Portal Fator Brasil 
Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

01/07/2011 - 09:17

Aeroporto de Cabo Frio e Porto do Forno realizam operação intermodal


O Aeroporto Internacional de Cabo Frio e o Porto do Forno, em Arraial do Cabo, na Região dos Lagos fluminense, realizam no dia 1º de julho (sexta-feira), uma operação conjunta que comprova a importância da integração intermodal na busca de eficiência logística.

Um Antonov 124, um dos maiores aviões cargueiros do mundo, da companhia russa Volga-Dnepr Airlines, aterrissa no aeroporto trazendo a bordo 27 toneladas de equipamentos que serão descarregados e levados por rodovia até o Porto do Forno. Do terminal portuário a carga será reembarcada em navio com destino a uma plataforma da Bacia de Campos.

Estrategicamente localizado, o Aeroporto de Cabo Frio se consolidou como uma importante base de importação para o segmento de petróleo, tendo recebido mais de 150 voos de grandes aviões cargueiros nos últimos dois anos, a serviço de empresas que operam na Bacia de Campos.

O Aeroporto de Cabo Frio.: Evolução - O Aeroporto Internacional de Cabo Frio registrou aumento de 1.600% no movimento de passageiros de 2007 a 2010, ano em que 90 mil pessoas passaram pelo seu terminal.

No segmento de cargas, a evolução também foi significativa. Se considerado o período 2005-2010, o aumento no volume foi de 177%. No Brasil, as operações de carga nos aeroportos cresceram 78% no mesmo período.

As cargas movimentadas entre 2005 e 2011 em Cabo Frio totalizaram 61 mil toneladas, no valor total de US$ 2 bilhões, gerando RS$ 226,5 milhões em recolhimento de ICMS (sem contar outros tributos).

Essas e outras estatísticas e informações estão disponíveis no novo site do Aeroporto de Cabo Frio, que único aeroporto público com gestão privada no país capacitado a operar voos de carga e de passageiros.

Perfil- O Aeroporto Internacional de Cabo Frio foi privatizado em 2001, em regime de concessão com prazo de 22 anos, e desde então é administrado pela Costa do Sol Operadora Aeroportuária SA. Tornou-se a partir daí uma importante base de importação para a indústria petrolífera de Campos, graças à sua localização privilegiada, a sua capacidade de receber aeronaves de grande porte e às suas extensas áreas de alfândega e armazenamento. É o único aeroporto público brasileiro administrado pela iniciativa privada capacitado a operar voos internacionais regulares de carga e de passageiros.

Companhias especializadas em carga, como Absa, Volga Dnepr e Kalitta Air, operam voos regulares e/ou charters para Cabo Frio. Todos os grandes aviões cargueiros em atividade no mundo, como o Antonov 124, o Ilyushin 76, o Boeing 747 “nose door” (Jumbo cargo), os Boeings 777 e 767, o MD-11, o DC-10 e o DC-8, têm pousado com segurança no Aeroporto de Cabo Frio.

No segmento de passageiros, TAM, Trip e Pantanal mantêm voos semanais regulares ligando Cabo Frio ao Rio de Janeiro, a São Paulo, a Belo Horizonte e a Juiz de Fora.

Além disso, companhias internacionais, como Pluna e Lan, oferecem voos sazonais para Cabo Frio. Na alta temporada 2010/2011, mais de 40 mil passageiros passaram pelo aeroporto .

Infraestrutura - O Aeroporto Internacional de Cabo Frio conta com um pátio para aeronaves com 30.400 metros quadrados, além de 60 mil metros quadrados de área alfandegada (qualificada para atender todos os regimes aduaneiros), galpão de 16 mil metros quadrados e câmara frigorífica.

Sua pista de pouso tem 2.560 metros de comprimento por 45 metros de largura e é maior do que a dos Aeroportos do Santos Dumont e de Congonhas. Como está ao nível do mar, se equivale à pista de Viracopos, em Campinas.

O Aeroporto está estrategicamente localizado a apenas 60 Km de Macaé, onde se concentra a indústria do petróleo; e a 140 Km do Rio, 550 Km de São Paulo, 530 Km de Belo Horizonte e 400 Km de Vitória.

Investimentos - Desde 1998, ano de sua inauguração, e principalmente entre 2007 e 2008, período das principais obras de ampliação e reforma, os investimentos somados do Poder Público e da concessionária Costa do Sol Operadora Aeroportuária S/A foram de R$ 80 milhões.

O Poder Público (aí incluídos governos federal, estadual e municipal), investiu aproximadamente R$ 50 milhões, valor foi usado na ampliação e reforma da pista, dos pátios de manobras, em desapropriações e no primeiro módulo do terminal de passageiros. Já a Costa do Sol Operadora Aeroportuária, que tem a concessão do Aeroporto por 22 anos, a contar de 2001, investiu aproximadamente R$ 30 milhões no terminal de cargas, na ampliação do terminal de passageiros, em instalações administrativas, estacionamento de veículos, e no sistema viário interno. Essa concessão foi o resultado de uma licitação pública promovida pela Prefeitura de Cabo Frio, uma vez que o Aeroporto havia sido municipalizado.

Mas o dado mais importante é que o recolhimento de tributos relacionados à operação do aeroporto supera em muito os investimentos feitos, o que comprova o acerto do modelo adotado.

Para se ter uma idéia, somente a cifra recolhida em tributos no ano de 2009 (receita tributária decorrente da movimentação de cargas), alcançou R$ 157 milhões – muito acima dos R$ 50 milhões investidos ao longo de todos esses anos.

Isso sem contar a geração de empregos diretos e indiretos na região, o impacto positivo sobre o turismo e sobre o segmento de serviços, puxado pelo turismo e pelos novos negócios, a instalação de novas empresas na região, contribuindo para o seu desenvolvimento.

Hoje, cerca de 80 empresas, a maioria relacionada à indústria do petróleo e boa parte delas multinacional, utiliza o Aeroporto Internacional de Cabo Frio como sua base de movimentação de cargas destinadas ou provenientes da Bacia de Campos.

Voos comerciais da TAM, Pantanal e Trip conectaram Cabo Frio com as principais cidades brasileiras, via ligações diretas com Rio, São Paulo e Belo Horizonte. E voos internacionais de passageiros também têm contribuído para o movimento turístico.

Podemos dizer que o Aeroporto de Cabo Frio consolidou-se como um importante ativo do município e da Região, contribuindo para o desenvolvimento do Estado. E como conta com Alfândega, Receita Federal, Polícia Federal, Anvisa, entre outros, pois é um Aeroporto Internacional, torna-se também uma importante alternativa aos demais aeroportos internacionais – hoje sobrecarregados – para o recebimento (nacionalização) de voos, tanto de passageiros quanto de cargas. [www.aeroportocabofrio.com.br].

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2019 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira

 Consulta inválida: