Portal Fator Brasil 
Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

16/08/2007 - 07:51

Universidade fará monitoramento ambiental da atividade portuária

Centro de Ciências Tecnológicas da Terra e do Mar (CTTMar) da Universidade do Vale do Itajaí fará o acompanhamento durante os próximos três anos.

A superintendência do Porto de Itajaí assina nesta quinta-feira, 16, um novo convênio para monitoramento ambiental da atividade portuária. O acompanhamento será realizado pelo Centro de Ciências Tecnológicas da Terra e do Mar (CTTMar) da Universidade do Vale do Itajaí (Univali). O convênio terá duração de três anos. Os trabalhos estão orçados em R$ 2,8 milhões.

Técnicos, professores e cientistas da Univali vão monitorar periodicamente a qualidade da água do rio Itajaí-açu, do ar e da emissão de ruídos, influência da dragagem no ambiente e situação da água de lastro trazida pelos navios. Os monitoramentos são parte integrante do conjunto de ações realizadas pelo Porto Municipal de Itajaí, pioneiro entre os demais porto no Brasil.

A preocupação ambiental adotada pelo Porto Municipal de Itajaí já recebeu o reconhecimento da Fundação Estadual do Meio Ambiente (Fatma). Além de todas as licenças ambientais necessárias para a atividade, o porto já foi premiado com o prêmio Fritz Muller de excelência em gestão ambiental.

O CTTMar já realiza o monitoramento há dois anos. As análises realizadas até agora comprovam que, em Itajaí, o impacto da atividade portuária – quando existe – está dentro dos padrões e normas aceitáveis por todos os órgãos ambientais do Brasil e internacionais. No caso do rio Itajaí-açu, por exemplo, a água passa pelo porto sem aumentar os níveis de poluição.

Segundo o gerente de Meio ambiente do Porto Municipal de Itajaí, Aguinaldo de Assis, a atividade portuária coexiste pacificamente com o meio ambiente devido às várias medidas adotadas pela superintendência. “Mantemos treinamento constante, instalamos uma base para atendimento de emergências, uma área exclusiva para cargas perigosas e tratamos todos os efluentes produzidos no porto, entre outras iniciativas”, explica.

Além das medidas preventivas, ressalta Assis, o Porto Municipal de Itajaí também oferece diversas medidas compensatórias à eventual intervenção da atividade no meio ambiente. “Além do programa de Educação Ambiental, investimos R$ 1,2 milhão na compra da área onde foi instalado o Parque Natural Ambiental de Itajaí”, disse.

O superintendente do Porto Municipal de Itajaí, Wilson Francisco Rebelo, revela que o “extremo respeito ao meio ambiente” é uma das principais diretrizes impostas pelo prefeito Volnei Morastoni para os novos rumos da atividade na cidade. “Temos que crescer um pouco mais a cada dia, para manter o alto índice de geração de riquezas, trabalho e renda para a população. Mas o prefeito exige que o crescimento aconteça de forma sustentável”, ressalta.|www.portoitajai.com.br

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2019 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira

 Consulta inválida: