Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

24/08/2007 - 09:28

Bigman abre as portas com data para entregar trabalhos

Nova agência de publicidade nasce com uma carteira ativa de clientes; tem clientes que as “blue chips” do mercado gostariam de ter e conta com um time de profissionais respeitados no mercado publicitário.

Marcelo Camargo, Marcelo Siqueira e Mauricio Mazzariol, todos ex-criativos da DM9 e há mês sem destino conhecido pelo mercado, já estão fazendo das suas na Bigman. A agência de publicidade os atraiu com uma proposta de trabalho que não é nova nem velha, porém verdadeira e factível, que até hoje habitou mais os discursos do que a prática.

“Trata-se de uma proposta nova e moderna de trabalho, na qual a comunicação é entendida como algo único e precisa ser tratada como tal. A equipe é enxuta, mas completa no sentido de produzir as soluções ideais para seus clientes”, explica o publicitário Yan Von Brewer, ex-Lowe e Draft, que também se deixou seduzir pela Bigman que nasce com clientes do porte da Unicel (telefonia celular), Nestlé (linha de sorvetes) e George V Residence.

Produzir soluções com ferramentas diversas e sem amarras. Esse foi o gancho que fisgou o trio de criativos. “Vamos produzir soluções e não importa se por meio de um anúncio, ações, sites ou mesmo apenas uma solução de RP. Na Bigman o cliente vai ter a sua necessidade atendida”, afirma Marcelo Camargo, entusiasmado com as inúmeras possibilidades que esse método oferece. “O consumidor mudou. As marcas têm que interagir com ele e gerar respostas, estabelecendo um diálogo”, acrescenta Marcelo Siqueira, lembrando que a Bigman não será uma agência grande e muito menos pequena. “A Bigman terá o tamanho que o cliente precisar”, emenda Mauricio Mazzariol.

Amador Bueno de Camargo, ex-chairman da Young & Rubican, será o criativo financeiro da Bigman. Ele chega propondo um novo pacto comercial entre agência e clientes, que seja justo, em tempo integral, para ambas as partes do negócio. “Queremos trabalhar preferencialmente com um fee mensal ou, então, com o sistema de “success fee”, métodos de remuneração que nos parece mais justo tanto para a agência como para o cliente”. O executivo também acha que a agência, por envolver diferentes tipos de sentimento no desenvolvimento de sua atividade, não deveria ser tratada como mais um fornecedor do cliente. “Por isso, nossa relação com o cliente deve ser mais íntima, como se fossemos uma extensão dele”, revela Camargo.

Amador Camargo lembra que os funcionários acima citados são sócios da Bigman e, ainda, que todos estão dando expediente em tempo integral numa espaçosa casa no 1.282 da Rua Natingui, na sempre criativa Vila Madalena.

Enviar Imprimir

© Copyright 2006 - 2019 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira