Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

09/06/2011 - 10:32

Recife se antecipa na construção de obras para Copa de 2014

Começa a construção da primeira via expressa da capital de Pernambuco, a Via Mangue, com 4,75km de extensão. A expectativa é que a obra seja concluída em setembro de 2013.

À frente das demais cidades nordestinas, a Prefeitura da Cidade do Recife (PCR) deu início a maior obra viária da qual se tem notícia na Região Metropolitana do Recife: a Via Mangue.O projeto teve início com a entrega do túnel construído no bairro do Pina, com a retirada de famílias das palafitas e com a construção de três conjuntos habitacionais, mas agora entra no estágio mais esperado pelos recifenses que é o corredor expresso que vai dar mobilidade à Zona Sul. A região é considerada de extrema importância para a Cidade pois abriga o bairro de Boa Viagem, que concentra a maior parte dos negócios e serviços e também é onde está instalada praticamente toda a rede hoteleira da capital do Estado.

A via foi viabilizada com a assinatura de um contrato de financiamento no valor de R$ 433,2 milhões celebrado entre a Caixa Econômica Federal e a gestão municipal. Trata-se de um dos vários projetos viários encabeçados pela PRC com o objetivo de melhorar a mobilidade urbana para os jogos da Copa do Mundo de 2014.

Durante os próximos 30 meses, trabalhadores estarão construindo o sistema viário do futuro corredor expresso. O prazo final para a entrega é setembro de 2013, um ano antes da Copa de 2014. De acordo com uma projeção feita pelo próprio prefeito João da Costa na próxima semana ou, no máximo em 15 dias, as primeiras estacas das obras serão fincadas nos cinco canteiros que estão sendo erguidos no traçado da via. Para que a primeira etapa da via estar em funcionamento a previsão é para setembro do próximo ano.

“É um sonho realizado. É o maior contrato já assinado pela Prefeitura do Recife. O problema da mobilidade é crônico e atinge todas as grandes cidades. Por isso a Via Mangue é importante. Ela é a síntese do que é necessário para a cidade do Recife” destaca o prefeito. João da Costa faz questão de lembrar que a via não está prejudicando o meio ambiente. “Além da mobilidade, temos a questão ambiental - ao preservar o manguezal - e social - ao retirar 1.200 famílias de moradias infectas, frisou.

A primeira etapa da obra viária são as alças ligando o Viaduto Capitão Temudo, na área central do Recife, à Ponte Paulo Guerra, no Pina. As alças sairão do elevado, passarão sobre a Rua Imperial e a Avenida Sul, no bairro de São José, ligando-se à Rua Saturnino de Brito, no Cabanga. Outra alça sairá da ponte estaiada construída ao lado da Paulo Guerra, entrando pela comunidade Beira-Rio e Jardim Beira-Rio, no Pina.

Na segunda frente de trabalho serão construídos dois viadutos que ligarão o corredor às margens dos Canais de Setúbal e Jordão, em Boa Viagem, que já existem e funcionarão como continuidade da futura via. Esse trecho fica ao lado da Rua Antônio Falcão, de onde foram retiradas 334 famílias de palafitas e casebres em 2010. O sistema viário da Via Mangue terá quatro faixas de rolamento para veículos, calçadas para pedestres e ciclovia. No sentido Centro-Boa Viagem terá 4,75km. Já no sentido Boa Viagem-Centro, serão 4,37km. A obra terá, ainda, oito pontes, alargamento da Ponte Paulo Guerra e uma passagem semi enterrada.

A Via Mangue será a primeira via expressa do Recife, com velocidade média de 60km/h. Ela não possuirá semáforos ou cruzamentos de tráfego e contemplará ainda a acessibilidade para deficientes e idosos. Com sua implantação, cria-se um cinturão de proteção do manguezal do Rio Pina, melhora-se o tráfego nos bairros de Boa Viagem e do Pina, e abre-se a possibilidade de implantação de um corredor exclusivo de ônibus na Avenida Domingos Ferreira, viabilizando o Corredor Norte-Sul.

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2022 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira