Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

31/08/2011 - 07:46

Volkswagen apresenta o novo Space Cross

Suspensão elevada e acabamento diferenciado são destaques do modelo. Versão aventureira reforça o caráter versátil e esportivo do SpaceFox .Maior pacote de itens tecnológicos do segmento. A Volkswagen está lançando o Space Cross, a versão aventureira do SpaceFox, dentro do mesmo espírito das outras versões do gênero produzidas pela marca, a Saveiro Cross e o CrossFox.

Com suspensão elevada, o Space Cross foi criado para possibilitar o acesso com maior facilidade a caminhos não asfaltados, oferecendo simultaneamente os mesmos níveis de conforto e versatilidade que fizeram do sportvan SpaceFox um sucesso de mercado. O Space Cross é um carro extremamente agradável de dirigir, combinando agilidade e estabilidade, com excelente comportamento nas curvas.

Como os outros veículos da linha Cross da Volkswagen, o Space Cross se caracteriza pelo equilíbrio do design, simultaneamente agressivo e elegante.

Seguindo as tendências de estilo internacionais da marca Volkswagen, adotadas nos utilitários esportivos Touareg e Tiguan, o novo modelo mostra claramente seu caráter ousado sem cair no exagero decorativo.

Um dos atrativos do Space Cross é a oferta do maior pacote de itens tecnológicos do segmento, que inclui computador de bordo com sete funções, espelho retrovisor interno eletrocrômico, faróis com acendimento automático e função coming & leaving home, sensor de chuva, retrovisor externo com função tilt down e sensor de estacionamento traseiro. O carro traz, de série, conjunto elétrico, ar-condicionado e direção hidráulica e não faz concessões em matéria de segurança: tem airbags dianteiros e freios ABS.

Exterior- A personalidade aventureira do Space Cross se manifesta no para-choque dianteiro com a ampla abertura de ventilação com grade tipo colmeia, ladeada pelos dois grandes faróis auxiliares com dupla função (neblina e longo alcance). A exemplo do CrossFox, a parte inferior é preta, enquanto a superior, que se prolonga até as molduras das caixas de rodas, mantém a cor da carroceria.

Os faróis principais têm dupla parábola, complementando o visual horizontalizado da dianteira do veículo, que transmite uma sensação de maior volume e robustez. Os novos faróis auxiliares, que fazem parte da identidade visual do Space Cross, apresentam uma importante inovação. Eles incorporam simultaneamente as funções dos faróis de neblina e de longo alcance.

Na neblina, o desejado é que a luz seja distribuída rente ao solo e para os lados, para realçar os limites da pista, enquanto o facho de longo alcance deve ser fechado, para concentrar a luminosidade em pontos distantes. Isso exige um desenho complexo tanto da parábola refletora como das lentes, além da adoção de uma lâmpada específica, com duplo filamento.

Nas laterais, os destaques são o largo friso em material plástico com a identificação do modelo, as molduras das caixas de rodas e os estribos posicionados sob as portas. As rodas de liga leve, com 15 polegadas, são pintadas de cinza. O perfil mais alto do Space Cross é ressaltado, também, pelos trilhos do rack que se estendem sobre todo o carro, com acabamento preto corrugado. Esses elementos externos foram cuidadosamente estudados no túnel de vento para diminuir a resistência aerodinâmica e o ruído em alta velocidade.

Na traseira, o para-choque incorpora retro-refletores na parte inferior. As lanternas são escurecidas, ressaltando a esportividade. Ao mesmo tempo, levando em conta que o Space Cross já possui uma carroceria relativamente longa, os designers da Volkswagen optaram por manter o pneu sobressalente no interior do carro, com o objetivo de manter a mesma silhueta marcante da linha SpaceFox. Como ocorre em todos os produtos da Volkswagen, o projeto da carroceria do Space Cross foi desenvolvido visando a precisão dos ajustes entre seus componentes.

Para marcar o lançamento do modelo, serão produzidas 200 unidades exclusivas na cor Vermelho Apple.

Interior: padrão Volkswagen- A qualidade do acabamento interno é uma das características marcantes da marca Volkswagen, que fica evidente no SpaceFox. A seleção dos materiais utilizados e o cuidado com o acabamento se associam à funcionalidade, fruto de um cuidadoso projeto de ergonomia. O posicionamento elevado do motorista proporciona uma visão privilegiada no trânsito urbano, e todos os comandos têm acesso fácil e operação intuitiva.

Os materiais usados no painel e em outras superfícies plásticas internas têm textura especialmente desenvolvida, agradável tanto aos olhos como ao toque. O número de porta-objetos foi mantido, inclusive a gaveta localizada sob o banco dianteiro. O porta-luvas tem tampa, e as mesinhas dobráveis nos encostos dos bancos dianteiros são itens de série.

Exclusividade do modelo, a pedaleira tem acabamento de alumínio e as soleiras internas trazem o logotipo Space Cross. Os bancos são revestidos de tecido Malharia Sound preto e a manopla da alavanca do câmbio tem a inscrição "Cross". Opcionalmente, o Space Cross pode ter os bancos com revestimento de couro Softline preto.

Características importantes já presentes no SpaceFox foram mantidas, como o banco traseiro com regulagem longitudinal, que permite aumentar a capacidade do porta-malas de 430 litros a 527 litros. O porta-malas, com compartimento porta-objetos, pode ser aberto por meio de controle remoto e tem travamento elétrico. Outros itens de conforto são as luzes de leitura na parte traseira e os porta-objetos nas portas de trás.

Entre os opcionais oferecidos para o SpaceFox estão dois diferentes sistemas de som: rádio com CD-Player ou rádio AM/FM, ambos com entrada USB e Bluetooth, além de interface para iPOD. Também estão disponíveis a coluna de direção com ajuste de altura e profundidade e o pacote com volante multifuncional em couro, que, nos carros com transmissão I-Motion, pode incorporar comandos para troca de marchas (Shift Paddles).

Prazer ao dirigir- A suspensão do Space Cross foi elevada em 33 mm na dianteira e 35 mm na traseira, em comparação à do SpaceFox. Foram feitas alterações na geometria, nas mangas de eixo e na calibração da suspensão. Os pneus também são diferentes: 205/55 R15, em vez de 195/55 R15. Estas alterações adequaram o Space Cross para enfrentar caminhos fora do asfalto e ao mesmo tempo trazer conforto no trânsito urbano.

A estabilidade, outro ponto forte do modelo, é ressaltada pelas bitolas maiores. O Space Cross tem 1.448 mm na dianteira e 1.435 mm na traseira – acréscimo de 33 mm e de 23 mm, respectivamente, em comparação às do SpaceFox. Os freios também cresceram. O conjunto dianteiro traz discos de 280 mm (24 mm maiores) proporcionando um melhor "feeling" de freio. O resultado de todas essas mudanças é que o Space Cross tem ótimo comportamento nas curvas e é um carro muito agradável de dirigir.

Como ocorre com todos os modelos da Volkswagen, o desenvolvimento do Space Cross incluiu milhares de quilômetros de testes de rodagem percorridos em pistas, ruas e estradas, no Brasil e no exterior. Ao final de cada teste, os carros são totalmente desmontados e suas peças, examinadas para garantir o padrão de qualidade Volkswagen.

O novo modelo é equipado com o motor 1.6 VHT Total Flex que desenvolve 104 cv quando abastecido com etanol e 101 cv com gasolina. O conjunto mecânico conta, também, com a transmissão manual MQ200 de cinco velocidades, conhecida pela precisão e suavidade dos engates, além da resistência e da durabilidade.

Opcionalmente, o Space Cross pode receber a transmissão automatizada ASG (Automated Sequential Gearbox). Eliminando o pedal da embreagem, este sistema realiza trocas de marchas automaticamente ou a comando do motorista, de forma sequencial, pela alavanca no console ou por Shift Paddles localizados junto ao volante.

Por suas características, a transmissão automatizada mantém o bom desempenho do veículo nas acelerações e no consumo de combustível – vantagens que se somam ao custo, sensivelmente menor do que o dos câmbios automáticos tradicionais.

Na versão com câmbio manual, o novo Space Cross acelera de 0 a 100 km/h em 11,5 segundos e tem velocidade máxima de 177 km/h, com etanol. Abastecido com gasolina, a aceleração de 0 a 100 km/h é feita em 11,8 segundos e a velocidade máxima é de 175 km/h.

Com transmissão I-Motion, o Space Cross faz de 0 a 100 km/h em 12 segundos e chega a 177 km/h (com etanol). Com gasolina no tanque, os números são de 12,3 segundos e 175 km/h, respectivamente.

O consumo médio (autonomia), na cidade/estrada, medido de acordo com a norma NBR 7024 é (em ambas as configurações de câmbio) de 13,8 quilômetros com um litro de gasolina e 9,3 quilômetros com um litro de etanol.

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2021 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira