Portal Fator Brasil 
Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

13/05/2011 - 10:43

CPFL Energia atinge lucro líquido de R$ 466 milhões no 1T11

São Paulo – A CPFL Energia S.A. (BM&FBovespa: CPFE3 e NYSE: CPL), anunciou seu resultado do 1T11, no dia 12 de maio de 2011(quinta-feira). Destaques do período, foi de crescimento de 5,4% nas vendas na área de concessão; desconsiderando o efeito da CAT97, as vendas teriam crescido 8,2%. Reajuste tarifário Anual (econômico) para a CPFL Paulista (6,11%), vigente a partir de 8 de abril de 2011, e para a CPFL Santa Cruz (8,01%), CPFL Leste Paulista (6,42%), CPFL Jaguari (5,22%), CPFL Sul Paulista (6,57%) e CPFL Mococa (6,84%), vigentes a partir de 3 de fevereiro de 2011.Criação da CPFL Energias Renováveis através da associação entre a CPFL Energia e a ERSA Energias Renováveis. Aquisição da Jantus por R$ 1,5 bilhão, sendo 210 MW em parques eólicos em operação e 732 MW em portfólio de projetos, com a possibilidade de aquisição de Quintanilha Machado por R$ 70 milhões; Manutenção do rating de crédito da CPFL Energia após aquisição da Jantus e associação com a ERSA. Aprovação, na Assembleia Geral Extraordinária de 28 de abril, das operações de grupamento e desdobramento simultâneos das ações ordinárias da CPFL Energia. Valorização de 12,6% das ações da CPFL Energia na BM&FBovespa, superando o Ibovespa (-1,0%) e o IEE (9,7%) no 1T11 e Reconhecimento da CPFL Energia pela Management & Excellence, como a empresa de energia mais sustentável da América Latina, pelo 3º ano consecutivo.

O Ebitda totalizou 1,02 bilhão de reais, acima dos 982 milhões de reais nos três primeiros meses d0 ano passado. A média das projeções dos analistas era de uma geração de caixa de 883,8 milhões de reais.

As vendas para o mercado cativo cresceram 1,4%, para 9.983 GWh. A classe industrial mostrou recuo de 9,4% no consumo, reflexo da migração de clientes para o mercado livre.

As classes residencial e comercial, por outro lado, mostraram avanços de, respectivamente, 5,3 e 5,4%, favorecidas "pelos efeitos acumulados do crescimento econômico verificado nos últimos anos", segundo a companhia. [http://www.cpfl.com.br/ri].PR Newswire.

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2020 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira

 Consulta inválida: