das Finanças da África do Sul, Pravin Gordhan, que assinalou a necessidade de o continente tirar vantagem do seu mercado – composto por um bilhão de pessoas e um dos que mais crescem entre as economias emergentes – para que a sua voz se torne mais eficaz no cenário internacional.

"A grande transição do oeste para o leste e sul vai continuar, mas não devemos nos iludir de que este processo já está chegando ao fim – estamos apenas no começo. Não se pode ignorar um continente como a África. Nos próximos 15-20 anos, o foco na África vai aumentar. Neste contexto, mantemos uma visão realista – porém otimista – sobre a integração econômica regional”, disse o ministro Gordhan.

O ministro do Comércio e da Indústria da África do Sul, Rob Davies, fez algumas observações antes do início da sessão do painel com Donald Kaberuka, Presidente do African Development Bank; Maria Ramos, CEO da Absa Group; e Caroline Kende-Robb, Diretora Executiva do Africa Progress Panel. "Apesar dos desafios que a economia global enfrenta no momento, a África está crescendo, mas temos de transformar esse crescimento em desenvolvimento econômico sustentável, baseado principalmente no alavancar da capacidade produtiva dos países africanos”, disse.

Ainda de acordo com Rob Davies, as barreiras ao comércio intrarregional não são apenas os impostos, mas a infraestrutura inadequada e a necessidade de produzir bens mais comercializáveis. “Identificamos a necessidade de industrializar o continente, agregar valor aos produtos minerais e agricultura através do beneficiamento, e desenvolver uma indústria farmacêutica para erradicar doenças específicas do continente. Podemos fazer mais trabalhando juntos. A união do continente nos confere a escala necessária para transformar o crescimento acelerado da África em desenvolvimento sustentável”, complementou.

Em seu discurso, Miller Matola, CEO da Brand South Africa, afirmou: "Já alcançamos avanços significativos desde a primeira vez que nos encontramos aqui, no ano passado. Muitas coisas que falamos estão se tornando realidade, particularmente em relação à integração econômica. As negociações sobre a zona de livre comércio começaram de forma definitiva em dezembro de 2011. Esta agenda claramente requer uma abordagem de longo prazo e lideranças duradouras, e esperamos que a plataforma de diálogo público-privado desses líderes em relação à integração regional esteja fazendo uma modesta contribuição nesse sentido”, comentou Matola.

O Continente Africano está pronto para a implementação de iniciativas para a integração econômica regional e essa série de encontros, como o de Davos, continuará incentivando a promoção dessas ações entre os líderes do governo e empresários ao longo de 2012 e no futuro.

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2021 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira