Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

18/06/2011 - 07:33

Recife terá totem contabilizador de vítimas de trânsito

Capital pernambucana será a única no Nordeste a receber o equipamento.

Com o objetivo de chamar a atenção da sociedade e das autoridades para o grande número de fatalidades no trânsito, e a emergência da criação e implantação de um Plano Nacional de Segurança Viária no Brasil, o movimento Chega de Acidentes iniciou, em maio, a instalação de totens pelas capitais brasileiras com contadores que estimam o número de acidentes de trânsito. Em Recife, o monumento será inaugurado dia 20 de junho, às 10h, na calçada do Hospital da Restauração. A ação é promovida pelo movimento Chega de Acidentes, em parceria com a Secretaria das Cidades através do Detran-PE.

As instalações dos totens fazem parte das ações do Chega de Acidentes, em linha com a Década de Ações para a Segurança Viária, instaurada pela ONU, que teve início oficial em 11 de maio último. O movimento Chega de Acidentes foi criado em 2009, pela ABRAMET (Associação Brasileira de Medicina de Tráfego), AND (Associação Nacional dos Departamentos de Trânsito), ANTP (Associação Nacional de Transportes Públicos), e CESVI BRASIL (Centro de Experimentação e Segurança Viária). A Seguradora Líder DPVAT, responsável pela administração do seguro DPVAT (que indeniza vítimas de acidentes de trânsito no país), além de apoiadora do movimento, viabilizou a criação dos totens.

Inauguração, no dia 20 de junho (segunda-feira), às 10h.: Recife: Avenida Agamenon Magalhães, próximo à Praça do Derby.

Nas ocasiões, André Horta, analista de segurança viária do CESVI BRASIL estará presente, representando o movimento Chega de Acidentes. A Seguradora Líder DPVAT será representada por Múcio Novaes, presidente do Sindicato das Seguradoras de Pernambuco. Os totens já foram instalados totens em Manaus, Goiânia e Curitiba. Belo Horizonte, Porto Alegre e Brasília também receberão os contadores até o final do ano.

Nos totens, os contadores estimam o número de vítimas fatais e internações utilizando, o período inicial de lançamento do Chega de Acidentes (18/09/09), dados de mortalidade e morbidade (feridos internados) decorrentes de acidentes de transporte terrestre, do Ministério da Saúde, para o ano de 2007.

Movimento Chega de Acidentes- O Chega de Acidentes é um movimento que tem por missão reunir e mobilizar diversos segmentos da sociedade em prol da elaboração e implantação de um Plano Nacional de Segurança Viária, com metas (ambiciosas e factíveis) e prazos de redução de vítimas de acidentes, para obter um trânsito mais seguro no País. O movimento foi criado em 18 de setembro de 2009, e seu comitê organizador é formado pelas entidades: ABRAMET (Associação Brasileira de Medicina de Tráfego), AND (Associação Nacional dos Departamentos de Trânsito), ANTP (Associação Nacional de Transportes Públicos), e CESVI BRASIL (Centro de Experimentação e Segurança Viária).

No site do movimento um contador virtual estima a evolução da quantidade de vítimas fatais e não fatais no Brasil, e o impacto econômico dos acidentes e suas vítimas. Um abaixo-assinado pela redução da violência no trânsito está disponível no site do Chega de Acidentes, além de mais informações sobre a campanha: www.chegadeacidentes.com.br

Década de Ações para a Segurança Viária- A ONU estabeleceu, durante sua Assembléia Geral, em 2 de março de 2010, a Década de Ações para a Segurança no Trânsito de 2011 a 2020 com a meta de estabilizar e reduzir acidentes de trânsito em todo o mundo. Na recente resolução adotada, os 192 países membros da ONU solicitam à OMS (Organização Mundial da Saúde), em cooperação com outros parceiros, a elaboração de um plano diretor para guiar as ações nessa área durante os próximos dez anos. E ainda, que cada um desses países estabeleça suas metas nacionais para a redução de acidentes até o final do período correspondente à Década.

De acordo com o Relatório Global da OMS sobre a situação da segurança viária, primeira análise detalhada sobre 178 países que foi publicado em 2009, ferimentos causados por acidentes de trânsito permenecem um problema de saúde pública, principalmente nos países de média e baixa renda.

Segundo a OMS, o número de mortes em consequência de acidentes no trânsito chega a 1,3 milhões ao ano. E se não houver medidas dos governos, a perspectiva é que em 2020 esse número possa aumentar para 2 milhões. De acordo com os dados mais recentes do Ministério da Saúde, o Brasil registra por ano cerca de 38 mil vítimas fatais em decorrência da violência no trânsito. [www.decadeofaction.org].

O CESVI BRASIL- Fundado em 1994, o CESVI BRASIL (Centro de Experimentação e Segurança Viária) é o único centro de pesquisa brasileiro dedicado à segurança viária e veicular e à disseminação de informação técnica para o setor e também para a sociedade. Foi o primeiro centro da América Latina e é membro do RCAR (Research Council for Automobile Repairs), um conselho internacional de centros de pesquisa com os mesmos objetivos. .[ www.cesvibrasil.com.br | www.twitter.com/cesvibrasil].

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2021 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira