Portal Fator Brasil 
Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

24/11/2011 - 09:26

Fibria integra e promove iniciativas de restauração da Mata Atlântica

Com 1 milhão de hectares de base florestal, companhia destina 403 mil hectares para a conservação de matas nativas.

São Paulo – A Fibria, empresa 100% brasileira, é líder mundial na fabricação de celulose branqueada de fibra de eucalipto. Com produção anual de 5,25 milhões de toneladas de celulose, a companhia opera quatro fábricas no País e faz a gestão de 1 milhão e 76 mil hectares de base florestal, dos quais 403 mil são destinados à proteção de ecossistemas nativos. O manejo florestal vai além da produção de florestas plantadas, com o relacionamento e engajamento das comunidades locais e com esforços de conservação de fauna e da flora.

A Fibria utiliza o modelo de mosaicos florestais nas regiões onde atua, o que consiste na integração dos plantios renováveis de eucalipto com reservas nativas, respeitando e protegendo a vegetação natural existente. Esse tipo de plantio viabiliza a manutenção de corredores ecológicos e reduz os impactos sobre o meio ambiente. A presença de reservas nativas também protege o eucalipto de pragas naturais e doenças que ameaçam as florestas plantadas. Nesse sentido, a companhia aposta em iniciativas de restauração e preservação de um dos principais biomas brasileiros, a Mata Atlântica, fomentando a participação das comunidades nesse processo.

Um bom exemplo é o Pacto pela Restauração da Mata Atlântica, do qual a companhia é uma das empresas signatárias. Somente este ano, a Fibria está investindo R$ 18 milhões na restauração de quatro mil hectares de áreas nativas em estados onde atua – SP, ES, BA e MG – e existe o bioma. Em 2010, a companhia iniciou o processo de restauração em cerca de três mil hectares de Mata Atlântica e, até 2023, tem como desafio restaurar 21 mil hectares com a colaboração de comunidades locais, responsáveis pela coleta de sementes, manutenção do campo e pelos viveiros comunitários, o que propicia geração de renda e melhoria da qualidade de vida. Até 2050, o Pacto, um dos mais ambiciosos do País, prevê a restauração de 15 milhões de hectares de áreas degradadas, localizadas nos 17 estados onde o bioma está presente.

A Fibria ainda é sócio-fundadora do projeto Corredor Ecológico do Vale do Paraíba, outra iniciativa voltada à preservação da Mata Atlântica, para a qual a Fibria já destinou R$ 15,5 milhões, apenas no ano passado, quando foi lançado. Trata-se de um projeto realizado em parceria com Instituto Ethos, Instituto Oikos e Banco Santander, que conta com apoio de Fundação SOS Mata Atlântica e PricewaterhouseCoopers. O projeto tem como meta restaurar e preservar, nos próximos dez anos, 150 mil hectares de Mata Atlântica na porção paulista da bacia hidrográfica do Rio Paraíba do Sul. Para estimular o envolvimento das comunidades e dos produtores locais na recuperação desse importante bioma, a Associação Corredor Ecológico do Vale do Paraíba custeará os serviços ambientais prestados e incentivará o plantio em mosaico de espécies nativas e de eucalipto.

Perfil-Líder mundial na produção de celulose de eucalipto, a Fibria possui capacidade produtiva de 5,25 milhões de toneladas anuais de celulose, com fábricas localizadas em Três Lagoas (MS), Aracruz (ES), Jacareí (SP) e Eunápolis (BA), onde mantém a Veracel em joint venture com a Stora Enso. Em sociedade com a Cenibra, opera o único porto especializado em embarque de celulose, Portocel – Terminal Portuário de Barra do Riacho (ES). Com uma operação integralmente baseada em plantios florestais renováveis localizados nos Estados do Rio Grande do Sul, São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Mato Grosso do Sul e Bahia, a Fibria trabalha com uma base florestal total de 1,076 milhão de hectares, dos quais 403 mil são destinados à preservação permanente.

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2019 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira

 Consulta inválida: