Portal Fator Brasil 
Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

05/10/2011 - 10:17

GE instala o primeiro aerogerador no País em parque da DESA


Com índice de nacionalização de 60%, equipamento terá pás produzidas pela Tecsis.

A DESA – Dobreve Energia S/A – concluiu, ontem, a montagem do primeiro gerador do parque eólico Morro dos Ventos, que constrói no Rio Grande do Norte. Esta é a primeira vez que esta montagem é realizada Brasil. A instalação está sob responsabilidade da GE que, com ela, a GE, dá mais um passo para se consolidar no setor, que tem potencial estimado de 350 mil MW (megawatts). Os aerogeradores estão sendo instalados nos parques eólicos Morro dos Ventos I, III, IV, VI e IX, que a DESA constrói em João Câmara (RN) com capacidade de 144 MW. No total, serão montados 91 aerogeradores e para este empreendimento, a DESA investe R$ 820 milhões

A conclusão total das obras está prevista para março de 2012 e a energia a ser produzida já foi integralmente contratada no leilão realizado pelo governo em 2009. Com o início da construção, a DESA comemora a conclusão da etapa de obras civis e o início da fase de montagem, com antecipação de três meses em relação ao cronograma inicial. “A chegada destes equipamentos no site permite iniciar a montagem dos aerogeradores, dentro de um cronograma absolutamente em dia, diz Carlos Augusto Leite Brandão, diretor presidente da DESA”.

O aerogerador tem índice de nacionalização de 60%, em conformidade com a exigência do Finame (Agência Especial de Financiamento Industrial)/ BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social). As pás são produzidas pela Tecsis e seu fornecimento também se constitui em um marco para a empresa: 100% brasileira, a Tecsis verá, pela primeira vez, após 16 anos no mercado, suas pás, frutos da parceria com a GE, operando em grande escala no mercado interno.

A GE é uma das maiores companhias fornecedora de turbinas deste setor. “Isso é resultado dos nossos constantes investimentos em novas tecnologias. Recentemente trouxemos para o mercado brasileiro a nova turbina eólica GE 1.6 MW-100, uma das grandes apostas em energia renovável da companhia”, afirma Jean Claude Robert, líder de negócio para América Latina.

Segundo o presidente da Tecsis, Bento Koike, a parceria com a GE permitiu que a empresa tivesse seus produtos instalados em países como Japão, Alemanha, Polônia, Turquia, México, Canadá e Estados Unidos, e somente agora no Brasil. “Nossa satisfação é redobrada por vermos nossas pás instaladas no nosso próprio país. Além disso, é muito bom ver que o Brasil está começando a perceber o imenso potencial que possui para gerar energia elétrica de forma limpa”, ressalta Koike.

Além disso, a construção e operação do parque eólico acarreta ao município de João Câmara aumento de arrecadação de tributos, aquecimento do comércio local, aumento de renda à população e consequente redução de problemas sociais como desemprego – com 3 Pequenas Centrais Hidrelétricas (PCHs) em operação e os parques eólicos em construção, a DESA tem por política dar preferência à contratação de mão de obra e serviços locais e gera 2.500 empregos diretos e indiretos em suas obras. Em parceria com seus fornecedores, a empresa desenvolve uma série de programas sociais na região, como reforma de centros esportivos, campanha de prevenção à pedofilia e conscientização ambiental.

A GE produz 25% da eletricidade mundial e é uma das maiores fornecedoras de turbinas eólicas. Presente, neste mercado, em 21 países, a GE possui mais de 16.300 unidades instaladas, 277 milhões de horas de funcionamento e 163 mil GWh de energia gerada e equipamentos com capacidade de 1.5 a 4.1 MW. O Brasil está ampliando sua capacidade instalada para gerar este tipo de energia e a GE é uma grande parceira do país neste setor. Nos próximos dois anos, a previsão é que a companhia forneça, para o mercado brasileiro, aproximadamente 700 turbinas de energia eólica das linhas 1.5 MW e 1.6 MW. A companhia atua em mais de 120 países direcionando esforços para ajudar clientes a obter energia mais limpa, confiável e eficiente. A GE fornece uma ampla gama de soluções em tecnologia que utilizam tanto combustíveis fósseis como renováveis (energia solar, eólica, biogás, entre outros) e água.

Perfil-A GE é uma companhia de tecnologias avançadas, serviços e finanças, que busca solucionar os desafios mais complexos do mundo. Dedicada a inovações em energia, saúde, transporte e infraestrutura, a GE opera em mais de 100 países e emprega cerca de 300 mil funcionários globalmente. Para mais informações, visite o website da companhia www.ge.com.

No Brasil, a GE mantém atividades desde 1919, com escritórios distribuídos em diversos estados do país e unidades industriais em São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais. Todos os cinco grandes negócios da GE estão presentes no Brasil, empregando cerca de 6 mil funcionários. Para mais informações, visite o website da companhia www.ge.com/br ou o blog GE Reports Brasil http://brasil.geblogs.com.

Perfil-A DESA irá investir R$ 2 bilhões na geração de energia por fontes renováveis até 2014. Os recursos serão destinados a projeto, construção e operação de um total de 700 MW (megawatts) distribuídos entre PCHs (Pequenas Centrais Hidrelétricas) e parques eólicos. Além disso, a empresa mantém em prospecção, atualmente, um total de 2,9 GW (gigawatts) divididos entre esses dois segmentos.

A DESA foi constituída em 2009 tendo como ativos os investimentos no setor de energia elétrica da família Weege, de Santa Catarina e controladora da Malwee Malhas, do setor têxtil: a PCH Ludesa, já em operação, e os projetos de Figueirópolis e Novo Horizonte. No final de 2009, a Pragma Patrimônio, administradora de fundos de investimentos dos controladores da Natura, ingressou no empreendimento ao adquirir 21,14% do capital votante. A empresa, de capital fechado, adere às melhores práticas da Governança Corporativa – mantendo, inclusive, a figura do conselheiro independente no Conselho de Administração. Com sede em Curitiba (PR), conta atualmente com um quadro de 56 profissionais, além de gerar cerca de 2.500 empregos nas obras em andamento. No consolidado dos leilões de 2009 e 2010, a DESA foi a 5ª. maior vendedora, segundo o ranking do Proinfa. Até o final de 2013 terá 205 MW de capacidade instalada em parques eólicos.

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2020 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira

 Consulta inválida: