Portal Fator Brasil 
Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

03/09/2011 - 10:42

Porto de Santos continua em sua trajetória de recordes e aumento da produtividade


O movimento acumulado registrou um aumento de 3,0% em relação ao mesmo período do ano passado e no mês de julho de 9,1%.

O movimento de mercadorias pelo Porto de Santos registrou sua maior marca para o período acumulado de janeiro a julho (55,0 milhões de toneladas) e, no mês de julho o segundo maior movimento mensal (9,4 milhões de toneladas) de sua história, continuando em sua trajetória de crescimento. O movimento acumulado registrou um aumento de 3,0% em relação ao mesmo período do ano passado e no mês de julho de 9,1%.

O resultado do acumulado foi impulsionado pelo crescimento na movimentação de cargas de importação, que registraram uma variação para maior de 11,8%, somando 19,4 milhões de toneladas. Já as cargas de exportação tiveram um decréscimo de 1,3%, somando 35,5 milhões de toneladas.

Com o movimento de cargas crescem, também, os índices médios de produtividade do porto. Os granéis sólidos apontam uma média de 327,41 t/h até julho deste ano, contra 282,84 t/h no ano passado. Nesse cenário destacam-se as produtividades médias no Corredor de Exportação, que subiu de 221,49 t/h (2010) para 300,22 t/h neste ano, e nos terminais para açúcar da região de Outeirinhos, que foi elevada de 390,46 t/h (2010) para 530,88 t/h (2011). A produtividade no embarque do complexo soja, na margem esquerda do porto, também cresceu significativamente, subindo de 475,03 t/h para 517,99 t/h. Já os granéis líquidos tiveram um crescimento em sua média de 117,97 t/h (em 2010) para 148,81 t/h no acumulado deste ano. A produtividade na operação de carga contêinerizada também é destaque. A produtividade média dos terminais para contêineres, neste ano, gira em torno de 52,14 mph, chegando a atingir, em estrutura que opera cerca de 50% do movimento de contêineres do porto, 74,23 mph (média). Em 2010, a média geral foi de 42,35 mph.

Destaques-O volume das importações de adubo e de minério de ferro, com aumentos de 128,7% e 132,1% em relação ao mesmo período de 2010, foram os destaques do crescimento global da movimentação. Dentre as cargas de exportação ganham destaque o milho, com aumento de 42,9% e o óleo diesel e gasóleo, com 34,5%.

A carga conteinerizada continua crescendo no patamar de dois dígitos, subindo 13,6% em relação ao resultado do mesmo período do ano passado, totalizando 1,6 milhão teu (unidade equivalente a um contêiner de 20 pés).

Os embarques de açúcar e soja em grão, principais mercadorias movimentadas no porto, apresentaram quedas de 9,3% e 1,4%. Já o café em grãos, o arroz (farelo e farinha), a carne, o álcool e sucos cítricos registraram crescimentos, respectivamente, de 26,8%, 18,9%, 14,4%, 7,6% e 4,6%.

A movimentação de veículos foi recorde para o período, atingindo 240,8 mil unidades, 30,0% acima de igual período do ano passado.

O número de navios atracados totalizou 3.412, um aumento de 4,1% em relação a 2010, com destaque para o crescimento das atracações de embarcações roll-on-roll-off (23,5%).

Balança Comercial-Segundo dados do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio (MDIC), o Porto de Santos movimentou 17,3% das importações nacionais, suplantando o ano de 2010 (17,2%), caracterizando-se como a participação mais expressiva dos últimos 15 anos.

Do total de cargas importadas nesse período, em valores, 17,3% são provenientes dos Estados Unidos; 16,7% da China; 10,7% da Alemanha; 6,9% do Japão e 3,9% da Itália. O valor das cargas de importação totalizou US$ 30,8 bilhões, 25,7% acima do mesmo período de 2010 (US$ 24,5 bilhões).

Já as exportações totalizaram US$ 33,7 bilhões, 24,4% acima dos US$ 27,1 bilhões registrados no ano passado. A China aparece como principal destino, participando com 11,4% do total das exportações por Santos, seguida pelos Estados Unidos (9,9%), Argentina (7,9%), Países Baixos (4,7%) e Alemanha (4,2%).

Mês de julho-O mês de julho reflete o crescimento dos dois fluxos, sobressaindo-se as importações com 11,3%, seguida das exportações, com 8,0%. A excelente performance desse período só perde para Outubro de 2010 (9.494.619 toneladas).

Ao contrário do verificado no movimento acumulado do ano, os embarques mensais de açúcar e soja ganham destaque, com crescimentos de 17,6% e 23,1%. Já as exportações de milho, álcool, café em grãos, óleo diesel e gasóleo e sucos cítricos conservam sua tendência de crescimento, com 49,0%, 37,6%, 3,4%, 29,8% e 12,6%. Na importação o adubo e o minério de ferro aparecem, novamente, como destaques, com crescimentos de 187,3% e 198,8%. O movimento de carga conteinerizada no mês cresceu 6,6%.

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2019 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira

 Consulta inválida: