Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL
Busca: OK
CANAIS

19/08/2011 - 10:48

Rio tem novo campus de engenharia da UFRJ em Macaé

Encontro na Região reunirá imprensa, engenheiro e, empresários em debate sobre futuro da engenharia local.

O Rio de Janeiro ganhou mais curso de engenharia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). E, no próximo dia 22 de agosto, a Unidade de Macaé realizará um encontro aberto à imprensa local, representantes de empresas, professores e alunos da UFRJ. O objetivo é o de apresentar os novos cursos de engenharia da Politécnica e, ainda, promover uma integração entre os futuros engenheiros, os engenheiros que já estão se formando, professores de outras unidades, apontando assim para o mercado de trabalho futuro.

Ainda no dia 22, a aluna de Engenharia de Produção da UFRJ, Carolina Abrantes, irá realizar uma palestra para os alunos de Macaé, sobre as particularidades do Curso de Engenharia de Produção, bem como a sua experiência em abrir uma empresa, a Bridge Consulting, na área de gestão de TI, ainda dentro do Campus, incubando-a, e que hoje já se destaca no mercado e contrata mão de obra da própria UFRJ. O Grupo Desvio Padrão de Teatro da Politécnica estará presente e avaliará os espaços e ambientação para uma apresentação futura do Desvio Padrão em Macaé.

O Campus em Macaé disponibilizou, desde o início deste ano, 120 (cento e vinte) vagas para habilitação nos cursos de Engenharia Civil, Mecânica e de Produção. A concepção dos cursos surgiu a partir de uma decisão do Conselho Universitário (Consuni), mas principalmente porque especialistas da Escola Politécnica da UFRJ identificaram as principais demandas do Município de Macaé por engenheiros. Com uma estrutura inovadora, os alunos ingressam no ciclo Básico, que terá duração de dois anos e meio (dois anos e meio), de um total de 5 (cinco) anos. As disciplinas desta primeira fase poderão ser integradas a outros cursos já existentes ou a serem criados. Após este período, os estudantes deverão escolher a modalidade que desejarão cursar. Os cursos são ministrados por professores Mestres e Doutores, do quadro permanente da Universidade e lotados em Macaé, coordenados pelo Professor Bernardo Mattos Tavares. As aulas estão sendo ministradas no Pólo Universitário, Campus principal da UFRJ.

- O propósito da construção da UFRJ em Macaé é o de investir na formação de profissionais de excelência, em um espaço que oferece variadas oportunidades de inserção das atividades acadêmicas na sociedade, seja por meio de estudos e intervenções no ecossistema, na saúde e na educação da população local, ou por meio da troca de experiências e saberes entre academia, profissionais da região e a comunidade -, explica o Diretor da Escola Politécnica.

Histórico do Campus da UFRJ em Macaé é recente- O campus Macaé da Universidade Federal do Rio de Janeiro/ UFRJ surgiu na década de 80, motivado pela execução de pesquisas promovidas pelo Instituto de Biologia nas lagoas da locais. O reconhecimento da excelência das atividades de pesquisas e de extensão desenvolvidas pela UFRJ em Macaé resultou em uma doação, da prefeitura de Macaé, de um terreno de 29 (vinte e nove) mil metros quadrados, no qual foi construído um conjunto de laboratórios, salas de aula, biblioteca, auditório e alojamentos, o que constitui a nova sede do NUPEM/UFRJ, primeiras instalações da UFRJ no Campus de Macaé, mais precisamente, no Pólo Barreto. A escolha ocorreu após um cuidadoso processo de análise das necessidades regionais e entendimentos com empresas, governo municipal e entidades locais representativas da sociedade civil.

O modelo pioneiro da parceria da Prefeitura de Macaé com a UFRJ está dando certo. Essa parceria vai além do fornecimento de suporte material para a Universidade. A colaboração entre a UFRJ e a Prefeitura de Macaé consolidou-se e hoje se pode é possível afirmar que é um dos principais motivos para o sucesso do processo de interiorização da UFRJ, que já é também um modelo de interiorização para as universidades públicas do Brasil.

Os Cursos de Engenharia implantados tem como objetivo formar engenheiros, cuja qualificação os torne aptos para atuar profissionalmente em diversos setores e sob diversas formas, seja no setor público, seja a serviço de empresas privadas ou como empreendedor de seu próprio negócio ou, ainda, em atividades de pesquisa e desenvolvimento científico-tecnológico. |Monica Coronel/Cequal.

Enviar Imprimir
© Copyright 2006 - 2017 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira