Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

04/11/2011 - 12:47

Grupo MAN no 3º trimestre de 2011: tendência de crescimento continua intacta, embora ritmo desacelere

Aumento na entrada de pedidos para os primeiros nove meses de 18% ano.14% de crescimento de receita ano para ano.Aumento de lucro operacional de 49% ano para ano, impulsionado por dobramento na área de negócios de Veículos Comerciais; T3 ao mesmo nível que trimestre extremamente forte do trimestre do ano anterior. Desempenho estável pela área de negócio de Engenharia de Energia; Unidade de negócios estratégica de Plantas de Energia lucrativa no T3.Perspectiva para ano total de 2011 confirmada: Crescimento de receita de 10 a 15%; retorno sobre vendas ajustado para ser pouco maior que a meta de média a longo prazo de 8,5%

Carta aos acionistas: “Tendência de crescimento continua intacta, embora o ritmo desacelere- O Grupo MAN continuou seu forte desempenho da primeira metade do ano no T3/2011. O crescimento macroeconômico mais lento também deixou sua marca no desenvolvimento de negócios da MAN. Não obstante, a empresa manteve a trajetória de crescimento consistente, e nossa perspectiva permanece basicamente otimista.

Isto pode ser visto dos livros de pedidos. Embora a entrada de pedidos no Grupo MAN tenha tido uma ligeira queda nos dois trimestres anteriores em 4.1 bilhões de euros, foi ligeiramente maior que em cada um dos quatro trimestres de 2010, enquanto a cifra acumulada para os três primeiros trimestres de 2011 aumentou 18% ano para ano. Os pedidos acumulados em carteira ao final de Setembro também foram maiores que para o mesmo período do ano anterior, em 7.5 bilhões de euros. Os pedidos permanecem em um nível alto.

Em 7.0 bilhões de euros (+23%), pedidos recebidos na MAN Truck & Bus no período de janeiro a setembro foram particularmente fortes, enquanto na MAN Latin America cresceram 17%, para 2.8 bilhões de euros. A MAN Diesel & Turbo também gerou um claro aumento de 12%, para 2.9 bilhões de euros.

A MAN aumentou sua receita em 14% nos primeiros nove meses do ano, para 12.0 bilhões de euros. A receita do terceiro trimestre aumento 7% ano para ano, em 4.0 bilhões de euros. Também aqui os maiores aumentos foram registrados pela área de negócios de Veículos Comerciais: a MAN Truck & Bus subiu 24%, para 6.4 bilhões de euros, enquanto a MAN Latin America cresceu 17%, para 2.8 bilhões de euros. A receita na área de negócios de Engenharia de Energia caiu ligeiramente de ano para ano, em 2.9 bilhões de euros.

O Grupo MAN aumentou seu lucro operacional em 49% nos três primeiros trimestres do ano, para 1.1 bilhão de euros. O lucro operacional gerado por Veículos Comerciais dobrou, para 694 milhões de euros, tendo o mercado europeu de veículos comerciais registrado uma melhora particularmente marcante. Em 117 milhões de euros, o lucro do terceiro trimestre claramente caíram em relação ao segundo trimestre extremamente forte, mas cresceram 58% em relação ao trimestre do ano anterior. O retorno sobre vendas para a MAN Truck & Bus após os primeiros três trimestres foi de 6,1%, comparado a 1,4% no período do ano anterior.

A MAN Latin America mostrou outro forte desempenho de ganhos. A divisão contribuiu com quase um terço do lucro operacional do Grupo MAN para os três primeiros trimestres, com 303 milhões de euros, registrando cifras estáveis nos trimestres individuais. Seu retorno sobre vendas também permaneceu forte, em 10,9%.

Também se aplica uma situação semelhante na área de negócios de Engenharia de Energia. A MAN Diesel & Turbo reportou um lucro operacional de 340 milhões de euros nos três primeiros trimestres do ano. A unidade de negócios estratégicos de Plantas de Energia também registrou um lucro operacional no terceiro trimestre (17 milhões de euros). A MAN pretende alavancar aqui potencial adicional no médio prazo. A Renk gerou 34 milhões de euros no período entre Janeiro e Setembro. Tanto a MAN Diesel & Turbo quanto a Renk atingiram um muito respeitável retorno sobre vendas de 13,0%.

Tudo isso vem mostrar que as subidas e descidas dos mercados financeiros, os temores de inadimplência por países soberanos e a crescente incerteza na verdade não impactaram a MAN ou nossos clientes. Essa estabilidade não é uma conclusão inevitável, já que os mercados de transporte geralmente reagem primeiro e claramente a flutuações econômicas.

No médio prazo, teremos que arcar com algum nível de incerteza e com uma queda nas taxas de crescimento. A MAN está bem preparada para isso, e aprendeu com a experiência da recente crise financeira e econômica. Dominamos bem esse período difícil, aumentando nossa força e nossa flexibilidade. Em particular, melhoramos o gerenciamento de nosso capital de giro, aumentamos a flexibilidade de nossas operações de produção e suprimentos, e alinhamos nossas finanças ainda mais próximas dos mercados de capitais. Beneficiaremos-nos dessa maior flexibilidade durante futuros períodos de volatilidade do mercado, que são de se esperar, particularmente na área de negócios de Veículos Comerciais.

Adicionalmente, estamos muito bem posicionados com nossas duas áreas de negócios, Veículos Comerciais e Engenharia de Energia, e nossa diversificação regional em nosso mercado principal da Europa e os países do BRIC. Isso significa que podemos compensar flutuação mais facilmente.

2011 será certamente um ano muito bom para o Grupo MAN. Continuamos esperando um crescimento de receita de 10 a 15% para o ano inteiro de 2011, e um retorno sobre vendas ligeiramente maior que nossa meta meia de longo prazo de 8,5%. A tendência de médio prazo também continua apontando para cima”. [www.man-la.com].

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2021 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira