Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

10/06/2011 - 10:22

“Projeto Acqua” no 5º Jogos Mundiais Militares do CISM


Embarcação de recolhimento de resíduos estará em operação na Baía de Guanabara, durante os Jogos Mundiais Militares.

Na semana do Meio Ambiente o Comitê dos 5º Jogos Mundiais Militares do CISM “Os Jogos da Paz”, confirmou a participação das empresas Brissoneau Ambiental e ADDServices [www.brissoneau.com.br] nas operações de monitoramento e recolhimento de resíduos flutuantes das raias olímpicas de vela, denominada “Projeto Acqua”, incluindo as áreas próximas à Praça XV, Escola Naval e Marina da Glória. Nesta competição participarão 133 países no período de 16 a 24 de julho no Rio de Janeiro, sendo considerada uma preparação para as Olimpíadas de 2016.

O “Projeto Acqua” será realizado durante todo o mês de julho, em parceria com a Escola Naval – Marinha do Brasil, coordenadora da modalidade “Vela”. Caberá a Brissoneau e ADDServices a operação da embarcação, incluindo o lançamento de ecobarreiras para retenção dos resíduos em pontos próximos à Escola, à Marina da Glória. A Escola Naval atuará na logística de apoio ás operações e descarte sustentável dos resíduos.

Cerca de 80.000 quilos de lixo que são diariamente lançados na Baia de Guanabara constituindo-se no maior problema para as competições de vela. Muitas vezes, a quantidade de lixo flutuante pode decidir negativamente uma prova e isso tem sido o maior receio dos organizadores e velejadores, como sempre documentado pelo nosso medalhista olímpico Torben Grael.

A embarcação ACQUA, projetada e construída no Rio de Janeiro, baseia-se nos mais modernos critérios de sustentabilidade, sendo a primeira movida a Gás Natural, com baixos índices de emissão de gases de efeito estufa, com 14 metros de comprimento, esteiras automatizadas, possuindo capacidade de recolhimento de 11.000 quilos de lixo flutuante.

O projeto deixará como legado dos jogos para o Rio de Janeiro, além da grande quantidade de resíduos retirados do meio ambiente, uma sólida base de dados sobre a movimentação do lixo na Baia de Guanabara. Ao final, será emitido e publicado um Relatório Ambiental detalhando os resultados deste trabalho.

O projeto como um todo, prevê investimentos na ordem de R$ 15 milhões. Ainda em setembro será dado início a construção da segunda embarcação da série.

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2022 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira