Portal Fator Brasil 
Página Inicial
PORTAL MÍDIA KIT BOLETIM TV FATOR BRASIL PageRank
Busca: OK
CANAIS

04/05/2011 - 09:33

Parte de sedimento dragado no Porto do Rio é depositada na Ilha da Pombeba

Sacos geotêxteis são usados para impedir que material – que contém metais pesados – entre em contato com o ambiente.

A Ilha da Pombeba, localizada na Baía de Guanabara, foi o local definido pelo Instituto Estadual do Ambiente - INEA para receber parte do sedimento da dragagem do Porto do Rio de Janeiro que contém metais pesados. Essa atividade está sendo realizada nas proximidades do cais de São Cristóvão. A previsão é dragar 30 mil metros cúbicos de sedimentos. O transporte e disposição do material na Ilha da Pombeba tiveram início em abril (01) e estão previstos para terminar em julho. O processo está sendo acompanhado pelo Programa de Gerenciamento Ambiental das obras de dragagem, realizado pelo Instituto Virtual Internacional de Mudanças Globais (IVIG), da COPPE/UFRJ.

A tecnologia adotada é a mesma que vem sendo utilizada na dragagem do canal do Fundão. Os chamados geotubes, ou “geotêxteis”, que são grandes sacos retangulares feitos com um tecido sintético que permitem somente a passagem da água, mantêm o sedimento confinado. Para esta obra, estão sendo utilizados seis geotubes, cada um com capacidade de reter 5 mil metros cúbicos de sedimento.

Durante e após o processo de dragagem e disposição do material dragado nos geotubes, será realizado o monitoramento da água, dos líquidos percoláveis (líquidos que saem dos geotubes) e do solo na área de influência do empreendimento. O sedimento destinado para a Ilha da Pombeba é transferido por uma draga de sucção e recalque. Os geotubes ocupam uma área prevista de 12,5 mil metros quadrados na Ilha, que é uma formação criada artificialmente através de sucessivas dragagens realizadas no passado, cujos sedimentos foram despejados no local ao longo do tempo. Após a conclusão das obras, a vegetação da ilha será recomposta e enriquecida com o plantio de 2.500 mudas de espécies de restinga por um programa paisagístico de recuperação.

Dragagem - A dragagem do Porto do Rio de Janeiro, iniciada em fevereiro do ano passado e com previsão de término para junho de 2011, faz parte do Programa Nacional de Dragagem (PND), da Secretaria de Portos (SEP) da Presidência da República, e está incluída no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). Até o momento já foram dragados 2,8 milhões de metros cúbicos de sedimentos. O objetivo é aumentar a profundidade do canal de acesso do porto, o que viabiliza a atracação de navios maiores, permitindo um aumento significativo na movimentação de cargas. Espera-se com esta dragagem, que a movimentação dos terminais de contêineres passe de 900 mil TEUs/ano para 3,4 milhões de TEUs (um TEU equivale a um contêiner de 20 pés, aproximadamente seis metros).

Enviar Imprimir


© Copyright 2006 - 2019 Fator Brasil. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tribeira

 Consulta inválida: