Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

13/07/2011 - 09:04

Etapa Ribeirão Preto do Circuito de Corrida e Caminhada da Longevidade Bradesco Seguros


Nicholas Keter e Nancy Kipron batem recorde. Uma disputa acirrada e emocionante, tanto no pelotão feminino como no masculino, marcou a competição no dia 10 de julho (domingo).

Foi, mais uma vez, uma prova vibrante: quatro atletas de elite, no grupo masculino, lutaram bravamente pelo primeiro lugar no pódio em boa parte do percurso de 6 quilômetros na etapa Ribeirão Preto do Circuito de Corrida e Caminhada da Longevidade Bradesco Seguros, evento que conta com apoio da Bradesco Vida e Previdência.

No entanto, Nicholas Keter, do Quênia, mostrou por que é o melhor atleta de sua categoria atualmente no Brasil: nos últimos minutos deixou os adversários para trás. A essa altura, o brasileiro Marcelo Cabrini, atleta Bradesco Seguros, campeão na cidade no ano passado, era quem estava mais próximo de Keter.

O queniano chegou em primeiro lugar, seguido de Cabrini, com a segunda colocação. Em terceiro ficou Musenduki Mohamed Ikoki, da Tanzânia, e, por fim, os brasileiros Solonei Rocha da Silva, em quarto, e Anoé dos Santos Dias, em quinto.

Entre as mulheres, a briga foi igualmente boa, mas Nancy Kipron, do Quênia, com várias vitórias no Circuito da Longevidade e em outras competições, chegou em primeiro lugar. A brasileira Josiane da Silva Cardoso, vencedora da etapa Ribeirão Preto em 2010, ficou com a segunda colocação. O terceiro lugar foi para Michele Cristina das Chagas; em quarto ficou Maria Zeferina Baldaia, e, em quinto lugar, chegou Valkiria Sanches Prieto.

“Fiquei na liderança em alguns momentos, mas o Nicholas é extremamente rápido, foi um páreo bem duro”, afirmou Cabrini. Ele disse que ficou bastante satisfeito com seu segundo lugar. “Éramos quatro na frente, tive de correr muito para abrir para o segundo lugar. Considerando a qualidade desses corredores, estou muito feliz com minha colocação e também por ter melhorado meu tempo no Circuito”, assegurou.

Keter parabenizou Cabrini por sua performance. Disse que o brasileiro também é muito rápido. “Não foi uma vitória fácil, ele é muito bom”, afirmou, referindo-se ao atleta Bradesco Seguros.

Acostumado a correr maratonas, o brasileiro Solonei Rocha da Silva disse que o Circuito da Longevidade é uma espécie de treino para as outras competições que participa. “É muito importante estar aqui, porque o nível dos atletas do Circuito é sempre muito bom. Encaro esse percurso como um desafio, pois estou acostumado a distâncias maiores”, explicou.

No grupo das mulheres, Nancy comemorou mais uma vez sua primeira colocação. “É muito bom participar com essas atletas de ponta e vencer”, disse. Josiane, segundo lugar, também se declarou satisfeita por ter conseguido enfrentar a queniana. “Não ganhei em primeiro, mas garanto que a disputa foi boa.”

Michele Cristina das Chagas, também assídua nas provas do Circuito da Longevidade, disse que fez em Ribeirão Preto o seu melhor tempo entre as etapas que já participou. “Fico animada, até porque aqui sempre tem atletas muito competentes.”

Após a conclusão da corrida, que contou com aproximadamente 1 mil inscritos, saiu o grupo da caminhada. Cerca de 2 mil pessoas, de faixas etárias bem diversas, concluíram os 3 quilômetros do percurso.

Longevos recebem homenagens no palco do Circuito

Cleide Pedro, de 70 anos, cruzou animada a linha de chegada. Ela foi a idosa mais bem colocada no pelotão feminino. “O esporte é tudo na minha vida, não sei viver sem me exercitar”, afirma a secretária aposentada. Ela treina cinco vezes por semana e compete nos Jogos Regionais de Idosos. Sua especialidade são as corridas de curta distância.

“Comecei a me exercitar quando mudei de São Paulo para Ribeirão Preto, há seis anos. Graças ao esporte, tenho uma saúde de ferro, não tomo nenhum medicamento e me sinto muito mais jovem do que sou”, afirmou.

Entre os homens, Elcio Malerba, de 71 anos, foi o melhor colocado na corrida. “Eu treino há 30 anos e acho que é por conta disso que cheguei tão bem à minha idade”, disse. Seu companheiro de clube, Walter Locci, de 77 anos, ficou com o segundo lugar entre os mais longevos da prova. “Também pratico corrida desde os anos 80, mas essa é a segunda vez que participo de uma corrida. Quem me inscreveu foi minha nora, que sempre me estimula”, contou.

O secretário de esportes do município, Edmilson Dezordo de Oliveira, prestigiou o Circuito da Longevidade, que teve como palco a praça Nadyr Alves da Silva. “É a quarta vez que Ribeirão Preto integra o Circuito e vemos como isso movimenta as pessoas da cidade em torno do exercício físico. É um evento muito bem organizado, a Bradesco Seguros está de parabéns”, disse.

Atrações musicais animam domingo na praça

Grupos de dança e ginástica aeróbica da Secretaria Municipal de Esportes subiram ao palco para mostrar seu talento a quem compareceu ao evento. O grupo Toque de Lata, composto por crianças e jovens, encheu a praça com seu batuque a partir de instrumentos feitos com sucata.

A renda obtida com as inscrições foi doada, em Ribeirão Preto, para o Instituto do Esporte, organização que fomenta diversos projetos sociais e esportivos na região.

Esta foi a quinta etapa do Circuito da Longevidade na temporada 2011. Ao todo, serão 14 etapas este ano. Há cinco anos em atividade, o Circuito de Corrida e Caminhada da Longevidade Bradesco Seguros foi criado com a intenção de estimular a prática do exercício físico entre pessoas de todas as idades, a fim de que tenham uma vida longa e saudável.

A próxima etapa do Circuito será em Sorocaba (SP), no dia 31 de julho. As inscrições podem ser feitas no site corridadalongevidade.com.br. No twitter: @longevidade, o internauta também encontra informações sobre a corrida, fotos e curiosidades.

.Etapa Ribeirão Preto do Circuito de Corrida e Caminhada da Longevidade Bradesco Seguros (Classificação):

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2021 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira