Portal Fator Brasil 
Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

22/06/2011 - 11:07

CTEEP investe R$ 5,8 milhões na prevenção de queimadas para conservação das linhas de transmissão

São Paulo– Nesta época do ano inicia-se o período da safra de cana-de-açúcar, importante para a economia local. Abril a novembro é marcado também pelo clima seco, ventos constantes e poucas chuvas. Isso gera preocupação, já que os incêndios em áreas verdes tornam-se frequentes e, consequentemente, acarretam enormes prejuízos a toda a sociedade. Essa é uma realidade também para locais no entorno às linhas de transmissão de energia e para o sistema elétrico como um todo.

Em 2010, 26 desligamentos causados por queimadas realizadas de maneira inadequada trouxeram problemas para o sistema de transmissão da Companhia de Transmissão de Energia Elétrica Paulista (CTEEP). O número – superior aos oito desligamentos de 2009 – foi bastante influenciado pelo ano atípico de seca. Muitos dos incêndios são frutos da falta de informação e desconhecimento sobre a questão, que acontecem devido à propagação do fogo empregado na queima da palha da cana-de-açúcar – uma prática comum nos canaviais, antes da colheita. Os outros casos são de incêndios acidentais ou até mesmo devido à seca.

Com o objetivo de esclarecer as pessoas sobre os cuidados que devem ser tomados e os impactos que o fogo descontrolado pode trazer, a CTEEP realiza anualmente a Campanha de Prevenção a Queimadas próximas às linhas de transmissão no interior de São Paulo. Em 2011, os investimentos da CTEEP com os procedimentos de prevenção às queimadas devem ultrapassar a casa dos R$ 5,8 milhões, visando diminuir os riscos de desligamentos nos sistemas elétricos. Essa ação também reflete o compromisso de responsabilidade social da empresa assumido com o grupo de interesse sociedade.

A iniciativa, que está em sua décima edição, pretende alertar a população sobre os danos que o fogo na mata pode causar à rede elétrica, pois atinge cabos elétricos de alta tensão, causando curto-circuito e, consequentemente, o imediato corte do fornecimento de energia.

As chamas, bem como o calor e a fuligem, atingem o sistema de transmissão e locais no entorno às linhas de transmissão e, com isso, cresce o risco de interrupção de energia elétrica. Isso significa perda para as atividades socioeconômicas de cidades inteiras ou diversas regiões, uma vez que o sistema elétrico nacional está quase totalmente interligado. Há também os impactos negativos no meio ambiente, causados pelo fogo fora de controle, como poluição, extinção de animais, queima de reservas ecológicas, entre outros.

Uma das ações para diminuir os riscos de desligamentos nos sistemas elétricos consiste na limpeza e conservação das chamadas faixas de servidão. São realizadas inspeções aéreas e terrestres em 13 mil quilômetros de linhas para determinar quais áreas precisam ser roçadas, com o objetivo de conservar as faixas de transmissão e diminuir a incidência de propagação do fogo provenientes das queimadas em plantações.

Já as campanhas de conscientização da população abrem-se em diversas frentes. Uma das estratégias adotadas está a aproximação com os usineiros e fazendeiros. Além da conscientização em torno das queimadas, será abordada a questão das colheitadeiras, que vêm substituindo o fogo na tarefa de remover a cana-de-açúcar não utilizada nas colheitas. É comum que os fazendeiros trabalhem com as máquinas próximas às estruturas das torres e dos cabos, o que pode causar graves acidentes e até mesmo interromper o fornecimento de energia. Os colaboradores da CTEEP terão um papel ainda mais importante, realizando a interface com as comunidades, para esclarecer e dar orientações sobre o assunto.

“Uma das premissas da nossa empresa é estar próximo das comunidades em que estamos inseridos, levando educação e conscientização sobre os riscos do tema para a população e para o nosso negócio”, diz da Doralice Fernandes, da área de Gestão Estratégica, que atua com o tema Responsabilidade Social na companhia.

“Esta campanha já está inserida em nossa companhia. Por isso anualmente são mantidas essas ações de conservação e conscientização quanto aos riscos que as queimadas trazem. A previsão é seguir com o investimento, possivelmente com a mesma quantia, visando diminuir cada vez mais o registro de grandes focos de incêndios no interior do Estado de São Paulo”, finaliza Antonio Manuel Corvo, gerente do departamento de Manutenção da CTEEP.

Regulamentação quanto às queimadas- Atualmente existem regulamentações rigorosas quanto às queimadas praticadas em solos agrícolas. Entre elas, destaca-se o Decreto Federal (nº 2.661 de 08/07/98 – artigo 1º item III-a) que proíbe a queimada em uma extensão de 15 metros além da faixa de passagem das linhas de transmissão e distribuição de energia. Além disso, a Cetesb (Companhia de Tecnologia e Saneamento Ambiental) desenvolve ações de controle ambiental no Estado de São Paulo, orientando os proprietários para que não desrespeitem as regulamentações vigentes.

A CTEEP coloca à disposição o número “Disque Queimada” (0800 11 87 13) para receber informações ou denúncias de queimadas próximas às linhas de transmissão.

CTEEP – Companhia de Transmissão de Energia Elétrica Paulista

A CTEEP tem 62,4% do seu capital brasileiro, sendo 35,42% Eletrobras e 26,98% demais acionistas, e é controlada pela ISA, que detém 37,6% do capital. A companhia opera uma complexa rede de transmissão, por onde trafegam 30% da energia produzida no Brasil e 60% da eletricidade consumida no Sudeste do País. Seu sistema elétrico é composto por 12.316 km de linhas, 18.794 km de circuitos de transmissão e 105 subestações com capacidade de transformação de 43.992 MVA. Com uma extensa malha de linhas de transmissão e subestações em todo o estado de São Paulo, atende concessionárias de distribuição, consumidores de grande porte e ao exigente mercado brasileiro. Com as conquistas de novas concessões nos últimos leilões de transmissão, a CTEEP hoje está presente em doze estados brasileiros. Seu lucro líquido em 2010 foi de R$ 812,2 milhões.

ISA- Atua em sete países nos setores elétricos, de telecomunicações e rodovias por meio de 29 empresas. Maior transmissor de energia da América Latina, o grupo possui 38.989 quilômetros de circuito de alta tensão e mantém atividades de transporte e serviços associados, como a operação e administração dos mercados de energia. São 12.029 km de fibra ótica e 2.158 km de rodovias na Colômbia e no Chile. A ISA é formada pelas seguintes empresas no setor de eletricidade: ISA, Transelca, ISA Peru, Red de Energia del Peru, Consorcio TransMantaro, ISA Bolívia, XM – Compañia de Expertos em Mercados e CTEEP. Em telecomunicações, atua na Colômbia e Peru com a empresa Internexa, e em rodovias com a Intervial.

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2020 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira

 Consulta inválida: